Registos tardios

Página 5 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por Gonçalo Elias em Sex Jan 02, 2015 1:26 am

alcedo escreveu:Não sei se é tardio se precoce, Upupa epops Vila Nova de Foz Côa 28 /12/2014

Se calhar não é uma coisa nem outra, as poupas invernam numa parte do país (a minha teoria é que a zona de invernada abrange a área situada a sul de uma linha oblíqua que liga Barca d'Alva ao cabo da Roca).
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18446
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por pedro121 em Sex Jan 02, 2015 4:19 am

Gonçalo Elias escreveu:
Se calhar não é uma coisa nem outra, as poupas invernam numa parte do país (a minha teoria é que a zona de invernada abrange a área situada a sul de uma linha oblíqua que liga Barca d'Alva ao cabo da Roca).

O eBird para indicar mais ou menos isso, se bem que deveria ser o cabo Carvoeiro e não o da Roca e há registos ocasionais em varias zonas húmidas a norte da linha
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 10382
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por Gonçalo Elias em Sex Jan 02, 2015 4:38 am

pedro121 escreveu:
Gonçalo Elias escreveu:
Se calhar não é uma coisa nem outra, as poupas invernam numa parte do país (a minha teoria é que a zona de invernada abrange a área situada a sul de uma linha oblíqua que liga Barca d'Alva ao cabo da Roca).

O eBird para indicar mais ou menos isso, se bem que deveria ser o cabo Carvoeiro e não o da Roca e há registos ocasionais em varias zonas húmidas a norte da linha

Sim, é possível que seja como referes, a verdade é que no limite norte da zona de invernada a espécie ocorre em densidades baixas, o que torna difícil traçar uma linha exacta.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18446
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por João Tomás em Sex Jan 02, 2015 12:11 pm

Gonçalo talvez te estrague essa linha x) hoje eu e o Paulo Belo observamos uma poupa nas lagoas do Tâmega Smile
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2708
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por Gonçalo Elias em Sex Jan 02, 2015 12:53 pm

lol, João, eu sei que existem alguns registos para norte da linha, a minha dúvida é mais até que ponto existe uma invernada regular nessas regiões.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18446
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por João Tomás em Sex Jan 02, 2015 1:15 pm

Gonçalo Elias escreveu:lol, João, eu sei que existem alguns registos para norte da linha, a minha dúvida é mais até que ponto existe uma invernada regular nessas regiões.

Estava a meter-me contigo Smile se passasse cá o próximo ano talvez te conseguiria responder! vamos a ver o que o futuro me traz!
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2708
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por PNicolau em Sab Out 24, 2015 5:26 am

1 Phylloscopus bonelli, Caneças (Odivelas), 24 Out
O 3º registo mais tardio de sempre, de acordo com o Projecto Chegadas.
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 5027
Idade : 23
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Nov 03, 2015 6:53 am

Hoje na Mexilhoeira Grande, Portimão:
- 4 Cecropis daurica

No arrozal de Lagoa:
- 1 Motacilla flava, macho, provavelmente flavissima
- 1 Tringa glareola

Na Quinta da Vala, Silves:
- 2 Hirundo rustica
- um enorme bando de 85 Apus melba em alimentação, muito activos vocalmente.



avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18446
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por João Tomás em Ter Nov 03, 2015 8:10 am

Ontem (02/11/2015) na RNLED:

1 Hirunda daurica, juntamente com o bando de apus;
10 Apus apus.

avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2708
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por pedro121 em Ter Nov 03, 2015 8:59 am

Gonçalo Elias escreveu:
- 1 Tringa glareola

humm, e é tardio?
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 10382
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Nov 03, 2015 9:04 am

pedro121 escreveu:
Gonçalo Elias escreveu:
- 1 Tringa glareola

humm, e é tardio?

esta compilação e depois diz-me o que achas. Smile
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18446
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por pedro121 em Ter Nov 03, 2015 9:40 am

Gonçalo Elias escreveu:
esta compilação e depois diz-me o que achas. Smile

Acho que é uma invernante escassa...
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 10382
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Nov 03, 2015 10:01 am

pedro121 escreveu:
Gonçalo Elias escreveu:
esta compilação e depois diz-me o que achas. Smile

Acho que é uma invernante escassa...

É possível... Não sei bem a partir de quantos registos por ano se pode considerar uma invernante escassa, mas a verdade é que bem vistas as coisas quase todas as espécies essencialmente estivais não passeriformes (e mesmo alguns passeriformes estivais) têm bastantes registos de Inverno, o que eu quero dizer com isto é que maioria das espécies estivais não passeriformes inverna em pequeno número, se deixarmos essas de fora sobram muito poucas...
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18446
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por pedro121 em Ter Nov 03, 2015 10:12 am

Gonçalo Elias escreveu:o que eu quero dizer com isto é que maioria das espécies estivais não passeriformes inverna em pequeno número, se deixarmos essas de fora sobram muito poucas...

Sim, mas repara, neste caso não temos uma espécie estival que depois tem registos de inverno, temos uma espécie invernante que depois tem um reforço na passagem primaveril.

Ou seja, eles chegam depois da reprodução, tem um pico com as aves de passagem, passam o inverno, voltam a ter outro pico com as aves da passagem, vão todos embora para as zonas de reprodução e pronto.


Assim as partidas são em Abril-Maio e as chegadas em ?? Junho-julho??

Ou seja, uma espécie estival cria cá ou passa por cá a caminho das zonas de reprodução, uma espécie invernante inverna cá e parte daqui para as zonas de reprodução.

avatar
pedro121

Número de Mensagens : 10382
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por pedro121 em Ter Nov 03, 2015 10:21 am

E porque não acompanhar o Falcão-da-rainha? Eu acho que já tivemos esta conversa, e eu concordo com o acompanhamento de todas as espécies na lista, com a excepção do calidris ferruginea, que diga-se de passagem não parece estar a ser acompanhado e cujos registos de chegadas são no mínimo discutíveis já que podem facilmente ser aves invernantes.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 10382
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Nov 03, 2015 11:08 am

pedro121 escreveu:
Sim, mas repara, neste caso [...] temos uma espécie invernante que depois tem um reforço na passagem primaveril.

Tenho algumas dúvidas em chamar a esta uma espécie invernante. Estamos a falar de uma população invernante de quantos indivíduos?

pedro121 escreveu:E porque não acompanhar o Falcão-da-rainha?

Quase não há registos de Primavera, só consegues estabelecer um padrão outonal...

pedro121 escreveu:Eu acho que já tivemos esta conversa, e eu concordo com o acompanhamento de todas as espécies na lista, com a excepção do calidris ferruginea, que diga-se de passagem não parece estar a ser acompanhado e cujos registos de chegadas são no mínimo discutíveis já que podem facilmente ser aves invernantes.

Numa fase inicial estavam lá muitas outras espécies que entretanto foram saindo, como Ciconia nigra, Jynx torquilla...

O objectivo desta compilação é tentar perceber se há um padrão de chegadas, excluindo os outliers.

Ora mesmo naquelas em que há uma pequena população invernante, o padrão pode geralmente ser identificado, não concordas?
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18446
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por pedro121 em Ter Nov 03, 2015 11:51 am

Gonçalo Elias escreveu:
Numa fase inicial estavam lá muitas outras espécies que entretanto foram saindo, como Ciconia nigra, Jynx torquilla...

O objectivo desta compilação é tentar perceber se há um padrão de chegadas, excluindo os outliers.

Ora mesmo naquelas em que há uma pequena população invernante, o padrão pode geralmente ser identificado, não concordas?

reapara que as espécies que saíram foram precisamente as que tem populações invernantes, o terem um certo numero de indivíduos a invernar borra o padrão tornando difícil perceber o que são indivíduos invernantes e chegadas, repara que nas espécies actualmente abrangidas a existência de uma população invernante não ocorre com a excepção do tringa e do calidris, todas as outras espécies com populações invernantes significativas foram já retiradas do projecto.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 10382
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Nov 03, 2015 12:10 pm

pedro121 escreveu:repara que nas espécies actualmente abrangidas a existência de uma população invernante não ocorre com a excepção do tringa e do calidris, todas as outras espécies com populações invernantes significativas foram já retiradas do projecto.

Então e qual é a diferença entre o Tringa e estas?

Anthus campestris
Cecropis daurica
Circaetus gallicus
Milvus migrans
Motacilla flava
Nycticorax nycticorax
Sterna albifrons
Sterna hirundo
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18446
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por PNicolau em Ter Nov 03, 2015 1:06 pm

É que o Tringa começa a ser uma espécie expectável em certos locais no Inverno, nomeadamente na RNET.

As outras não são expectáveis de ver no Inverno.
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 5027
Idade : 23
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Nov 03, 2015 1:47 pm

PNicolau escreveu:É que o Tringa começa a ser uma espécie expectável em certos locais no Inverno, nomeadamente na RNET.

Estive a procurar no e-bird por registos na RNET em Dezembro e Janeiro e encontrei os seguintes:

Inverno 2011-12: 1 na Ponta da Erva em Dezembro, 4 na Barroca em Janeiro
Inverno 2012-13: (sem registos)
Inverno 2013-14: 2 no Cardal em Dezembro, 1 (o mesmo?) na Lezíria Grande em Janeiro, 1 (o mesmo?) na Ponta da Erva em Janeiro,
Inverno 2014-15: 1 na Barroca em Dezembro, 1 em Pancas em Dezembro, 1 (o mesmo?) em Vasa-Sacos em Dezembro e 1 (o mesmo?) na RNET área geral em Janeiro; 3 na Ponta da Erva em Janeiro

O que observo neste dados é isto:
- a espécie não tem sido observada todos os anos
- o número de indivíduos é muito reduzido, havendo uma única observação de 4 indivíduos e uma de 3, sendo que no Inverno de 2013-14 foi de apenas 2
- por comparação, na passagem há observações de 8, 9, 12 e até mesmo 25 indivíduos.
- não há dados que evidenciem que indivíduos observados esporadicamente em Dezembro e Janeiro fiquem por lá o Inverno todo

O que concluo é isto:
- esta espécie é predominantemente um migrador de passagem no nosso país
- o número de aves em passagem é incomparavelmente superior à do Inverno, seja na RNET seja noutras zonas do país
- não existe evidência de que haja população invernante regular, seja na RNET seja em qualquer outro local; existem apenas observações esporádicas
- observações efectuadas em pleno Inverno não significa necessariamente que se trate de invernantes; os indivíduos observados em Dezembro podem ser migradores muito tardios / precoces, isso acontece com outras espécies migradores, p. ex. Limosa limosa
- mesmo que haja pontualmente indivíduos que ficaram o Inverno inteiro (que não se sabe se há), isso não transforma a espécie numa espécie invernante

Portanto a minha opinião é a de que esta espécie não é um invernante regular em Portugal. É uma espécie migradora de passagem, que tem várias observações isoladas no Inverno e que poderá eventualmente ter um ou outro indivíduo invernante.

Mudarei a minha opinião se forem apresentados dados mais sólidos de que a espécie inverna regularmente Smile
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18446
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por pedro121 em Ter Nov 03, 2015 1:54 pm

[quote="Gonçalo Elias"]
PNicolau escreveu:
Mudarei a minha opinião se forem apresentados dados mais sólidos de que a espécie inverna regularmente Smile

E em relação ao Pilrito-de-bico-comprido (Calidris ferruginea)?
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 10382
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Nov 03, 2015 2:02 pm

pedro121 escreveu:
Gonçalo Elias escreveu:
Mudarei a minha opinião se forem apresentados dados mais sólidos de que a espécie inverna regularmente Smile

E em relação ao Pilrito-de-bico-comprido (Calidris ferruginea)?

Esse é mais complexo. Existem registos de invernada pelo menos desde os anos 90 e não estamos a falar de 1 ou 2 mas sim de bandos que chegaram a atingir a centena, nomeadamente no Algarve.
Tenho de fazer uma análise mais completa à informação existente antes de me pronunciar sobre o estatuto dessa espécie.

Oportunamente deixarei aqui a minha opinião.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18446
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por PNicolau em Qui Nov 05, 2015 1:24 pm

Hoje, dia 5 de Novembro na Ponta da Erva
3 G. nilotica (não é seguido pelo projecto por haver inds invernantes?)
1 O. oenanthe
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 5027
Idade : 23
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por Gonçalo Elias em Qui Nov 05, 2015 1:46 pm

PNicolau escreveu:
3 G. nilotica (não é seguido pelo projecto por haver inds invernantes?)

Não é seguido por outra razão: quando começámos esta compilação (em 1991, salvo erro), a espécie não era regular em Portugal e praticamente não havia dados para fazer qualquer compilação.

Elas só se estabeleceram a partir de 1999.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18446
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por PNicolau em Qui Nov 05, 2015 3:26 pm

E porque não começar? Smile
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 5027
Idade : 23
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Registos tardios

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum