Martha, o último pombo-passageiro, morreu há 100 anos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Martha, o último pombo-passageiro, morreu há 100 anos

Mensagem por Gonçalo Elias em Dom Set 07, 2014 10:02 am

Martha, o último pombo-passageiro, morreu há 100 anos
1/9/2014, 22:39

Em tempos a ave mais abundante do planeta, o pombo-passageiro foi mais uma espécie em cuja extinção o Homem teve um papel determinante.



Quando os europeus chegaram ao continente norte-americano no Mayflower em 1620, existiriam três a cinco mil milhões de pombos-passageiros. Como termo de comparação, considere-se que existem atualmente cerca de 11 milhões de pombos comuns. O último da sua espécie morreu de forma natural a 1 de setembro de 1914. Chamava-se Martha e viveu anos, sozinha, no Jardim Zoológico de Cincinnati (EUA). Durante muito tempo procurou-se um macho para tentar preservar a espécie. Em 1900 foi avistado um exemplar em meio selvagem, mas foi morto a tiro por um rapaz.

Os cientistas e ornitólogos estimam que o pombo-passageiro terá sido a ave mais abundante de sempre no planeta. Há relatos de bandos gigantescos que escureciam o céu durante mais de meio dia. Voavam em grupos com um quilómetro e meio de largura e quase 500 quilómetros de extensão. Eram tantos que foram caçados exaustivamente, vendidos como comida barata, a um cêntimo (à época) por ave. Eram sobretudo consumidos numa tarte.

Os milhares de milhões de pombos percorriam a América do Norte sempre em bandos, esgotavam as reservas naturais (sementes e frutos) num determinado ponto e daí deslocavam-se para outro sítio. Só voltavam a esse local mais de uma década depois, permitindo a regeneração do território.

O número era o seu refúgio. A Vox explica que a desflorestação, o declínio associado à oscilação natural da espécie, aliados à caça intensiva, terão reduzido o pombo-passageiro a um número demasiado baixo para que fosse possível a sua recuperação — os pombos só punham um ovo de cada vez, o suficiente para a manutenção natural da espécie, considerando as condições variáveis do ambiente e do número de predadores. Martha, o último pombo-passageiro, está em exposição no Smithsonian Museum of Natural History.

http://observador.pt/2014/09/01/martha-pombo-passageiro-morreu-ha-100-anos/
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18755
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum