Gráficos de frequência

Página 8 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Set 19, 2017 9:56 am

pedro121 escreveu:Bem, claramente no inverno elas são mais vocais, daí terem mais registos

Na verdade o pico é no Outono mas entendo o raciocínio

pedro121 escreveu:depois há um pico em Maio por causa dos noitibós

O pico de início de Maio é um falso pico, tem a ver com dois fundos de final de Abril e final de Maio, relacionados com os dados do CAC, conforme acima referido.
E de qualquer forma início de Maio é um pouco cedo para noitibós.

pedro121 escreveu:mas a frequência até é alta.

Achas que 1% é alto?

Eu acho que é baixo - mas nota que as casuais não entram para estas contas.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20172
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por patriciaeluis em Ter Set 19, 2017 10:05 am

Pergunta, se forem 10 observadores observar a mesma coruja como é contablizado?
10 observações de coruja ou o sistema consegue perceber que é só uma?

As minhas (nossas) Observações geralmente são entre Abril e Setembro, ao contrário do gráfico (talvez por ser os meses que passeio no interior) de notar que para nós (Patrícia e Luís) tem sido um ave relativamente fácil de observar particularmente na metade Norte do País. (pelo menos já conhecemos meia dúzia de locais onde não falham).

avatar
patriciaeluis

Número de Mensagens : 1293
Data de inscrição : 13/01/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Set 19, 2017 10:09 am

patriciaeluis escreveu:Pergunta, se forem 10 observadores observar a mesma coruja como é contablizado?
10 observações de coruja ou o sistema consegue perceber que é só uma?

Boa pergunta... imagino que quando se trate de listas partilhadas o registo só seja contado uma vez, mas vou ter de fazer uma análise para responder a isso.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20172
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por João Tomás em Ter Set 19, 2017 12:40 pm

Gonçalo Elias escreveu:Achas que 1% é alto?

Eu acho que é baixo - mas nota que as casuais não entram para estas contas.

Também me parece baixo. Provavelmente será mesmo esta a razão! Quase todos os meus registos desta espécie entram como listas casuais.
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3415
Idade : 28
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por pedro121 em Qua Set 20, 2017 2:29 am

João Tomás escreveu:
Gonçalo Elias escreveu:Achas que 1% é alto?

Eu acho que é baixo - mas nota que as casuais não entram para estas contas.

Também me parece baixo. Provavelmente será mesmo esta a razão! Quase todos os meus registos desta espécie entram como listas casuais.

1 % é "alto" para uma espécie nocturna, claro que é. é dizer que num dado período foi colocada em 1% das listas efectuadas, isso é alto já que o numero de listas nocturnas será relativamente baixo. Compara com os valores da coruja-das-torres. A strix tem picos acima dos 3%!

isto para dizer que no caso da coruja do mato os valores são altos porque ela é muito urbana, e porque é facilmente detectável mesmo em passeios casuais, o que inflaciona a frequência, já que se eu for a passear à noite e ouvir uma, paro e faço uma contagem estacionaria. não ponho casual, já que naquele momento estou efectivamente a tentar registar tudo, claro que normalmente será só Strix e piscos, mas mesmo assim...

Compara também com o Asio otus, esse sim merece uma investigação, tem um pico maluco em julho.

avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11690
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por João Tomás em Qua Set 20, 2017 2:18 pm

pedro121 escreveu:isto para dizer que no caso da coruja do mato os valores são altos porque ela é muito urbana, e porque é facilmente detectável mesmo em passeios casuais, o que inflaciona a frequência, já que se eu for a passear à noite e ouvir uma, paro e faço uma contagem estacionaria. não ponho casual, já que naquele momento estou efectivamente a tentar registar tudo, claro que normalmente será só Strix e piscos, mas mesmo assim...

Metes estacionária? Mas se não fores aos "passarinhos" e ouvires/observares alguma espécie não deveria ser obrigatoriamente casual?
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3415
Idade : 28
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por pedro121 em Qua Set 20, 2017 3:32 pm

João Tomás escreveu:
Metes estacionária? Mas se não fores aos "passarinhos" e ouvires/observares alguma espécie não deveria ser obrigatoriamente casual?

Sim, deve, mas no caso de nocturnas interrompo o que esteja a fazer e faço uma contagem de 3-5 minutos e depois continuo o que quer que esteja a fazer.

Ou seja, na pratica se ouvir uma strix (ps: nunca aconteceu) passo automaticamente para modo de observador e faço contagens.

Na pratica o que isso quer dizer é que quando os mochos galegos do meu quintal estão ao desafio com o casal do outro lado da aldeia, coloco o Game of thrones em pausa e vou ao jardim ver/ouvir a disputa e faço uma contagem, depois volto para a serie. Smile

Eu nas nocturnas só coloco como casual observações feitas de carro, noitibós na estrada, mochos-galegos ao fim da tarde, etc... muito ocasionalmente uma coruja-das-torres em voo

Mas Strix? acho que quase todas foram em contagens.

avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11690
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Set 20, 2017 3:35 pm

pedro121 escreveu:
Mas Strix? acho que quase todas foram em contagens.

Isso é porque não tens Strix a cantar no jardim Smile
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20172
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por João Tomás em Qua Set 20, 2017 4:37 pm

pedro121 escreveu:Sim, deve, mas no caso de nocturnas interrompo o que esteja a fazer e faço uma contagem de 3-5 minutos e depois continuo o que quer que esteja a fazer.

Ou seja, na pratica se ouvir uma strix (ps: nunca aconteceu) passo automaticamente para modo de observador e faço contagens.

Na pratica o que isso quer dizer é que quando os mochos galegos do meu quintal estão ao desafio com o casal do outro lado da aldeia, coloco o Game of thrones em pausa e vou ao jardim ver/ouvir a disputa e faço uma contagem, depois volto para a serie. Smile

Eu nas nocturnas só coloco como casual observações feitas de carro, noitibós na estrada, mochos-galegos ao fim da tarde, etc... muito ocasionalmente uma coruja-das-torres em voo

Mas Strix? acho que quase todas foram em contagens.

Eu não vou deixar Game of Thrones por causa de Athene x) só se for um episódio repetido x)
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3415
Idade : 28
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por pedro121 em Qui Set 21, 2017 1:57 am

João Tomás escreveu:
Eu não vou deixar Game of Thrones por causa de Athene x) só se for um episódio repetido x)

Very Happy Very Happy
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11690
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por Gonçalo Elias em Qui Out 26, 2017 1:38 pm

Lembro-me de casos de pessoas que ficavam excitadíssimas quando viam um Tringa ochropus em Junho (quiçá com a perspectiva de poderem estar a nidificar?)

Acontece que a passagem desta espécie começa realmente em Junho e na última semana do mês já são razoavelmente frequentes - o gráfico dá 2,5% nessa semana para o total do país, mas para visitas feitas em habitat apropriado (ribeiras, salinas) a % é certamente bastante superior.

avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20172
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por Gonçalo Elias em Dom Nov 19, 2017 4:34 am

Outubro é o mês com menos Ciconia ciconia, em Novembro já começam a chegar.

avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20172
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por João Tomás em Dom Nov 19, 2017 11:19 am

Gonçalo Elias escreveu:Outubro é o mês com menos Ciconia ciconia, em Novembro já começam a chegar.

A chegar ou mais a voltar para os locais onde irão nidificar, não? Ou seja, em Outubro fazem uma reunião anual em algum sítio para debater problemas actuais da espécie (local pouco visitado) e depois começa cada uma a ir para as suas casas. Bem isto foi a maneira mais fácil de me explicar x)
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3415
Idade : 28
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por Gonçalo Elias em Dom Nov 19, 2017 11:30 am

João Tomás escreveu:A chegar ou mais a voltar para os locais onde irão nidificar, não? Ou seja, em Outubro fazem uma reunião anual em algum sítio para debater problemas actuais da espécie (local pouco visitado) e depois começa cada uma a ir para as suas casas. Bem isto foi a maneira mais fácil de me explicar x)

Mais ou menos... é certo que muitos adultos ficam por cá e concentram-se em lixeiras, arrozais, etc., mas continua a haver muitos milhares que migram para África através do estreito de Gibraltar. Nessa zona, a migração para baixo dá-se muito cedo em Julho-Agosto e a migração para cima começa a notar-se em Novembro e tem o seu pico em Janeiro. Isto está bem documentado, por exemplo nas publicações do Clive Finlayson "The Birds of the Strait of Gibraltar".
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20172
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por João Tomás em Dom Nov 19, 2017 12:14 pm

Gonçalo Elias escreveu:Mais ou menos... é certo que muitos adultos ficam por cá e concentram-se em lixeiras, arrozais, etc., mas continua a haver muitos milhares que migram para África através do estreito de Gibraltar. Nessa zona, a migração para baixo dá-se muito cedo em Julho-Agosto e a migração para cima começa a notar-se em Novembro e tem o seu pico em Janeiro. Isto está bem documentado, por exemplo nas publicações do Clive Finlayson "The Birds of the Strait of Gibraltar".

Certo. Mas pode haver uma combinação dos dois Smile
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3415
Idade : 28
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por Gonçalo Elias em Dom Nov 19, 2017 12:14 pm

Sim, eu diria que é muito provável que seja esse o caso.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20172
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por João Tomás em Dom Nov 19, 2017 12:16 pm

Gonçalo Elias escreveu:Sim, eu diria que é muito provável que seja esse o caso.

Na verdade as duas fundem-se numa: migração pré-nupcial x) umas de África e outras de Espanha/Portugal para Portugal!
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3415
Idade : 28
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por Gonçalo Elias em Dom Nov 19, 2017 12:24 pm

João Tomás escreveu:Na verdade as duas fundem-se numa: migração pré-nupcial x) umas de África e outras de Espanha/Portugal para Portugal!

é um bocado complicado mas a ideia-base é mais ou menos essa Cool
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20172
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por João Tomás em Dom Nov 19, 2017 1:26 pm

Gonçalo Elias escreveu:é um bocado complicado mas a ideia-base é mais ou menos essa 

Certo, isto foi apenas um resumo da coisa! É bem mais complexo x)
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3415
Idade : 28
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por Gonçalo Elias em Qui Jun 21, 2018 11:21 am

Há gente que fica excitadíssima quando vê um Vanellus vanellus em finais de Junho ou em Julho, mas estes registos são tão normais como os das andorinhas em Janeiro. Trata-se possivelmente de indivíduos em dispersão, vindos de Espanha.

avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20172
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por João Tomás em Qui Jun 21, 2018 2:33 pm

Gonçalo Elias escreveu:Há gente que fica excitadíssima quando vê um Vanellus vanellus em finais de Junho ou em Julho, mas estes registos são tão normais como os das andorinhas em Janeiro. Trata-se possivelmente de indivíduos em dispersão, vindos de Espanha.

Na dispersão consideras aves que não se reproduziram por qualquer motivo?
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3415
Idade : 28
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por Gonçalo Elias em Qui Jun 21, 2018 4:13 pm

Podem ser nidificantes falhados ou indivíduos que simplesmente nem se tentaram reproduzir (por exemplo por não terem arranjado par), mas obviamente que isto é tudo um bocado especulativo.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20172
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por João Tomás em Qui Jun 21, 2018 4:56 pm

Gonçalo Elias escreveu:Podem ser nidificantes falhados ou indivíduos que simplesmente nem se tentaram reproduzir (por exemplo por não terem arranjado par), mas obviamente que isto é tudo um bocado especulativo.

Certo certo.
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3415
Idade : 28
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por Gonçalo Elias em Sex Jun 22, 2018 7:00 am

A propósito de limícolas que começam a aparecer por esta altura, fica aqui o gráfico do Tringa nebularia.

avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20172
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por pedro121 em Sex Jun 22, 2018 7:05 am

Gonçalo Elias escreveu:A propósito de limícolas que começam a aparecer por esta altura, fica aqui o gráfico do Tringa nebularia.

quais as limicolas que não começam a aparecer nesta altura? inicio de julho já é a migração de retorno dos adultos de muitas espécies de limicolas, mas não só, os Guinchos chegaram ontem por exemplo.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11690
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gráficos de frequência

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 8 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum