LOCAL: Serra de Monchique

Ir em baixo

LOCAL: Serra de Monchique

Mensagem por Gonçalo Elias em Qui Fev 27, 2014 6:04 am

Hoje de manhã andavam pelo menos 12 melros-de-peito-branco Turdus torquatus na Fóia - um perto do cume e pelo menos 11 junto ao "Parque Aventura".

A lista completa das aves observadas pode ser consultada aqui e aqui.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Serra de Monchique

Mensagem por Gonçalo Elias em Sex Abr 04, 2014 11:13 am

4 de Abril de 2014:
Pelo menos cinco Turdus torquatus na Fóia, muito perto do parque de estacionamento.

A lista de observações do dia está aqui e aqui.


Um assunto que me intriga há bastante tempo é a eventual ocorrência de Parus ater no Algarve e mais especificamente na serra de Monchique. O único registo que conheço é este. Não disponho de mais pormenores sobre a localização exacta. Sendo esta uma espécie sedentária, pouco dada a movimentos dispersivos, tenho-me interrogado se existirá uma população estável na região.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Serra de Monchique

Mensagem por nuno dosantos em Sex Abr 04, 2014 12:17 pm

Como alguem aqui do forum diria (J.S.), destes no Algarve nunca comi!!!
avatar
nuno dosantos

Número de Mensagens : 1672
Idade : 42
Local : Portimão
Data de inscrição : 04/02/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Serra de Monchique

Mensagem por pedro121 em Sex Abr 04, 2014 2:30 pm

Gonçalo Elias escreveu: O único registo que conheço é este. Não disponho de mais pormenores sobre a localização exacta. Sendo esta uma espécie sedentária, pouco dada a movimentos dispersivos, tenho-me interrogado se existirá uma população estável na região.

Bem, está num pinheiro, já é alguma coisa, mas uma eventual população já teria sido detectada nos vários atlas não?
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11537
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Serra de Monchique

Mensagem por Jorge Saraiva em Sex Abr 04, 2014 3:04 pm

nuno dosantos escreveu:Como alguem aqui do forum diria (J.S.), destes no Algarve nunca comi!!!

Hehehe nem no algarve nem em lado nenhum Laughing 
avatar
Jorge Saraiva

Número de Mensagens : 1030
Idade : 60
Local : Lx
Data de inscrição : 16/08/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Serra de Monchique

Mensagem por Gonçalo Elias em Sex Abr 04, 2014 3:22 pm

pedro121 escreveu:Bem, está num pinheiro, já é alguma coisa, mas uma eventual população já teria sido detectada nos vários atlas não?

Teoricamente sim, uma população residente seria detectada.

Na prática as coisas podem não ser bem assim. A qualidade de cobertura dos vários atlas é variável. Algumas espécies ocorrem em locais recuados e esses locais nem sempre são cobertos pelos atlas (depende dos percursos escolhidos pelo observador, a tendência de muitos observadores é para escolher as tétradas / percursos mais acessíveis; os locais em encostas pouco acessíveis podem não ser visitados de todo e na prática isto significa que algumas espécies menos comuns que ocorram em sítios pouco acessíveis podem perfeitamente passar despercebidas).

Nota que num atlas como o de nidificantes (e mais recentemente no de invernantes e migradoras), só era necessário visitar 6 de 25 tétradas, o que significa que três quartos da quadrícula ficam por amostrar.

Depois há a questão das audições, esta espécie detecta-se sobretudo pelo ouvido, a detectabilidade vai variar com as competências do observador e com a actividade vocal das aves (que no Inverno é baixa).

Só para veres como é fácil certas espécies comuns passarem despercebidas: na primeira metade da década de 1990 apercebi-me que Phylloscopus bonelli era comum na metade sul do Ribatejo e em certas zonas do Alentejo; comecei a procurá-las intensivamente e encontrei-as com facilidade numa data de sítios; no entanto reparei que o primeiro atlas de nidificantes (publicado em 1989) nem refere a ocorrência da espécie nessa região. Como explicar isto? Seria cobertura insuficiente? Dificuldade com os sons por parte dos observadores? Em relação aos Dendrocopos minor (residente!), no primeiro atlas acontece mais ou menos a mesma coisa: tem uma distribuição muito mais alargada que aquela que é referida. Portanto, o facto de ter sido feito um atlas não é incompatível com a existência de uma pequena população isolada num local menos visitado. Outro caso: as Calandrella rufescens de Castro Marim (residentes!) são conhecidas desde há 100 anos, presumo que nas décadas de 1970-1980 continuassem lá, e no entanto no primeiro atlas de nidificantes não foram detectadas.

E já agora um exemplo retirado da minha experiência com o atlas de invernantes do Baixo Alentejo: no final do terceiro Inverno, em Janeiro de 1995, ainda só tínhamos um registo de Jynx torquilla; não sei porquê, nessa altura ocorreu-me que poderia haver por aí uns invernantes "escondidos" - vai daí parei o carro numa estrada recuada num fundo dum vale no concelho de Ourique e pus a gravação a tocar; em menos de um minuto tinha um torcicolo todo excitado a cantar a menos de 100 metros de mim; no mesmo dia ou no dia seguinte repeti a graça em mais duas ou três quadrículas não muito longe dali e obtive mais dois registos. Fiquei a pensar: o Alentejo deve estar pejado de torcicolos invernantes e ninguém dá por eles se não cantarem.

Voltando aos Parus ater: até agora não encontrei nada, mas a verdade é que a serra de Monchique é relativamente grande e os locais que eu visitei até agora... lá está, são os mais acessíveis  lol!
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Serra de Monchique

Mensagem por nunes em Ter Jul 15, 2014 6:34 am

04/07/2014

Melro-azul (Monticola solitarius): 1 a 2
Andorinhão-real (Tachymarptis melba): 3
Escrevedeira (Emberiza cirlus): 2
Cuco (Cuculus canorus): 1
Cia (Emberiza cia): 2

Alto da Fóia

nunes

Número de Mensagens : 71
Data de inscrição : 14/05/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Serra de Monchique

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Dez 08, 2015 7:52 am

Hoje deu-me para ir procurar aves aquáticas no concelho de Monchique. Parece um absurdo porque o concelho é formado quase só por serras, matos e eucaliptais, mas a verdade é que estas saídas fora das rotas mais habituais constituem sempre um desafio e dão direito a descobrir umas cenas engraçadas - como por exemplo ver uma Egretta garzetta pousada no topo de um eucalipto Very Happy

A história conta-se assim: após estudar o mapa descobri que um dos braços da albufeira da Bravura (ou de Odiáxere) entra pelo concelho de Monchique e que até já havia um hotspot no local, chamado Vale da Guena.

Uma visita a este local deu direito a ver 2 Ardea cinerea, 4 Egretta garzetta, 14 Anas platyrhynchos e, mais interessante, 1 Tringa ochropus (primeiro registo para o concelho). Existem observações anteriores de Phalacrocorax carbo neste ponto, mas desta espécie nem sinal.

Entretanto ao consultar a lista de espécies do concelho verifico que há registo de outras espécies aquáticas, nomeadamente:
- Anas clypeata, Anas crecca e Fulica atra nas Caldas de Monchique - o local não tem qualquer habitat para patos ou galeirões, isto poderá ser um caso de uma lista mal referenciada ou na qual foram incluídas espécies vistas numa área mais vasta - http://ebird.org/ebird/view/checklist?subID=S23277512
- Gallinula chloropus num sítio chamado Laranjeira junto à ribeira de Odelouca (não conheço o local) - http://ebird.org/ebird/portugal/view/checklist?subID=S21781731
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Serra de Monchique

Mensagem por Gonçalo Elias em Sex Dez 11, 2015 9:47 am

Dando seguimento à busca de aves aquáticas no concelho de Monchique, hoje explorei a ribeira de Odelouca na zona de Laranjeira, onde o curso do rio é relativamente lento e com margens pouco declivosas.

Observei 1 Tringa nebularia e 2 Gallinago gallinago - ambas são novas espécies para o concelho.

A lista completa aqui.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Serra de Monchique

Mensagem por nuno dosantos em Sab Dez 12, 2015 1:35 pm

Gonçalo Elias escreveu:Dando seguimento à busca de aves aquáticas no concelho de Monchique, hoje explorei a ribeira de Odelouca na zona de Laranjeira, onde o curso do rio é relativamente lento e com margens pouco declivosas.

Observei 1 Tringa nebularia e 2 Gallinago gallinago - ambas são novas espécies para o concelho.

A lista completa aqui.

Muito fixe Gonçalo é uma zona interessante, por esta altura os Dom fafe aparecem e é costume invernar Garça branca grande.
avatar
nuno dosantos

Número de Mensagens : 1672
Idade : 42
Local : Portimão
Data de inscrição : 04/02/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Serra de Monchique

Mensagem por Gonçalo Elias em Sab Dez 12, 2015 2:24 pm

Dom fafe vi dois no outro dia perto na barragem da Bravura num sítio chamado Vale da Guena.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Serra de Monchique

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Jan 12, 2016 2:10 pm

Hoje encontrei um bando de 6 (possivelmente 7) petinhas-ribeirinhas no Alto da Fóia. Alimentavam-se em bando junto à estrada, logo à saída do parque de estacionamento. Estavam longe de qualquer zona com água e permitiram uma aproximação que não é muito habitual nesta espécie arisca.

O habitat pode parecer atípico, no entanto não é a primeira vez que me cruzo com a petinha-ribeirinha nestas circunstâncias; recordo-me de já anteriormente ter registado a espécie longe de água em zonas de altitude, durante o período de Outono-Inverno: nos andares superiores da serra da Estrela (Torre e não só) em Outubro de 2001 e também na serra de Gredos (Espanha), mais precisamente na "plafaforma de Gredos", em Janeiro de 2002.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Serra de Monchique

Mensagem por PNicolau em Ter Jan 12, 2016 2:18 pm

Na Serra da Estrela são bastante comuns em alguns pontos, mas normalmente há acumulação de água nas redondezas, não?
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 5576
Idade : 24
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Serra de Monchique

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Jan 12, 2016 2:26 pm

PNicolau escreveu:Na Serra da Estrela são bastante comuns em alguns pontos, mas normalmente há acumulação de água nas redondezas, não?

Na serra da Estrela são de facto frequentes nesta época do ano, em especial junto aos muitos planos de água (represas) que existem na serra, no entanto eu estava a referir-me especificamente a observações efectuadas longe de água.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Serra de Monchique

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum