História de uma Andorinha

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

História de uma Andorinha

Mensagem por ACPereira em Ter Fev 10, 2009 9:12 am

Reenvio e-mail que recebi. O texto está um pouco exagerado, de qualquer forma achei interessante partilhar.

ACP


Aconteceu numa praça, no Japão.
Não se sabe como o pássaro morreu.
Ele estava ali no asfalto, inerte, sem vida.
Seria um fato corriqueiro, mas o fotógrafo fez a grande diferença.



Segundo o relato do fotógrafo, uma outra ave permanecia próxima àquele corpo sem vida e ficara ali durante horas. Chamando pelo companheiro, ela pulava de galho em galho, sem temer os que se aproximavam, inclusive sem temer ao fotógrafo que se colocava bem próximo.



Ela cantou num tom triste. Ela voou até o corpinho inerte, posou como querendo levantá-lo e alçou vôo até um jardim próximo. O fotógrafo entendeu o que ela pedia e, assim, foi até o meio da rua, retirou a ave morta e a colocou no canteiro indicado.
Só então a ave solidária levantou vôo e, atrás dela, todo o bando.




As fotos traduzem a sequência dos fatos e a beleza de sentimentos no reino animal.



Segundo o relato de testemunhas, dezenas de aves, antes de partirem, sobrevoaram o corpinho do companheiro morto. As fotos mostram quanta verdade existiu naquele momento de dor e respeito.



Aquela ave que fez toda a cerimônia de despedida, quando o bando já ia alto, inesperadamente voltou ao corpo inerte no chão e, num grito de não aceitação da morte, tenta novamente chamar o companheiro à vida. Desesperada, mas com amor e carinho, ela se despede do companheiro, revelando o seu sentimento de dor.



Serão os animais realmente os irracionais?
avatar
ACPereira

Número de Mensagens : 12
Idade : 39
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História de uma Andorinha

Mensagem por Simon Wates em Ter Fev 10, 2009 9:18 am

Obrigado! Adorei este relato!

Pois, será que as pessoas são punidos por não respeitar os sentimentos do reino natural? Este é um pensamento meu que ocupa com alguma frequência.

Simon
avatar
Simon Wates

Número de Mensagens : 746
Idade : 55
Local : Lagos
Data de inscrição : 20/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História de uma Andorinha

Mensagem por Agostinho Tomás em Ter Fev 10, 2009 3:24 pm

É realmente uma situação muito curiosa.
Tenho ideia de ter visto ou ouvido algo do género mas com mamiferos.

Dá que pensar se o limite do irracional para o racional é tão definido como nós o pensamos.
As questões éticas (como refere o Simon) levariam a uma longa e interessante discução. Também já pensei algumas vezes no assunto e confesso que já tive opiniões/conclusões varias o que me deixa algo inquieto.
A ética como se relaciona com julgamentos de valor é algo oscilante no tempo, nas sociedades, com o conhecimento, chegando à diferenciação individual.

O relato é mesmo muito fixe.

A. Tomás
avatar
Agostinho Tomás

Número de Mensagens : 173
Idade : 39
Local : Ponte de Sôr
Data de inscrição : 18/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História de uma Andorinha

Mensagem por António A Gonçalves em Ter Fev 10, 2009 4:23 pm

A cena parece efectivamente comovente.

Curiosamente assisti a uma cena "semelhante" na Ponta da Erva, mas com a espécie das barreiras (Riparia riparia):

Estavam grandes bandos pousados na estrada levantando voo muito tarde à aproximação dos carros e uma acabou por ser atropelada. Quando o bando voltou uma das andorinhas que voltou a pousar, pousou em cima da andorinha já morta, dando-lhe bicadas, simulando cópulas, numa demonstração que me pareceu nitidamente de domínio e nada carinhosa. Ambos os indivíduos eram juvenis desse ano.
Enfim talvez tivessem tido uma relação mais conflituosa enquanto vivos Very Happy . Brincadeira à parte e conquentemente a este e outros episódios não gosto de projectar sentimentos humanos nos animais nem para o "bem" nem para o "mal".

Abraço
António

António A Gonçalves

Número de Mensagens : 474
Local : Sintra
Data de inscrição : 26/06/2008

http://www.flickr.com/photos/antoniogonalves/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História de uma Andorinha

Mensagem por Simon Wates em Ter Fev 10, 2009 4:29 pm

António A Gonçalves escreveu:Brincadeira à parte e consequentemente a este e outros episódios não gosto de projectar sentimentos humanos nos animais nem para o "bem" nem para o "mal".

Concordo totalmente contigo António, mas no-entanto acho uma boa dose de sentimentos humanos não esta fora do sítio neste fórum. Se-calhar já estou a entrar a 3ª idade e a romanticismo das coisas me atrai mais que antes. farao

Esta situação faz-me lembrar de um acontecimento que testemunhei em São Marcos de Atobeira, Castro Verde num dia escaldante no Julho de 2007:

Estive sentado fora do central cultural de dita vila com dois amigos quando parei que umas 20 Delichon urbicas estavam posadas na passadeira em frente em pleno sol a meia tarde. Quando levantavam os nossos binóculos ficamos bastante triste vendo que umas 5 ou 6 delas estavam deitados quase nas suas costas com seus bicos abertos. Que cena mais triste, Andorinhas mortas – se-calhar por causa de calor intenso? Depois uns largos minutos, tomando um café bastante melancólico, as aves mortas levantavam de repente em voo! Depois pensei que se-calhar ficavam um pouco “ga-ga” com o grande calor ou ainda possivelmente estavam a tentar espantar parasitas?

De tudo modo, nunca vi algo semelhante antes!

Um abraço

Simon
avatar
Simon Wates

Número de Mensagens : 746
Idade : 55
Local : Lagos
Data de inscrição : 20/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História de uma Andorinha

Mensagem por ACPereira em Qua Fev 11, 2009 4:24 am

António A Gonçalves escreveu:Brincadeira à parte e conquentemente a este e outros episódios não gosto de projectar sentimentos humanos nos animais nem para o "bem" nem para o "mal".

Por acaso acho que é pelo facto de dizermos que existem sentimentos "humanos" que achamos que os outros animais não os podem ter.
A minha opinião é que existem sentimentos que os animais têm e que são comuns a muitas espécies. Obviamente que os sentimentos serão mais próximos se se tratarem de duas espécies de mamíferos, por exemplo, mas também entre mamíferos e aves haverá certamente sentimentos iguais. Até existirão sentimentos que as aves têm e os mamíferos não, como por exemplo, o sentimento de que estão a voar na direcção certa durante a migração...

Abraço,

ACP
avatar
ACPereira

Número de Mensagens : 12
Idade : 39
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História de uma Andorinha

Mensagem por pedro121 em Qua Fev 11, 2009 4:41 am

António A Gonçalves escreveu:, pousou em cima da andorinha já morta, dando-lhe bicadas, simulando cópulas, numa demonstração que me pareceu nitidamente de domínio e nada carinhosa. Ambos os indivíduos eram juvenis desse ano.

Boas

Está sequência de fotos já circula á algum tempo na net, pessoalmente acho que a interpretação comum para a sequência é demasiado "humana" já que nas fotos o que eu vejo é tentativas (?) de copula, mas enfim pode ser do meu espírito cínico... Embarassed
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9696
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História de uma Andorinha

Mensagem por Pedro Fernandes em Qua Fev 11, 2009 6:45 am

Tambem e' o que vejo.

Nao me arrisco a comentarios sobre alma de animais, ou sentimentos dos mesmos, nao faço depender disso o respeito que lhes tenho.

Alias, a primeira coisa que me veio 'a cabeça foi o infame trabalho de Moeliker sobre necrofilia em patos-reais ( http://www.nmr.nl/nmr/binary/retrieveFile?instanceid=16&itemid=2574 ).

Nao deixa de ser um registo muito interessante.
avatar
Pedro Fernandes

Número de Mensagens : 676
Local : Rabat
Data de inscrição : 01/07/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História de uma Andorinha

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum