Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Página 12 de 14 Anterior  1 ... 7 ... 11, 12, 13, 14  Seguinte

Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Seg Jan 08, 2018 4:54 am

PNicolau escreveu:

Bonelli
Referir parque do Tejo como uma zona muito boa para a espécie em migração.

É bem verdade!
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11537
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Jan 08, 2018 7:28 am

obrigado a todos pelos comentários.

Nos próximos dias vou inserir as alterações colocadas ao longo deste tópico (o processo de actualização está um pouco atrasado), para já não vou colocar novas páginas a revisão, o processo será oportunamente retomado.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Paulo Lemos em Seg Jan 08, 2018 1:21 pm

PNicolau escreveu:
Paulo Lemos escreveu:Esta espécie também pode ser mais esquiva nuns sítios do que noutros, ter territórios maiores, etc. Tudo muito relativo. Até o vento dificulta prospecções por aqui... e desse não falta.
Por exemplo na Serra da Estrela são muito visíveis e tolerantes.
Repara que precisamente as aves tornam-se menos conspícuas nos locais onde as densidades são menores. Logo se são pouco conspícuas nesses locais que mencionas, é porque claramente as densidades são baixas já que nos sítios onde são de facto muito comuns, ouvem-se e vêem-se facilmente.

Eu tenho contagens de dezenas de undata em visitas de 30 min em algumas quadrículas de atlas na serra algarvia por exemplo.
No litoral centro podes procurar durante horas sem ver nenhuma, se não souberes o local exacto, aparentemente.

Estás a pressupor que a conspicuidade de uma espécie de ave depende apenas da densidade populacional. Neste caso não é bem assim, e referia-me especialmente à timidez das aves (na presença do Homem e não só, muitas espécies são menos furtivas em determinados habitats e/ou regiões).

E a observação depende da época do ano. Dezenas de aves serão mais fáceis de observar na época de cria, já que a espécie forma famílias (nºs crescentes ao longo da época estival).
Centenas, vi eu este ultimo outono numa pequena área de costa no Oeste, em 30 mim ou menos a percorrer 1-1,5 Km (provavelmente aves de todos os estatutos).

Mas claro, nalgumas regiões depende de locais exactos (o habitat favorável resume-se a isso mesmo aqui).
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1656
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por PNicolau em Qui Abr 12, 2018 2:59 am

Reparei que na página do Airo fala de uma diminuta população nas Berlengas. Acho que está na hora de alterar
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 5577
Idade : 24
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Sex Abr 13, 2018 7:20 am

PNicolau escreveu:Reparei que na página do Airo fala de uma diminuta população nas Berlengas. Acho que está na hora de alterar

Bem visto, já está rectificado.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Abr 16, 2018 12:35 pm

Estive a passar em revista as sugestões dos passeriformes, que não tinham sido todas implementadas. Os comentários que se seguem dizem respeito às sugestões apresentadas nas páginas 10 e 11 - depois ainda vou verificar se ficou alguma coisa pendurada mais para trás.

pedro121 escreveu:Aegithalos caudatus: Talvez seja de referir que há duas subespecies residentes?
Sitta europaea:
Litoral centro: Locais de observação, a lagoa de Óbidos no braço do Bom sucesso, Pinhal de Ferrel em Peniche. Etc O Choupal em Coimbra também me parece ser um bom local. alias de um modo geral parece ser comum em Parques urbanos como o Dom Carlos II nas Caldas da Rainha.
Tichodroma muraria: Começar a mudar a ficha desta espécie para reflectir que é mais uma invernante escada e localizada do que uma verdadeira raridade, indicar a barragem de santa luzia como melhor local para ela
Litoral centroEle pode aparecer na lagoa de Óbidos e no Paul de tornada mas não frequentemente

Feito.

Daniel Raposo escreveu:Reparei por acaso que não há referência ao Espaço Interpretativo da Lagoa Pequena na secção "Onde observar - Lisboa e Vale do Tejo" da página da A. strepera. Sendo que estes patos são ali residentes, julgo que seria oportuno mencionar o local.

Feito.

pedro121 escreveu:Anthus richardi: retirar a Lagoa de obidos como local de observação regular, era, mas desde que retiraram os cavalos elas deixaram de aparecer. Continuam a invernar em peniche junto à Etar da atouguia
Anthus trivialis: indicar sitios para a obervação das mesmas durante a migração no litoral centro, Peniche, Salreu etc..
Anthus cervinus: mudar o texto para indicar que a espécie está cada vez a ser mais regular como invernante, com pequenos bandos em alguns locais.

Feito.

PNicolau escreveu:Anthus petrosus
"Bastante parecida com a petinha-ribeirinha da qual é de difícil separação, apresentando, tal como esta espécie, as patas escuras. A primeira pista virá do habitat, sendo que esta espécie ocupa habitats muito mais costeiros do que a ribeirinha, sendo frequentemente observada em rochas junto ao mar ou esporões, assim como outros habitat intertidais como sapais (onde pode coexistir com a Petinha-ribeirinha). As principais características que as distinguem são os tons mais esverdeados, bico mais comprido e pontiagudo e, especialmente, o riscado mais grosseiro nas partes inferiores, em particular flancos."

Feito.

pedro121 escreveu:Erithacus rubecula :"Litoral centro – como nidificante ocorre no pinhal de Mira, no pinhal de Leiria e nas imediações da ria de Aveiro "
Eu acho que actualmente tem uma zona de nidificação mais extensa, chegando a Óbidos.
Luscinia megarhynchos "Litoral centro – pouco abundante nesta região" sim, mas há um pouco por todo lado, é fácil de observar na Lagoa de Óbidos.
Saxicola rubetraLitoral centro ocorre regularmente durante a passagem migratória
Oenanthe oenanthe : Litoral centro, regular na passagem
Oenanthe leucura mudar o onde observar para reflectir a distribuição actual da especie

Feito, mas sobre o Oenanthe leucura não percebo bem a que te referes, é para omitir a referência ao Alentejo?

pedro121 escreveu:Turdus pilaris: Indicar as Penhas da Saude como um local onde a espécie é regular
E na realidade alterar a primeira frase, porque os observadores não são necessariamente ornitólogos, e porque hoje em dia uma parcela significativa já observou a espécie.
Turdus philomelos:alterar o texto para reflectir a expansão da espécie para sul como reproductor,
Litoral centro: Pode ser observado no inverno em vários locais, nomeadamente na PNSAC, Lagoa de Óbidos e Parque Dom Carlos I nas Caldas.
Turdus iliacus : é "certo" nas penhas douradas e nas penhas da saude
Litoral Centro: é regular no PNSAC
Muscicapa striata: No litoral centro é muito frequente em Peniche no Carvoeiro e na Lagoa de Obidos

Feito.

patriciaeluis escreveu:Melro-das-rochas Monticola saxatilis
Acho que nos últimos tempos a Serra da Freita tem sido a "Meca" da observação desta espécie pelo que esse facto deve ser referido.
"Entre Douro e Minho – pode ser visto unicamente na serra da Peneda."
O unicamente parace exagerado já que tem sido visto também em Terras de Bouro (ainda Minho).

Feito.

pedro121 escreveu:Plectrophenax nivalis: mudar o texto do onde observar para reflectir que a Torre é um local "certo" para a especie.
Emberiza cirlus: pode ser observada com facilidade ao longo das margens da lagoa de obidos
Emberiza schoeniclus Alterar o texto para deixar mais claro quais as areas onde ocorre em período de nidificação e quais as que ocorre em período de invernada
E a população invernante na lagoa de Óbidos é mínima, menos de 10 aves
Emberiza calandra Facil de observar em Peniche junto à etar, eu tirava o Paul de tornada e colocava peniche

Feito.

pedro121 escreveu:Locustella naevia: a espécie é regular na passagem migratória na Lagoa de Óbidos.
O melhor local para a sua observação é sem duvida o Salreu.
Locustella luscinioides: pode ser também ouvida na lagoa de Óbidos, na poça do vau
Hippolais polyglotta: Litoral centro:facil de observar na lagos de obidos e em peniche
Acrocephalus paludicola: mudar a estrutura do texto para reflectir que é regular ou comum no Salreu na passagem
incluir fotos
Acrocephalus scirpaceus: taxonomia?

Feito. Já pedi fotos para o paludicola, logo que tenha serão adicionadas.
Sobre o scirpaceus mantive o nome mas adicionei uma nota taxonómica.

pedro121 escreveu:Sylvia conspicillatana beira interior pode ser vista na serra da estrela junto ao centro de limpeza de neve
Sylvia borinno litoral centro durante a passagem pode ser observada em vários sítios, nomeadamente no Paul de Tornada e nos campos do Liz
Phylloscopus inornatus mudar um pouco a pagina para reflectir o crescente numero de aves em passagem e em invernada
Phylloscopus fuscatus mudar a pagina para reflectir que actualmente tem havido indivíduos invernantes. o que dada a dificuldade de detecção da espécie pode indiciar a existência de invernada regular no Tejo
Regulus regulus indicar a serra da estrela como um dos melhores locais para procurar a especie

Feito.

PNicolau escreveu:Felosa-unicolor
Referir aspecto volumoso da cauda com infra caudais longas, como forma de separar do semelhante scirpaceus.
Mencionar 38 Moios e o EVOA como dois locais muito bons para a espécie, para especificar. Referir nidificação na Boca do Rio.
Felosa-do-mato
Muito comum na serra algarvia no sotavento, em particular concelhos de Tavira, Alcoutim e Castro Marim.
Carrasqueira
Igualmente uma nidificante comum nas ribeiras da serra algarvia no sotavento ao longo dos concelhos de Tavira e Alcoutim. Comum nas passagens migratórias por exemplo na ribeira do Almargem.
Cabeça-preta
Frase repetida no parágrafo da identificação.
Papa-amoras-pequeno
“...distingue-se desta espécie e dos juvenis de toutinegra-Carrasqueira pela ausência de tons arruivados nas tercearias, a juntar ao conjunto de dorso castanho, garganta puramente branca e cabeça cinzenta. É também confundíreis com a toutinegra-real da qual se distingue pelo menor tamanho e robustez, olho escuro e partes inferiores de tons mais esbranquiçados”
Aliás, nos últimos anos tem-se visto que a hortensis é a espécie que mais se confunde com curruca.
Papa-amoras
Referir toda a zona da Ria Formosa como um excelente local na passagem migratória, assim como o Sapal de CM, para mencionar o sotavento que está muito ausente na maior parte das espécies, de modo geral. Referir parque do Tejo como um bom local para a espécie em migração.
Estrelinha-de-poupa
Referir que em anos de influxo pode ser observada em pinhais de todo o território.
Borin
“É muito semelhante à toutinegra-de-barrete da qual se distingue pela ausência de barrete e presença de mancha cinzenta por trás do pescoço.” A zona de Caneças é muito boa para a espécie dada a densidade de figueiras mas acho que quem quiser mesmo ver a espécie pode procurar no eBird  Laughing
Pallas
Pequena felosa que faz lembrar uma estrelinha pelo pequeno tamanho, com lista central no meio da cabeça e uropígio amarelo.

Feito com excepão dos seguintes.

PNicolau escreveu:
Felosa-icterina
O gráfico apresenta 5 registos mas no texto apenas são referidos 4 aves.
Rouxinol-pequeno-dos-caniços
Só uma nota para dizer que mesmo que o portal mude de taxonomia, não ache que deva mudar nada já que estudos são perfeitamente inconclusivos e não há um conhecimento minimamente abrangente de toda a PI. Ademais, já foi pedida à central do eBird que restaurasse a situação da espécie na PI até que houvesse desenvolvimentos taxonomicos concretos.
Tomilheira
Descobertos núcleos populacionais recentes em ilhas barreira na Ria Formosa.
Bonelli
Referir parque do Tejo como uma zona muito boa para a espécie em migração.

icterina - Pedro Ramalho podes p.f. confirmar o número de registos?
scirpaceus - adicionei nota taxonómica como referi acima
tomilheira - não é para mim claro que nidifique nas ilhas barreira, no ano passado vi 4 na Culatra mas podiam ser migradores, vou tentar tirar isso a limpo nos próximos dias
bonelli - "muito boa" parece-me exagerado, vejo no ebird que tem 1 a 2 registos por ano, o que nem é muito tendo em conta que o local é muito visitado... talvez sugerir que é regular?
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Seg Abr 16, 2018 1:07 pm

Gonçalo Elias escreveu:
Feito, mas sobre o Oenanthe leucura não percebo bem a que te referes, é para omitir a referência ao Alentejo?

eu tirava a referencia ao alentejo do onde observar e colocava no texto, mas da forma que está não está mal, deixa claro que actualmente não vale a pena pensar na espécie se forem a Noudar/Marvão
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11537
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Seg Abr 16, 2018 1:23 pm

Gonçalo Elias escreveu:

icterina - Pedro Ramalho podes p.f. confirmar o número de registos?

A questão é a de sempre, os gráficos são actuais para a data em que te foram enviados, o texto também para essa data, existem discrepâncias entre o texto e o gráfico em varias espécies por vários motivos.

Assim como discrepâncias entre o texto e os mapas. O mal destes sistemas é que as actualizações tem que ser feitas manualmente, com alguma periodicidade, caso contrario a bota e a perdigota deixam de bater uma com a outra.

Isso nota-se menos quando a espécie tem alguns registos mas mais quando tem poucos.




Gonçalo Elias escreveu:
bonelli - "muito boa" parece-me exagerado, vejo no ebird que tem 1 a 2 registos por ano, o que nem é muito tendo em conta que o local é muito visitado... talvez sugerir que é regular?

Eu concordo com regular
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11537
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Abr 16, 2018 1:42 pm

pedro121 escreveu:
A questão é a de sempre, os gráficos são actuais para a data em que te foram enviados, o texto também para essa data, existem discrepâncias entre o texto e o gráfico em varias espécies  por vários motivos.

Assim como discrepâncias entre o texto e os mapas. O mal destes sistemas é que as actualizações tem que ser feitas manualmente, com alguma periodicidade, caso contrario a bota e a perdigota deixam de bater uma com a outra.

Isso nota-se menos quando a espécie tem alguns registos mas mais quando tem poucos.

É tudo verdade o que referes.

A principal dificuldade em manter isto actualizado pode ser resumida da seguinte forma: tudo eu Very Happy

E no caso da icterina o que é que está certo: o gráfico ou o texto?

avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Flávio Oliveira em Seg Abr 16, 2018 2:23 pm

Gonçalo Elias escreveu:
pedro121 escreveu:
A questão é a de sempre, os gráficos são actuais para a data em que te foram enviados, o texto também para essa data, existem discrepâncias entre o texto e o gráfico em varias espécies  por vários motivos.

Assim como discrepâncias entre o texto e os mapas. O mal destes sistemas é que as actualizações tem que ser feitas manualmente, com alguma periodicidade, caso contrario a bota e a perdigota deixam de bater uma com a outra.

Isso nota-se menos quando a espécie tem alguns registos mas mais quando tem poucos.

É tudo verdade o que referes.

A principal dificuldade em manter isto actualizado pode ser resumida da seguinte forma: tudo eu Very Happy

E no caso da icterina o que é que está certo: o gráfico ou o texto?


Dada a dificuldade em manter os registos actualizados talvez fosse de incluir uma nota dando conta de que essa actualização será feita uma vez por ano É só um exemplo, a periodicidade ficaria naturalmente ao critério de quem tiver essa tarefa a seu cargo.
Fica a ideia.
avatar
Flávio Oliveira

Número de Mensagens : 509
Idade : 38
Local : Maia
Data de inscrição : 11/09/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Abr 16, 2018 3:06 pm

Flávio Oliveira escreveu:
Dada a dificuldade em manter os registos actualizados talvez fosse de incluir uma nota dando conta de que essa actualização será feita uma vez por ano É só um exemplo, a periodicidade ficaria naturalmente ao critério de quem tiver essa tarefa a seu cargo.
Fica a ideia.

A questão é que essa nota teria de ser colocada em todas as páginas com gráficos (mais de 150), juntamente com uma informação sobre a data da última actualização.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Abr 18, 2018 8:26 am

A propósito da tomilheira recupero aquilo que escrevi há dias.

Gonçalo Elias escreveu:
PNicolau escreveu:
Tomilheira
Descobertos núcleos populacionais recentes em ilhas barreira na Ria Formosa.

tomilheira - não é para mim claro que nidifique nas ilhas barreira, no ano passado vi 4 na Culatra mas podiam ser migradores, vou tentar tirar isso a limpo nos próximos dias

Hoje eu o Renato o Lars e a Susana contámos CINCO machos de toutinegra-tomilheira em diferentes locais da Ilha da Culatra, Faro. Todos os machos observados estavam a cantar activamente, fazendo voo nupcial.

Considerando a abundância, o comportamento e o facto de já ter havido observações no mesmo local em 2017, parece-me legítimo assumir que existe uma população nidificante nesta ilha.

Saliento contudo que ainda não observámos a espécie em nenhuma das outras ilhas-barreira, por isso para já não considero seguro afirmar que a espécie ocorre noutras ilhas.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Sab Abr 21, 2018 4:12 pm

as fotos do Acr. paludicola já se encontram online no portal
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Lars Gonçalves em Qua Abr 25, 2018 6:36 am

Gonçalo na Acr pal os registos não estão em duplicado?
Há várias datas repetidas


avatar
Lars Gonçalves

Número de Mensagens : 372
Idade : 31
Local : Alvor - Portimão
Data de inscrição : 22/12/2015

https://www.facebook.com/LnSBirding/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Abr 25, 2018 7:15 am

Lars a lista que mencionas é uma lista de registos homologados, estes são contabilizados individualmente, mesmo quando a data é semelhante, uma vez que se tratava de aves distintas (capturadas em sessões de anilhagem) e os registos foram submetidos separadamente.

Por outras palavras, se numa sessão de anilhagem forem capturados 3 indivíduos diferentes (no mesmo dia) e os registos forem submetidos separadamente, são considerados 3 registos diferentes com o mesmo local e a mesma data, mesmo que as aves estivessem "juntas" (isto é, que tenham caído na mesma rede ao mesmo tempo).

Segundo creio, a política da maioria dos comités de raridades é contabilizar indivíduos (isto é, 1 indivíduo = 1 registo). O CPR adopta uma política diferente e considera que se um determinado conjunto de aves da mesma espécie aparecer em bando e forem submetidas em bloco, então conta-se apenas só um registo.

Sugiro uma olhada neste tópico, onde se desenvolve mais o assunto.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Samuel Patinha em Qua Abr 25, 2018 11:15 am

Aproveito para referir que o mapa que aparece na pg. do Acr pal é do Acrocephalus melanopogon e não do Acr pal...

Samuel Patinha

Número de Mensagens : 75
Local : Aveiro
Data de inscrição : 27/10/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Abr 25, 2018 12:12 pm

Bem visto Samuel! Está assim há cinco anos e ainda ninguém tinha dado conta affraid

Vou ver se consigo arranjar o código correcto - enquanto isso não acontece a página da espécie ficará sem mapa.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por PNicolau em Qua Abr 25, 2018 12:13 pm

Falta o meu registo de Calidris pusilla no Sizandro no site
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 5577
Idade : 24
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Abr 25, 2018 12:19 pm

PNicolau escreveu:Falta o meu registo de Calidris pusilla no Sizandro no site

Faltava Smile
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Qua Abr 25, 2018 2:39 pm

Gonçalo, eu gostava de propor que sempre que hajam subespécies que sejam raridades em Portugal e que tenham registos conhecidos que os mesmos sejam incluídos no site, não necessariamente com uma sub pagina como existe para a Corvus corone cornix embora tal faça sentido para alguns taxas, mas noutros faria sentido incluir a nota dos registos no texto

Mesmo para ajudar alguns observadores a perceberem quais são as subespécies raras (M. flava) e noutros casos para divulgar a ocorrência de subespécies pouco conhecidas, aposto que muitos observadores não sabem que há registos de Motacilla alba subpersonata em Portugal e homologados em Portugal.

avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11537
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por PNicolau em Qua Abr 25, 2018 2:40 pm

Há??! Não fazia ideia
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 5577
Idade : 24
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Qua Abr 25, 2018 2:41 pm

PNicolau escreveu:Há??! Não fazia ideia

Há o que? Smile
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11537
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Abr 25, 2018 3:00 pm

pedro121 escreveu:Gonçalo, eu gostava de propor que sempre que hajam subespécies que sejam raridades em Portugal e que tenham registos conhecidos que os mesmos sejam incluídos no site, não necessariamente com uma sub pagina como existe para a Corvus corone cornix embora tal faça sentido para alguns taxas, mas noutros faria sentido incluir a nota dos registos no texto

Mesmo para ajudar alguns observadores a perceberem quais são as subespécies raras (M. flava) e noutros casos para divulgar a ocorrência de subespécies pouco conhecidas, aposto que muitos observadores não sabem que há registos de Motacilla alba subpersonata em Portugal e homologados em Portugal.

Concordo. Podes por favor fazer a compilação dos registos homologados de subespécies e enviar-me? E eu meto isso no site sem qualquer problema.

(sim, eu sei, "tudo eu" Very Happy , mas não tenho os anuários cá em baixo e para ser eu a ver isso só daqui a uns meses)

pedro121 escreveu:
PNicolau escreveu:Há??! Não fazia ideia

Há o que? Smile

Penso que o Nicolau se referia a subpersonata. Sim, há um registo do Moore no tempo da outra senhora, creio que em Mértola.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20025
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Qua Abr 25, 2018 3:10 pm

Gonçalo Elias escreveu:

Concordo. Podes por favor fazer a compilação dos registos homologados de subespécies e enviar-me? E eu meto isso no site sem qualquer problema.

(sim, eu sei, "tudo eu"  Very Happy , mas não tenho os anuários cá em baixo e para ser eu a ver isso só daqui a uns meses)

Sim, claro, mesmo porque está na minha agenda de qualquer modo e não são muitos de facto.

Nem eu tenho uma real ideia do que está homologado a esse nível, há motacilla flava feldegg homologadas? tenho que ver. larus fuscus fuscus não há, mas há uma serie de possibilidades.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11537
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Qua Abr 25, 2018 3:11 pm

Gonçalo Elias escreveu:

Penso que o Nicolau se referia a subpersonata. Sim, há um registo do Moore no tempo da outra senhora, creio que em Mértola.

Há um registo do Moore nas minas de São Domingos, muito fixe.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 11537
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 12 de 14 Anterior  1 ... 7 ... 11, 12, 13, 14  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum