Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Página 10 de 14 Anterior  1 ... 6 ... 9, 10, 11, 12, 13, 14  Seguinte

Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Nov 06, 2017 10:41 am

pedro121 escreveu:Os nomes comuns deste grupo são no mínimo confusos, temos garajaus, gaivinas e andorinhas-do-mar, qual é o problema? é que o Gelochelidon nilotica não é uma gaivina, todas as outras gaivinas são Chlidonias ou sternas, e o Gelochelidon nilotica não é particularmente próximo delas. O mesmo acontece com a Onychoprion fuscatus que ainda por cima é de agua salgada e todas as outras gaivinas são de agua doce.
E depois temos a Gaivina-de-forster que é uma sterna e todas as outras sternas são Andorinha-do-mar.

Ou seja é uma confusão, eu aproveitava esta oportunidade para uniformizar a abordagem,

Garajau: as espécies grandes, ou seja os Thalasseus e os Hydroprogne

Depois temos a questão da gaivinas vs andorinhas-do-mar, sinceramente eu corria tudo o resto a gaivina tirando a Sternula albifrons e o Gelochelidon nilótica, neste dois casos eu pensava em mudar os nomes comuns para os alinhar com o que é mais usual ser usado no dia a dia.  

Mas não quero entrar na discussão dos nomes, acho apenas que gaivina e andorinha-do-mar estão a ser usados de forma algo confusa no portal.

A questão é pertinente.

Os ingleses correm tudo a Tern, os alemães designam todas as Sternidae por Seeschwalben. Os franceses separam as chlidonias (guifette) das restantes (sterne). Em Espanha usam-se 3 nomes diferentes (charrán para sterna / pagaza para gelochelidon e hydroprogne / fumarel para chlidonias).

O grupo é confuso, mas em Portugal usam-se actualmente 5 nomes diferentes (gaivina / andorinha-do-mar / garajau / tagaz / chilreta) o que me parece um exagero.

Concordo que as Chlidonias podem ter uma designação à parte das restantes, mas quanto ao resto não sei bem qual é a melhor solução...
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20057
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Nov 13, 2017 1:39 am

Semana de 13 a 19 de Novembro - chapins e trepadeiras

Família Aegithalidae
chapim-rabilongo

Família Paridae
chapim-de-poupa
chapim-carvoeiro
chapim-azul
chapim-real

Família Sittidae
trepadeira-azul

Família Tichodromadidae
trepadeira-dos-muros

Familia Certhiidae
trepadeira-comum

Família Remizidae
chapim-de-faces-pretas

Total de páginas desta semana = 9
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20057
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Seg Nov 13, 2017 2:41 am

Aegithalos caudatus: Talvez seja de referir que há duas subespecies residentes?

Sitta europaea:

Litoral centro: Locais de observação, a lagoa de Óbidos no braço do Bom sucesso, Pinhal de Ferrel em Peniche. Etc O Choupal em Coimbra também me parece ser um bom local. alias de um modo geral parece ser comum em Parques urbanos como o Dom Carlos II nas Caldas da Rainha.

Tichodroma muraria: Começar a mudar a ficha desta espécie para reflectir que é mais uma invernante escada e localizada do que uma verdadeira raridade, indicar a barragem de santa luzia como melhor local para ela

Litoral centroEle pode aparecer na lagoa de Óbidos e no Paul de tornada mas não frequentemente
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11565
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Seg Nov 13, 2017 2:44 am

Gonçalo Elias escreveu:
Os ingleses correm tudo a Tern, os alemães designam todas as Sternidae por Seeschwalben. Os franceses separam as chlidonias (guifette) das restantes (sterne). Em Espanha usam-se 3 nomes diferentes (charrán para sterna / pagaza para gelochelidon e hydroprogne / fumarel para chlidonias).

O grupo é confuso, mas em Portugal usam-se actualmente 5 nomes diferentes (gaivina / andorinha-do-mar / garajau / tagaz / chilreta) o que me parece um exagero.

Concordo que as Chlidonias podem ter uma designação à parte das restantes, mas quanto ao resto não sei bem qual é a melhor solução...

Eu não acho que haja uma solução melhor que as outras, mas gostava de simplificar a coisa.

Pessoalmente corria tudo a gaivina e garajau, mas sou algo extremista. Smile
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11565
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Daniel Raposo em Ter Nov 14, 2017 6:45 am

Reparei por acaso que não há referência ao Espaço Interpretativo da Lagoa Pequena na secção "Onde observar - Lisboa e Vale do Tejo" da página da A. strepera. Sendo que estes patos são ali residentes, julgo que seria oportuno mencionar o local.
avatar
Daniel Raposo

Número de Mensagens : 158
Idade : 38
Local : Seixal/Cercal do Alentejo
Data de inscrição : 16/12/2015

http://bicho-do-mato.blogs.sapo.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Paulo Lemos em Ter Nov 14, 2017 3:31 pm

pedro121 escreveu:Locais de observação, a lagoa de Óbidos no braço do Bom sucesso, Pinhal de Ferrel em Peniche. Etc O Choupal em Coimbra também me parece ser um bom local. alias de um modo geral parece ser comum em Parques urbanos como o Dom Carlos II nas Caldas da Rainha.

Mas nesses pinhais a Sul da lagoa é uma colonização relativamente recente (bem como a Norte, em qualquer pinhal maduro/climax), muito mais recente mais do que a do parque, que ocorreu há uns 15 anos.
A questão é "como" a diluída colonização destas áreas se vai manter agora, já que na minha opinião dependiam a longo prazo sobretudo da população do pinhal de Leira (em relativa continuidade).
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1656
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Dom Nov 26, 2017 4:22 pm

Semana de 27 de Novembro a 3 de Dezembro - petinhas e alvéolas

Família Motacillidae
petinha-de-richard
petinha-de-blyth
petinha-dos-campos
petinha-silvestre
petinha-das-árvorespetinha-dos-prados
petinha-de-garganta-ruiva
petinha-ribeirinha
petinha-marítima
alvéola-amarela
alvéola-citrina
alvéola-cinzenta
alvéola-branca

Total de páginas desta semana = 13
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20057
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Paulo Lemos em Dom Nov 26, 2017 5:58 pm

Gonçalo Elias escreveu:

petinha-ribeirinha

Junto a gado também, em campo aberto longe de água.

Gonçalo Elias escreveu:

alvéola-cinzenta



Se bem me lembro, há fêmeas com garganta preta ou vestígio da mesma.
Nidifica na Lagoa de Óbidos e afluentes. Pode nidificar longe das margens de onde apanha alimento (mais de 400m), e colonizar muito bem os rios poluídos, ainda que atulhados de vegetação ou de canaviais, escolhendo para nidificar principalmente os taludes próximos (com ou sem vegetação) por vezes baixos, praticamente no chão. Geralmente nichos de grandes árvores ocas, rochas, edifícios e ruínas.
As salinas de Rio Maior são (ou eram?) ideais para observar esta espécie "à vontade" sem a perder de vista, e sobretudo a nidificação.
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1656
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Seg Nov 27, 2017 6:48 am

Anthus richardi: retirar a Lagoa de obidos como local de observação regular, era, mas desde que retiraram os cavalos elas deixaram de aparecer. Continuam a invernar em peniche junto à Etar da atouguia

Anthus trivialis: indicar sitios para a obervação das mesmas durante a migração no litoral centro, Peniche, Salreu etc..

Anthus cervinus: mudar o texto para indicar que a espécie está cada vez a ser mais regular como invernante, com pequenos bandos em alguns locais.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11565
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por PNicolau em Sab Dez 02, 2017 1:05 pm

Anthus petrosus
"Bastante parecida com a petinha-ribeirinha da qual é de difícil separação, apresentando, tal como esta espécie, as patas escuras. A primeira pista virá do habitat, sendo que esta espécie ocupa habitats muito mais costeiros do que a ribeirinha, sendo frequentemente observada em rochas junto ao mar ou esporões, assim como outros habitat intertidais como sapais (onde pode coexistir com a Petinha-ribeirinha). As principais características que as distinguem são os tons mais esverdeados, bico mais comprido e pontiagudo e, especialmente, o riscado mais grosseiro nas partes inferiores, em particular flancos."
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 5593
Idade : 24
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Dez 04, 2017 7:20 am

Semana de 4 a 10 de Dezembro - pequenos turdídeos

Família Turdidae
rouxinol-do-mato
pisco-de-peito-ruivo
rouxinol-comum
pisco-de-peito-azul
pisco-de-cauda-azul
rabirruivo-preto
rabirruivo-de-testa-branca
rabirruivo-mourisco
cartaxo-nortenho
cartaxo-siberiano
cartaxo-comum
chasco-isabel
chasco-cinzento
chasco-ruivo
chasco-do-deserto
chasco-de-barrete-branco
chasco-preto

Total de páginas desta semana = 17
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20057
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Seg Dez 04, 2017 8:35 am

Erithacus rubecula :"Litoral centro – como nidificante ocorre no pinhal de Mira, no pinhal de Leiria e nas imediações da ria de Aveiro "

Eu acho que actualmente tem uma zona de nidificação mais extensa, chegando a Óbidos.

Luscinia megarhynchos "Litoral centro – pouco abundante nesta região" sim, mas há um pouco por todo lado, é fácil de observar na Lagoa de Óbidos.

Saxicola rubetraLitoral centro ocorre regularmente durante a passagem migratória

Oenanthe oenanthe : Litoral centro, regular na passagem

Oenanthe leucura mudar o onde observar para reflectir a distribuição actual da especie
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11565
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Dez 11, 2017 1:04 pm

Semana de 11 a 17 de Dezembro - grandes turdídeos, papa-moscas, papa-figos e picanços

Família Turdidae
melro-das-rochas
melro-azul
melro-de-peito-branco
melro-preto
tordo-de-cabeça-cinzenta
tordo-zornal
tordo-comum
tordo-ruivo
tordoveia

Família Muscicapidae
papa-moscas-cinzento
papa-moscas-pequeno
papa-moscas-preto

Família Oriolidae
papa-figos

Família Laniidae
picanço-de-dorso-ruivo
picanço-real
picanço-barreteiro

Total de páginas desta semana = 16
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20057
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Paulo Lemos em Seg Dez 11, 2017 7:18 pm

pedro121 escreveu:Erithacus rubecula :"Litoral centro – como nidificante ocorre no pinhal de Mira, no pinhal de Leiria e nas imediações da ria de Aveiro "

Eu acho que actualmente tem uma zona de nidificação mais extensa, chegando a Óbidos.


?! Mas é uma das criadoras "omnipresentes" nesta região, incluindo eucaliptais abandonados, matagais densos de vários tipos (e há muitos por cá) e orlas de pomares. Até Lisboa, Sintra, etc, a vejo como uma das nidificantes mais comuns.
Não esperes é ouvir muitos cantos depois de Março, excepto em habitat muito propicio (matas mais extensas = mais acesa territorialidade) como por exemplo a mata das Caldas.
A limpeza da Mata das Caldas há uns bons anos (densos talos de loureiros que davam esconderijos por toda a parte), dispersou oportunidades para várias espécies aves locais, portanto hoje em vez de muitas dezenas de casais próximos, encontram-se cerca de 5-10 no máximo em todo o recinto.
O melhor "das limpezas das matas" Very Happy Very Happy Very Happy.....
Tenho belas memórias desta espécie no jardim do cerco em Mafra (anos 70), onde ainda cria (2012), bem como nas matas da vila como antes as conheci.

pedro121 escreveu:
Luscinia megarhynchos "Litoral centro – pouco abundante nesta região" sim, mas há um pouco por todo lado, é fácil de observar na Lagoa de Óbidos.

Coisa recente, pois a população do Oeste fui já bastante numerosa, sobretudo ao longo das muitas linhas de água, mas até aos matos costeiros longe delas. A Serra da Pescaria e Bouro estavam "minadas "dessa espécie, entre campos agrícolas, terras abandonadas, canaviais e matos (tipo maquis/garrigue, etc.). Centenas!
A Oeste da cidade das Caldas (mesmo "oficialmente" na cidade) nidificavam mais de 20 casais até fins dos anos 90. Situação semelhante "perder de vista" para os demais concelhos vizinhos, praticamente em qq habitat com matos densos, canaviais, etc, e vários casais em estreita proximidade nas linhas de água, mesmo as mais poluídas.
Curiosamente alguns machos não cantam (confirmo ex-situ, sem razão que explique serem realmente pouco vocais), e também na natureza testemunhei casais fieis a determinado território cujo macho nunca se ouviu. Perto da foz do Rio da Cal ainda há um exemplo. Nas águas-santas ainda deve haver outro casal, nas traseiras da Sagilda, Lda..
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1656
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Paulo Lemos em Seg Dez 11, 2017 7:49 pm

Gonçalo Elias escreveu:

cartaxo-comum


Para mim continua uma ave bastante comum e dispersa no Litoral Oeste.
Até em baldios urbanos, na costa mais agreste, entre monoculturas (espaços abertos), etc.


Gonçalo Elias escreveu:

chasco-ruivo


Espero não ser tarde demais para confirmar o paradeiro dos casais que nidificavam na costa do concelho de Óbidos em "Calluno Ulicetea (hoje Resorts, descapados contínuos e agrestes, sem "barreiras de protecção contra o vento").
Este ano, foi já tarde demais (inicio de Agosto) que tentei averiguar a situiação, mas na costa em Ferrel encontrei um "must" de habitat aberto e semi-aberto que devia mesmo ter visitado. Campos agrícolas, pousios, dunas, canaviais baixos (barreiras), diversidade "de chão" em substratos, vegetação e recursos, etc, que provavelmente estende o habitat antes observado da população local (ou a de Óbidos será/seria extensão desta, e mais para Sul de Peniche?).
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1656
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Dez 12, 2017 1:01 am

Paulo Lemos escreveu:
?! Mas é uma das criadoras "omnipresentes" nesta região, incluindo eucaliptais abandonados, matagais densos de vários tipos (e há muitos por cá) e orlas de pomares. Até Lisboa, Sintra, etc, a vejo como uma das nidificantes mais comuns.
Não esperes é ouvir muitos cantos depois de Março, excepto em habitat muito propicio (matas mais extensas = mais acesa territorialidade) como por exemplo a mata das Caldas.

Os cantos que ouves até Março são em grande parte emitidos por indivíduos invernantes, que cantam nos seus territórios de Inverno e depois abalam.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20057
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Ter Dez 12, 2017 8:43 am

Turdus pilaris: Indicar as Penhas da Saude como um local onde a espécie é regular

E na realidade alterar a primeira frase, porque os observadores não são necessariamente ornitólogos, e porque hoje em dia uma parcela significativa já observou a espécie.

Turdus philomelos:alterar o texto para reflectir a expansão da espécie para sul como reproductor,

Litoral centro: Pode ser observado no inverno em vários locais, nomeadamente na PNSAC, Lagoa de Óbidos e Parque Dom Carlos I nas Caldas.

Turdus iliacus : é "certo" nas penhas douradas e nas penhas da saude

Litoral Centro: é regular no PNSAC

Muscicapa striata: No litoral centro é muito frequente em Peniche no Carvoeiro e na Lagoa de Obidos

avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11565
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por patriciaeluis em Ter Dez 12, 2017 8:53 am

Melro-das-rochas
Monticola saxatilis

"Litoral centro – poderá ocorrer nas principais serras da região, contudo a sua presença
nesta zona encontra-se mal documentada."

Acho que nos últimos tempos a Serra da Freita tem sido a "Meca" da observação desta espécie pelo que esse facto deve ser referido.


"Entre Douro e Minho – pode ser visto unicamente na serra da Peneda."

O unicamente parace exagerado já que tem sido visto também em Terras de Bouro (ainda Minho).
avatar
patriciaeluis

Número de Mensagens : 1281
Data de inscrição : 13/01/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Paulo Lemos em Ter Dez 12, 2017 9:22 am

Gonçalo Elias escreveu:
Paulo Lemos escreveu:
?! Mas é uma das criadoras "omnipresentes" nesta região, incluindo eucaliptais abandonados, matagais densos de vários tipos (e há muitos por cá) e orlas de pomares. Até Lisboa, Sintra, etc, a vejo como uma das nidificantes mais comuns.
Não esperes é ouvir muitos cantos depois de Março, excepto em habitat muito propicio (matas mais extensas = mais acesa territorialidade) como por exemplo a mata das Caldas.

Os cantos que ouves até Março são em grande parte emitidos por indivíduos invernantes, que cantam nos seus territórios de Inverno e depois abalam.

Depois disso, é melhor identificar os nidificantes pelo alarme "agudo". Não confundir esse som com uma das vocalizações do Melro (parecida, muitíssimo aguda).
Mesmo assim, não é raro ouvir os machos nidificantes depois disso, às horas mais favoráveis. Só parecem não cantar tanto, se o habitar é menos frondoso e descontinuo (em que territórios se tocam, por exemplo, ou se há despiques vocais entre vizinhos mais próximos).
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1656
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Paulo Lemos em Sex Dez 15, 2017 4:26 pm

Gonçalo Elias escreveu:
tordo-ruivo

No parque das Caldas, junto aos mais densos pitósporos https://www.google.pt/maps/@39.4012293,-9.1334297,71m/data=!3m1!1e3, é fácil ver esta espécie "calma" em zonas movimentadas. Com atenção a aves de tamanho médio além de melros, o que se mexe e voa entre as sombras dos arbustos densos é mais esta espécie do que o comum. As aves praticamente não vocalizam (só o comum se ouve). Não é observação garantida todos os dias e a toda a hora, mas é quase, no Inverno.
Poderá acontecer o mesmo noutros parques e cidades com "bagas". Mais certa será observação nocturna, em zonas mais ou menos iluminadas (não demasiado).
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1656
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Sex Dez 15, 2017 4:41 pm

certo, mas imagino que como é normal nesta espécie também nesse local seja muito mais frequente nuns anos que noutros, confirmas?
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20057
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Paulo Lemos em Sex Dez 15, 2017 5:55 pm

Teria de lá ter estado mais vezes para dizer isso, e o dia todo. Vejo desta espécie todos os anos. No parque até há menos de 5, e nunca dei por falta deles, mas é certo é que nunca os vi abundantes lá. 1 ou 2 de cada vez, mas presença quase certa.
Nunca reparei, nem liguei muito, a eventual abundância variável de ano para ano nesta espécie (pode existir mas eu não noto), talvez porque não me interessei e porque outros factores podem influir em termos de presença localizada.

avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1656
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Paulo Lemos em Sex Dez 15, 2017 6:00 pm

Bem, talvez note que no Oeste "passam" menos a vocalizar, de ano para ano. Ou haverá menos tordos, ou passam menos por cá?
Ou já não terei ouvidos como antes (chegava a ouvir de casa o comboio da linha do Oeste, antes de este pisar S. Martinho do Porto alien , e o coro nocturno dos caes do concelho quase todo das Caldas).
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1656
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Sab Dez 16, 2017 1:23 am

Paulo Lemos escreveu:Ou já não terei ouvidos como antes (chegava a ouvir de casa o comboio da linha do Oeste, antes de este pisar S. Martinho do Porto  alien , e o coro nocturno dos caes do concelho quase todo das Caldas).

É certo que a audição se deteriora com a idade, mas no caso dos comboios parece-me relevante salientar que dantes eram sobretudo comboios de máquina puxados pelas velhas locomotivas da série 1400 e agora são automotoras, que fazem menos ruído e por isso não se ouvem a tão grande distância.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20057
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Sab Dez 16, 2017 9:32 am

Bem, fácil no parque das Caldas não deve ser, a zona é frequentada por vários fotógrafos e nunca foi registada, e eu passo lá semanalmente e nunca vi, embora no meu caso vá com o meu miúdo e não passe pelo local indicado. Mas de qualquer modo tendo em conta que é um local relativamente frequentado é estranho nunca ter sido registado por mais ninguém.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11565
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 10 de 14 Anterior  1 ... 6 ... 9, 10, 11, 12, 13, 14  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum