Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Maio 04, 2015 9:53 am

Frequentemente somos confrontados com notícias negativas sobre a evolução das populações de aves em Portugal.

Contudo, o panorama actual não é tão negro como a maioria das notícias pode fazer crer. Na verdade há bastantes espécies que se encontram em processo de expansão desde há várias décadas.

Deixo aqui uma lista de espécies que nos últimos 30 anos (isto é, desde meados dos anos 1980) tiveram uma clara expansão no nosso país - por expansão entenda-se aumento da população, ou aumento da área de distribuição, ou ambas as coisas.

Tadorna tadorna
Nycticorax nycticorax
Plegadis falcinellus
Platalea leucorodia
Ciconia ciconia
Phoenicopterus roseus
Milvus milvus (Inverno)
Gyps fulvus
Aegypius monachus
Circus aeruginosus
Aquila adalberti
Aquila pennata
Aquila fasciata
Falco naumanni
Falco peregrinus
Porphyrio porphyrio
Himantopus himantopus
Larus melanocephalus
Larus genei
Larus audouinii
Larus michahellis
Columba palumbus
Streptopelia decaocto
Apus pallidus
Apus caffer
Dendrocopos minor
Cecropis daurica
Turdus philomelos
Sylvia conspicillata
Parus ater
Cyanopica cyanus
Pica pica
Corvus corone
Passer hispaniolensis

Nota: não incluí exóticas, porque essas nada têm a ver com conservação


Claro que nem tudo são rosas e houve algumas espécies que no mesmo período de 30 anos tiveram uma contracção (em população ou em área ou ambos). No entanto, a respectiva lista parece-me ser bastante mais curta. Assim de repente ocorrem-me estas:

Aythya fuligula (Inverno)
Milvus milvus (Primavera)
Neophron percnopterus
Streptopelia turtur
Oenanthe leucura
Locustella luscinioides
Corvus monedula
Emberiza schoeniclus


As listas acima poderão não estar completas, por isso quaisquer contributos serão bem-vindos.

Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 16690
Idade : 48
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por HL em Seg Maio 04, 2015 10:11 am

Olá Gonçalo, este tópico parece-me bastante interessante.
Tenho uma dúvida: que referências utilizaste para compilar esta lista? Dados dos altas da reprodutoras e das invernantes? BD online de registos de observações?

HL

Número de Mensagens : 487
Idade : 30
Local : Baixo Alentejo/Minho litoral
Data de inscrição : 06/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Maio 04, 2015 10:17 am

Olá Hugo,

Obrigado pela pertinente questão.

Esta lista resulta de um mix de informações:
- por um lado os trabalhos de referência publicados, nomeadamente os atlas nacionais e regionais, que em todos os casos envolveram amostragens mais ou menos exaustivas do território nacional ou de uma parte dele
- por outro lado a minha experiência pessoal; é naturalmente uma componente subjectiva, mas há sítios que visitei regularmente ao longo dos anos e onde pude verificar que a partir de certa altura passaram a ocorrer lá espécies que não ocorriam anteriormente (e vice-versa)
- por fim as ferramentas que existem online, nomeadamente o e-bird, que permitem analisar mais em detalhe as observações recentes

A lista acima elaborada foi pois elaborada com base minha percepção pessoal e na minha análise da informação disponível; admito que nalguns casos a minha percepção esteja enviesada. Se alguém tiver uma opinião diferente sobre a situação de alguma daquelas espécies, fique desde já à vontade para o manifestar aqui, estou totalmente disponível para trocar informação que ajude a esclarecer o estatuto actual das várias espécies.

Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 16690
Idade : 48
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por João Tomás em Seg Maio 04, 2015 12:37 pm

Excelente tópico Gonçalo.

Para os aumentos não podem entrar (??):
Ardea cinerea
Ardea purpurea
Ardea alba
Phalacrocorax carbo
Milvus migrans
Hirunda daurica

Para as diminuições (??):
Circus pygargus
Coturnix coturnix

João Tomás

Número de Mensagens : 2013
Idade : 26
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Maio 04, 2015 1:21 pm

Olá João,

Obrigado pelo contributo, aqui vão comentários:

João Tomás escreveu:
Para os aumentos não podem entrar (??):
Ardea cinerea - não tenho números, podes elaborar porque achas que está a aumentar?
Ardea purpurea - não tenho números, podes elaborar porque achas que está a aumentar?
Ardea alba - sem dúvida, esse foi claramente um lapso meu
Phalacrocorax carbo - sim, como nidificante (como invernante não tenho números)
Milvus migrans - não tenho números, podes elaborar porque achas que está a aumentar?
Hirunda daurica - já está listado em cima como Cecropis daurica

Para as diminuições (??):
Circus pygargus - é curioso referires este caso, ainda ontem outro observador comentou comigo que acha que a espécie está a diminuir; não tenho elementos, contudo; porque achas que está em regressão?
Coturnix coturnix -  não tenho números, podes elaborar porque achas que está a diminuir?

Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 16690
Idade : 48
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por alcedo em Seg Maio 04, 2015 3:14 pm

Há 30 anos o Corvo marinho era uma absoluta raridade aqui no Norte via-se apenas no estuário no Minho e de passagem no mar alto.
Não me lembro de ver um único no estuário do Douro, ou em albufeiras  e hoje são centenas ou milhares.
Acrescentaria prudentemente nas aves em crescimento, pelo menos por aqui, a  Pêga Pica pica que hoje se vê em bandos numerosos em muitas localidades. E ainda com mais prudência o Gaio Garrulus glandarius e talvez o guincho Larus ridibundus

alcedo

Número de Mensagens : 2227
Idade : 56
Local : Póvoa de Varzim
Data de inscrição : 02/10/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por pedrocardia em Seg Maio 04, 2015 3:34 pm

Olá,

Na lista das espécies que diminuíram eu incluiria a Escrevedeira-de-garganta-preta (Emberiza cirlus).
Pelo menos é a minha percepção do que vejo pelo N.
E na lista das espécies que aumentaram incluo o Melro-preto (Turdus merula) pelo menos nos habitats urbanos.
Tal como o Alcedo concordo que o Corvo-marinho-de-faces-brancas (Phalacrocorax carbo) aumentou muito como invernante aqui no NO, mas julgo que é um fenómeno relativamente recente (<10 anos)

Pedro Cardia

pedrocardia

Número de Mensagens : 451
Data de inscrição : 26/01/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Maio 04, 2015 3:52 pm

alcedo escreveu:Há 30 anos o Corvo marinho era uma absoluta raridade aqui no Norte via-se apenas no estuário no Minho e de passagem no mar alto.
Não me lembro de ver um único no estuário do Douro, ou em albufeiras  e hoje são centenas ou milhares.
Acrescentaria prudentemente nas aves em crescimento, pelo menos por aqui, a  Pêga Pica pica que hoje se vê em bandos numerosos em muitas localidades. E ainda com mais prudência o Gaio Garrulus glandarius e talvez o guincho Larus ridibundus

De acordo quanto ao corvo-marinho.

No que se refere à Pica pica, nota por favor que essa espécie está incluída na lista inicial.

pedrocardia escreveu:
Na lista das espécies que diminuíram eu incluiria a Escrevedeira-de-garganta-preta (Emberiza cirlus).
Pelo menos é a minha percepção do que vejo pelo N.
E na lista das espécies que aumentaram incluo o Melro-preto (Turdus merula) pelo menos nos habitats urbanos.
Tal como o Alcedo concordo que o Corvo-marinho-de-faces-brancas (Phalacrocorax carbo) aumentou muito como invernante aqui no NO, mas julgo que é um fenómeno relativamente recente (<10 anos)

Em relação ao corvo-marinho ok.

O melro tenho muita dificuldade em pronunciar-me - as espécies muito abundantes são aquelas em que é mais difícil descortinar tendências, na minha opinião.

Emberiza cirlus, és capaz de ter razão, no caso dessa espécie não tenho elementos que me permitam corroborar ou contrariar essa impressão.

Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 16690
Idade : 48
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por LuisMM em Seg Maio 04, 2015 4:34 pm

Acrescento a garça-real no estuário do Douro (entre a barragem de Crestuma e a foz), há uns bons 15/20 anos era raro ver alguma e agora vê-se bastantes.

LuisMM

Número de Mensagens : 595
Data de inscrição : 24/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por conspicillata em Seg Maio 04, 2015 4:38 pm

Olá,

assim de repente julgo que há mais quatro espécies que me parecem em decréscimo:
Lanius senator
Lanius meridionalis
cercotrichas galactotes - principalmente por ter perdido uma parte considerável do seu habitat
oenanthe hispanica

Vou ver se penso em alguma que esteja a crescer (para não ser tudo a diminuir Smile

Abraços
Carlos

conspicillata

Número de Mensagens : 227
Idade : 41
Local : Évora
Data de inscrição : 02/07/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por João Tomás em Seg Maio 04, 2015 4:44 pm

Respondo em cada uma das espécies Gonçalo:

Ardea cinerea - não tenho números, podes elaborar porque achas que está a aumentar? Li num documento que a Wetlands International (2004) tinha estimado uma tendência de aumento em Portugal.

Ardea purpurea - não tenho números, podes elaborar porque achas que está a aumentar? Creio ter lido um documento/artigo que falava num aumento da população. Agora não o encontro pelo que para já retiro o que disse... até conseguir provar o que disse Smile

Ardea alba - sem dúvida, esse foi claramente um lapso meu

Phalacrocorax carbo - sim, como nidificante (como invernante não tenho números). Referi esta espécie não por experiência das minhas visitas mas pelos registos de outros observadores. Não tive em atenção foi o facto de ter aumentado como nidificante ou invernante.

Milvus migrans - não tenho números, podes elaborar porque achas que está a aumentar? Por exemplo, há um local que visito em Leiria onde, no ano passado observei um local de nidificação com cerca de 30-40 aves. E falando com os locais, eles disseram-me que nunca tinham visto tantas águias e que até, inclusivé, foram introduzidas no local. Ora, o que eu vejo lá (80%) são milhafres-pretos, logo deduzo que seja uma espécie em expansão. A tendência da população desta espécie acompanha um pouco a tendência da das cegonhas-pretas (é a minha percepção).

Hirunda daurica - já está listado em cima como Cecropis daurica

Para as diminuições (??):
Circus pygargus - é curioso referires este caso, ainda ontem outro observador comentou comigo que acha que a espécie está a diminuir; não tenho elementos, contudo; porque achas que está em regressão? Segundo um documento do ICNF (2000) ele encontra-se em forte regressão. A verdade é que também não há censos para comprovar tal tendência.

Coturnix coturnix -  não tenho números, podes elaborar porque achas que está a diminuir? Tendo em conta que na Europa as populações desta espécie decresceram bastante (não me lembro da percentagem) é provável que em Portugal também tenha havido uma regressão. Suposição minha claro.

João Tomás

Número de Mensagens : 2013
Idade : 26
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por João Tomás em Seg Maio 04, 2015 4:54 pm

Já agora o Elanus caeruleus não deveria estar no sector dos aumentos?

João Tomás

Número de Mensagens : 2013
Idade : 26
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por pedrocardia em Seg Maio 04, 2015 5:14 pm

Olá Gonçalo,

Pois, eu também não tenho elementos quantitativos para a Emberiza cirlus.
O que tenho é a memória de ser daquelas espécies que via facilmente e frequentemente quando ainda puto comecei a observar aves (primeira metade dos anos 80 ...). De notar que nessa altura eu era surdo para os sons (não literalmente! identificava só visualmente).

Agora que até já sei alguns uns cantos/chamamentos detecto a espécie muito menos vezes e em menos locais. E é pena, pois é bem bonita!

Pedro Cardia

pedrocardia

Número de Mensagens : 451
Data de inscrição : 26/01/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por alcedo em Seg Maio 04, 2015 10:33 pm

Erro meu em relação à pêga. Concordo com a expansão do melro e da garça real que passou claramente a ser uma ave frequente até em ambientes pouco usuais

alcedo

Número de Mensagens : 2227
Idade : 56
Local : Póvoa de Varzim
Data de inscrição : 02/10/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Maio 05, 2015 3:40 am

LuisMM escreveu:Acrescento a garça-real no estuário do Douro (entre a barragem de Crestuma e a foz), há uns bons 15/20 anos era raro ver alguma e agora vê-se bastantes.
João Tomás escreveu:
Ardea cinerea - não tenho números, podes elaborar porque achas que está a aumentar? Li num documento que a Wetlands International (2004) tinha estimado uma tendência de aumento em Portugal.

ok para a garça-real, até porque eu próprio tenho ideia de haver mais colónias

conspicillata escreveu:Olá,

assim de repente julgo que há mais quatro espécies que me parecem em decréscimo:
Lanius senator
Lanius meridionalis
cercotrichas galactotes - principalmente por ter perdido uma parte considerável do seu habitat
oenanthe hispanica

Em relação ao Lanius senator creio que tens razão, aliás é uma espécie cujo decréscimo me parece já vir de longe.
Oenanthe hispanica também.
Lanius meridionalis não tenho essa percepção (mas também não tenho percepção de aumento).
O Cercotrichas parece-me mais complicado de resolver, porque a ideia que tenho é que essa espécie aumentou nos anos 1990-2000, especialmente pela expansão da área de vinha. Poderá ter diminuído em anos recentes, mas estamos a falar de uma tendência continuada de queda ao longo de 30 anos? Recordo que estamos a tentar identificar tendências de longo prazo e não de curto prazo.

João Tomás escreveu:Já agora o Elanus caeruleus não deveria estar no sector dos aumentos?

Talvez, pelo menos em certas áreas parece ser mais comum. No entanto ainda recentemente alguém comentava comigo que a espécie estaria a regredir...

João Tomás escreveu:Phalacrocorax carbo - sim, como nidificante (como invernante não tenho números). Referi esta espécie não por experiência das minhas visitas mas pelos registos de outros observadores. Não tive em atenção foi o facto de ter aumentado como nidificante ou invernante.

ok para o corvo-marinho, conforme referido acima.

João Tomás escreveu:Milvus migrans - não tenho números, podes elaborar porque achas que está a aumentar? Por exemplo, há um local que visito em Leiria onde, no ano passado observei um local de nidificação com cerca de 30-40 aves. E falando com os locais, eles disseram-me que nunca tinham visto tantas águias e que até, inclusivé, foram introduzidas no local. Ora, o que eu vejo lá (80%) são milhafres-pretos, logo deduzo que seja uma espécie em expansão. A tendência da população desta espécie acompanha um pouco a tendência da das cegonhas-pretas (é a minha percepção).

Há mais opiniões acerca desta espécie?

João Tomás escreveu:Para as diminuições (??):
Circus pygargus - é curioso referires este caso, ainda ontem outro observador comentou comigo que acha que a espécie está a diminuir; não tenho elementos, contudo; porque achas que está em regressão? Segundo um documento do ICNF (2000) ele encontra-se em forte regressão. A verdade é que também não há censos para comprovar tal tendência.

Em regressão em PT como um todo, ou nalguma região em concreto?

João Tomás escreveu:Coturnix coturnix -  não tenho números, podes elaborar porque achas que está a diminuir? Tendo em conta que na Europa as populações desta espécie decresceram bastante (não me lembro da percentagem) é provável que em Portugal também tenha havido uma regressão. Suposição minha claro.

Eu teria algum cuidado com essas correlações, se fores ver no site da BirdLife há muitas espécies que estão a aumentar nuns países e a diminuir noutros. De resto, até em Espanha há muitos casos de espécies que estão a aumentar no norte e a diminuir no sul ou no leste, e vice-versa, ver este tópico. Creio que nos devemos cingir aos dados que digam respeito a Portugal.

Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 16690
Idade : 48
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por Paulo Belo em Qui Maio 07, 2015 12:46 pm

Relativamente ao Milvus migrans, eu vivo em Vila Pouca de Aguiar desde há 20 anos e só a partir de 2006 é que comecei e perceber a sua presença regular e a aumentar. Estou convencido que está (pelo menos em parte) relacionado com a abertura da A24 trazendo estas aves habituadas a alimentar-se de animais atropelados.
Por aqui também se notou e continua a notar-se o aumento da Cercopis daurica.
Outra espécie que pouco detectei por aqui antes de 2005 foi o Merops apiaster. Comei a perceber a sua presença em grandes grupos, regularmente depois de 2005, só a partir de meados de julho até meados de agosto. Mais recentemente começaram a nidificar aqui por Vila Pouca de Aguiar em locais mais quentes, poucos casais. Parece-me que a sua presença é mais regular e em mais locais, com mais nidificação.
Isto é só com base na minha percepção pessoal.
Antes de vir para Vila Pouca de Aguiar vivi no Porto 8 anos (à beira rio, perto da Foz) e por lá não via Ardea cinerea nem Phalacrocorax carbo. Agora é bem diferente sem qualquer dúvida.
Outro caso é o da Chlidonias hybrida - quando eu era um rapaz mais novo "vivia"(1976-1988) no Paul do Boquilobo. Costumava haver nidificação irregular, mas observava-mos mais ou menos todos os anos de um bom grupo (30 - 40 indivíduos). Agora estou longe mas tenho a sensação de existirem poucos registos para esta espécie.

Paulo Belo

Número de Mensagens : 41
Idade : 53
Local : Vila Pouca de Aguiar
Data de inscrição : 27/01/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por Gonçalo Elias em Qui Maio 07, 2015 2:35 pm

Olá Paulo,

Obrigado pelo teu contributo.

Relativamente ao milhafre, é interessante essa associação com a auto-estrada, embora esse aspecto não seja suficiente - é necessário que haja locais de nidificação apropriados (essa poderá ser eventualmente a razão para a ausência de milhafres a criar no Algarve, por exemplo - falta de árvores de grande porte perto de zonas de alimentação).

A Cecropis daurica tem-se expandido em todo o país, convém lembrar que antes de 1951 esta espécie era desconhecida no país.

Merops apiaster - muito interessante o que relatas. Será que se estão a expandir para oeste?

Por fim a Chlidonias hydrida - acho que esta espécie sempre foi algo irregular, a ideia que tenho é que elas aparecem sobretudo em anos secos (1993 foi o expoente máximo, com 120 casais no Boquilobo). Como os últimos anos têm sido relativamente húmidos, isso poderá ter contribuído para o número reduzido de registos. No entanto, concordo contigo que nos últimos anos tem havido poucos registos.
Para ilustrar a dimensão dos registos dos anos 1970 e 1980, cito do livro "Aves de Portugal" do qual sou co-autor:

Nos anos 1980 e 1990, a reprodução desta espécie em Portugal foi confirmada (ou considerada muito provável) em apenas nove localidades: Ria de Aveiro, Paul da Foja (Baixo Mondego), Paul do Boquilobo, Paul de Manique (Azambuja), Paul do Trejoito (Benavente), Açude da Fonte Boa (Évora), Barragem dos Fartos (Montemor-o-Novo), arrozais junto à Lagoa dos Patos (Alvito) e num outro açude junto a Alcáçovas, Viana do Alentejo (Pena 1982, Rufino 1989a, Neto & Meireles 1999, C. Pereira, H. Costa, J.L. Almeida). Contudo, para cada uma destas localidades, só houve tentativas de reprodução nalguns anos, muitas vezes sem sucesso (Pena 1982, Catry et al. 1997). Quanto à importância numérica das colónias nos locais referidos salienta-se: na Ria de Aveiro, em 1995, cerca de 15 casais (Neto & Meireles 1999); no Paul do Boquilobo, 120 casais em 1993 e 50 em 1994 (Catry et al. 1997); no Paul da Foja, cerca de 100 casais em 1981 (Pena 1982); no Paul do Trejoito, cerca de 100 casais em 1980 (Pena 1982); no Açude da Fonte Boa, aproximadamente 20 casais em 1980 (Pena 1982); na Lagoa dos Patos, 8 casais em 1999 (J. L. Almeida). Já em 2006, a nidificação (4 casais) foi confirmada também na Barragem de Alqueva (J.L. Almeida in NO 2009).

A partir de 1995, a espécie tem sido observada regularmente em bom número (várias dezenas de indivíduos), nas lezírias adjacentes ao estuário do Tejo, o que resulta da criação de arrozais nesta área (Leitão et al. 1998a). No entanto, até ao momento não foi possível encontrar quaisquer indícios de reprodução naquele local, isto apesar de, em 1999, as gaivinas terem estado ali presentes ao longo de toda a Primavera, com um máximo registado de 480 indivíduos em 12.06.1999 (C.C. Moore in NO 2000).

A nidificação no Paul do Boquilobo é conhecida desde há longa data, tendo sido confirmada em 1918 (Tait 1924) e em 1931 (Coverley 1932a). Existem alguns indícios de que, também em 1931, a gaivina-dos-pauis terá nidificado na zona da Comporta, estuário do Sado (Coverley 1931).

Chamo também a atenção para este doc. na página da BirdLife, datado de 2004, que refere que houve uma tendência global de diminuição da espécie entre 1970 e 1990 e que até 2000 a população não tinha recuperado:
http://www.birdlife.org/datazone/userfiles/file/Species/BirdsInEuropeII/BiE2004Sp3290.pdf

Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 16690
Idade : 48
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por alcedo em Qui Maio 07, 2015 3:15 pm

Um comentário a proposito da Chlidonias hydrida no Paul de Boquilobo.
Já aqui falei de um "naturalista" poveiro chamado Carlosé Grila que publicou alguns artigos sobre as aves do litoral da Póvoa no Boletim Cultural da Póvoa de Varzim, na primeira metade dos anos 60 (entre 65 e 68). pois num desses artigos ele descreve "uma caçada" às gaivinas no Paul de Boquilobo, acompanhado pelos proprietários da herdade para apanharem aves adultas crias e ovos que ele depois embalsamou.
Foi ao ler este texto que ouvi falar pela primeira vez no Paul  e da sua riqueza ornitológica que o autor descreve maravilhado.
Se alguém tiver interesse nisso posso digitalizar o artigo e disponibilizar

alcedo

Número de Mensagens : 2227
Idade : 56
Local : Póvoa de Varzim
Data de inscrição : 02/10/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por alcedo em Qui Maio 07, 2015 3:27 pm

Eu incluiria nas aves em aumento, com reservas pois não tenho números nem nada que se pareça o estorninho preto, parece-me que os bandos pós reprodução aí por Julho Agosto são maiores e mais frequentes do que eu recordo do início dos anos 80, Mas é só uma opinião

alcedo

Número de Mensagens : 2227
Idade : 56
Local : Póvoa de Varzim
Data de inscrição : 02/10/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por Gonçalo Elias em Qui Maio 07, 2015 4:16 pm

No caso do estorninho-preto a tendência não me parece muito fácil de determinar, a sensação que tenho é a de que aumentou numas zonas e diminuiu noutras.

Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 16690
Idade : 48
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por João Tomás em Sab Maio 09, 2015 4:02 am

Gonçalo Elias escreveu:Em regressão em PT como um todo, ou nalguma região em concreto?

Não te consigo dizer Gonçalo.


Gonçalo Elias escreveu:Eu teria algum cuidado com essas correlações, se fores ver no site da BirdLife há muitas espécies que estão a aumentar nuns países e a diminuir noutros. De resto, até em Espanha há muitos casos de espécies que estão a aumentar no norte e a diminuir no sul ou no leste, e vice-versa, ver este tópico. Creio que nos devemos cingir aos dados que digam respeito a Portugal.

Tens razão no que dizes.

Quanto aos Milvus migrans posso dar o exemplo aqui de Vila Real. Junto ao aterro sanitário há um pinhal que deve albergar uma grande colónia de Milvus migrans, Corvus corax e Corvus corone. Não tenho dados de anos anteriores para perceber a tendência mas neste, em março, já havia por lá cerca de 30 Milvus migrans. Tenho que lá voltar para perceber melhor quantas aves por lá se reproduzem. O suposto local de nidificação fica a 20 metros do aterro, por isso penso que estarão reunidas as condições perfeitas para a população se reproduzir. Quanto ao aterro não sei bem quantos anos terá (10-20 anos???) mas provavelmente poderá ter sido um dos principais responsáveis pelo aumento da espécie aqui no distrito.

João Tomás

Número de Mensagens : 2013
Idade : 26
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por HL em Sab Maio 09, 2015 10:31 am

Só agora tive oportunidade de voltar a este tópico.
Continuo a achar que é um tópico importante, mas difícil. Tenho ideia (possivelmente errada) que não há muitas pessoas a visitar os mesmos locais de forma sistemática e com um esforço semelhante por visita, que coincidam com períodos de tempo largos (uma década por exemplo), a não ser, por exemplo, os alguns voluntários do CAC, CANAN (e outros projectos semelhantes). E mesmo nestes, serão raros os casos em que visitam locais do Norte ao Sul do País, cumprindo as condições que já mencionei.

HL

Número de Mensagens : 487
Idade : 30
Local : Baixo Alentejo/Minho litoral
Data de inscrição : 06/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por HL em Sab Maio 09, 2015 10:37 am

Quanto as Corvus monedula, sem consultar nenhuma referencia, tenho ideia, com base noutras conversas e registos pessoais, que os bichos desaparecem de uns sítios mas colonizam outros até com algum sucesso significativo. São casos pontuais. À escala nacional não faço a menor ideia.

HL

Número de Mensagens : 487
Idade : 30
Local : Baixo Alentejo/Minho litoral
Data de inscrição : 06/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por Gonçalo Elias em Sab Maio 09, 2015 3:29 pm

HL escreveu:Só agora tive oportunidade de voltar a este tópico.
Continuo a achar que é um tópico importante, mas difícil. Tenho ideia (possivelmente errada) que não há muitas pessoas a visitar os mesmos locais de forma sistemática e com um esforço semelhante por visita, que coincidam com períodos de tempo largos (uma década por exemplo), a não ser, por exemplo, os alguns voluntários do CAC, CANAN (e outros projectos semelhantes). E mesmo nestes, serão raros os casos em que visitam locais do Norte ao Sul do País, cumprindo as condições que já mencionei.

Sem dúvida, tudo isto é mais percepção que outra coisa.

No caso do CAC nota que a maioria das quadrículas tem uma amostragem não superior a 3 anos por isso não permite fazer extrapolações de longo prazo.

HL escreveu:Quanto as Corvus monedula, sem consultar nenhuma referencia, tenho ideia, com base noutras conversas e registos pessoais, que os bichos desaparecem de uns sítios mas colonizam outros até com algum sucesso significativo. São casos pontuais. À escala nacional não faço a menor ideia.

É possível que seja o caso (por exemplo, colonizaram a zona industrial de Castelo Branco que provavelmente não existia há duas ou três décadas).
A sensação que tenho, contudo, é que as grandes colónias diminuíram imenso em termos de números: refiro-me a Lagos, Sagres, Porto Covo...

Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 16690
Idade : 48
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por Gonçalo Elias em Dom Maio 10, 2015 1:00 pm

Interrogo-me se a Iduna opaca não deverá também entrar para o lote das que estão em regressão. Isto porque apesar do aumento do número de observadores e do maior esforço dirigido a esta espécie o número de contactos não tem aumentado, antes pelo contrário.

Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 16690
Idade : 48
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espécies que estão a aumentar / regredir em Portugal

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum