Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Página 3 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Rui Figueiredo em Seg Nov 21, 2016 4:50 am

Correcções desta semana:
Pardilheira
Nas outras observações colocar links para todos os registos possíveis. Tem link para alguns mas poderia ter também para: Barroca D`Alva, Paul do Boquilobo, EVOA, Quinta de Marim pelo menos

Pato de Bico Vermelho
A única coisa a apontar seria mesmo substituir nos locais a observar do Alentejo, Herdade do Esporão por Reguengos de Monsaraz já que se está a falar de regiões e não albufeiras específicas, ou então nomear outras albufeiras específicas.

Zarro comum
O link do Paul do Boquilobo não funciona no “Onde observar”

Zarro de colar
Falta um espaço em “queé” na primeira frase da descrição
Substituir “Situaçao” por Situação no título “Situação em Portugal Continental”
No mapa falta o registo: 2011, 27-Mar, barragem do Tojal, Évora, 1 macho, M. Rolo (Anuário 9)

Zarro castanho
Nada a apontar
Zarro negrinha
Nada a apontar
Zarro bastardo
Nada a apontar

Zarro americano
Substituir “America do Norte” por América do Norte na primeira frase

Rui Figueiredo

Número de Mensagens : 325
Local : Lisboa/Porto/Faro
Data de inscrição : 05/09/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Nov 23, 2016 2:55 am

Obrigado pelas contribuições. Já implementei a quase todas as sugestões apresentadas.

Duas notas:
@pedro121: "Anas discors: entre os patos raros é único no pico de registos que tem em março, indicando que é mais frequente na passagem para cima de aves que invernaram em África." - não percebi bem se isto é uma sugestão para adicionar ao texto
@PNicolau: "Lagoa da Aldeia Nova e Reservatório de Altura" - sugestão pertinente, será implementada assim que possível
@Rui Figueiredo: "Zarro de colar - No mapa falta o registo: 2011, 27-Mar, barragem do Tojal, Évora, 1 macho, M. Rolo (Anuário 9)" - os mapas não têm os registos posteriores a 2010, esta situação afecta todas as espécies com mapa e será resolvida em separado por isso não é necessário assinalares individualmente.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17707
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Qua Nov 23, 2016 10:40 am

Gonçalo Elias escreveu:
@pedro121: "Anas discors: entre os patos raros é único no pico de registos que tem em Março, indicando que é mais frequente na passagem para cima de aves que invernaram em África." - não percebi bem se isto é uma sugestão para adicionar ao texto

é uma sugestão para adicionar ao texto
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9915
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Nov 23, 2016 11:07 am

ok
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17707
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Sab Nov 26, 2016 2:53 pm

Pato-de-bico-vermelho:na Identificação, está Flancos e devia estar flancos.

Abundância e calendário: está indicado que é uma especie rara, acho que é mais adequado escaso

Zarro-castanho:Abundância e calendário
"uma espécie de ocorrência irregular em Portugal."

Esta frase sugere que não é regular, mas actualmente é, pelo menos em Vilamoura.


Zarro-Negrinha: Lisboa e Vale do Tejo –" Por vezes também aparece nas salinas de Alverca."

Ele é regular nas salinas de alverca

Zarro-bastardo: Não sei se faz sentido falar de locais regulares para esta espécie, dado que aparecem menos de 5 por ano (registos não aves), seguramente que os locais do estuario do tejo não o são, basta ver os locais de ocorrência na ultima decada



avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9915
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Dom Nov 27, 2016 10:21 am

Para a próxima semana vamos acabar os Anseriformes. A lista compreende 12 espécies, das quais 10 são raridades. Smile

Semana de 28 de Novembro a 4 de Dezembro - mais patos mergulhadores, patos marinhos e mergansos

Ordem Anseriformes
eider
pato-rabilongo
pato-preto
pato-careto
pato-fusco
pato-de-touca-branca
pato-d'olho-dourado
merganso-pequeno
merganso-de-poupa
merganso-grandepato-de-rabo-alçado-americano (cat. C)
pato-de-rabo-alçado

Total de páginas desta semana = 12
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17707
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Dom Nov 27, 2016 10:58 am

pedro121 escreveu:
Zarro-bastardo: Não sei se faz sentido falar de locais regulares para esta espécie, dado que aparecem menos de 5 por ano (registos não aves), seguramente que os locais do estuario do tejo não o são, basta ver os locais de ocorrência na ultima decada

Concordo com o que referes, mas nota que o texto tal como está já indica isso mesmo:

A escassez deste zarro não permite identificar locais onde a sua ocorrência seja regular. Indicam-se alguns locais onde a espécie tem sido observada nos últimos anos.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17707
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Dom Nov 27, 2016 12:41 pm

Gonçalo Elias escreveu:
pedro121 escreveu:
Zarro-bastardo: Não sei se faz sentido falar de locais regulares para esta espécie, dado que aparecem menos de 5 por ano (registos não aves), seguramente que os locais do estuario do tejo não o são, basta ver os locais de ocorrência na ultima decada

Concordo com o que referes, mas nota que o texto tal como está já indica isso mesmo:

A escassez deste zarro não permite identificar locais onde a sua ocorrência seja regular. Indicam-se alguns locais onde a espécie tem sido observada nos últimos anos.

Certo, mas mesmo assim, alguns dos locais não tem registos nos ultimos anos, e outros tem registos recentemente que não constam
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9915
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Dom Nov 27, 2016 12:43 pm

pedro121 escreveu:
Gonçalo Elias escreveu:
pedro121 escreveu:
Zarro-bastardo: Não sei se faz sentido falar de locais regulares para esta espécie, dado que aparecem menos de 5 por ano (registos não aves), seguramente que os locais do estuario do tejo não o são, basta ver os locais de ocorrência na ultima decada

Concordo com o que referes, mas nota que o texto tal como está já indica isso mesmo:

A escassez deste zarro não permite identificar locais onde a sua ocorrência seja regular. Indicam-se alguns locais onde a espécie tem sido observada nos últimos anos.

Certo, mas mesmo assim, alguns dos locais não tem registos nos ultimos anos, e outros tem registos recentemente que não constam

Hum, ok, vou rever o texto em conformidade. O resto das sugestões já está.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17707
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Rui Figueiredo em Seg Nov 28, 2016 6:33 am

Contributos desta semana:
Eider
Retirar um “seu” na primeira frase da identificação

Pato rabilongo
Colocar um acento em “Odiaxere” – “Odiáxere” na observação de 18 jan 2013

Pato preto
Substituir “Sao” por “São” no parágrafo de onde observar no litoral centro

Pato careto
Nada a apontar

Pato fusco
Substituir “estuário” por “estuário” na observação de 2007

Pato de touca branca
Nada apontar

Merganso pequeno
Colocar uma foto?

Merganso de poupa
O link do estuário do Minho está a abrir a página do estuário do Cávado

Pato de rabo alçado americano
A primeira frase está incompleta acabando em “causando
O link para o pato-rabo-alçado no parágrafo de Situação em Portugal Continental não funciona.
Nenhum dos links das observações registadas e outras observações funciona, excepto o último link para lagoa santo andré.
Substituir “São Cristovão” por “São Cristóvão”na observação de 24 jan 2016

Pato de rabo alçado
A frase que as observações estão sujeitas a homologação está cortada em duas frases.
No mapa o ponto de lagoa dos salgados refere 3 registos quando são 4 faltando o registo de 2002.

Pato d olho dourado
Nada a apontar
Merganso grande
Nada a apontar

Rui Figueiredo

Número de Mensagens : 325
Local : Lisboa/Porto/Faro
Data de inscrição : 05/09/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Tissot em Ter Nov 29, 2016 2:13 pm

Bucephala albeola
Falta inserir o ano de 2016 na única observação indicada em “Outras observações”.
avatar
Tissot

Número de Mensagens : 939
Idade : 44
Local : Amadora-Alfragide
Data de inscrição : 06/04/2009

http://www.flickr.com/photos/matthiastissot/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por PNicolau em Ter Nov 29, 2016 5:32 pm

Somateria molissima
"Este pato marinho, de grande dimensão, caracteriza-se pelo seu seu pescoço curto, cabeça achatada e bico cuneiforme.
O macho, com a plumagem preta e branca, é inconfundível. Já a fêmea e o juvenil são acastanhados, com listas escuras no dorso e nos flancos."
Adicionar foto de macho

Melanitta fusca
"Ligeiramente maior que o pato-preto, ao qual se assemelha, distinguindo-se em voo facilmente pelo espelho [alar] branco. ( O bico com perfil côncavo e elegante, assim como as manchas faciais relativamente reduzidas, nos juvenis, são características importantes para o distinguir de outro pato com espelhos brancos passível de ocorrer em Portugal continental, o Melanitta deglandi. )
Pato-rabilongo

Clangula hyemalis
Pato pequeno marinho de hábitos mergulhadores, com registos no nosso país concentrados no Inverno e Primavera. O macho caracteriza-se pela plumagem preta e branca, pela mancha rosada no bico e cauda afilada muito longa. A fêmea e o juvenil são mais acastanhados no dorso e cabeça,  e possuem o bico acinzentado.

Melanitta perspicillata
" A fêmea e juvenil, mais acastanhados, têm duas pequenas manchas claras nas faces e na nuca."

Mergellus albellus
Adicionar observação de Julho no EVOA, com referência ao facto de ser uma possível fuga.
Eu tenho fotos da espécie.

Bucephala clangula
É um pequeno pato mergulhador. O macho tem a cabeça verde e corpo todo branco, sendo a fêmea e juvenil castanhos. Em ambos os
sexos, salta à vista o olho amarelo, a cabeça grande e redonda e mesmo as patas laranjas, visíveis quando o pato mergulha. Em voo é visível uma "janela" branca na asa (secundárias e coberturas).


Mergus serrator
"bico comprido, fino e serrilhado."
Algarve – raro nesta região, existem registos muito esporádicos na ria de Alvor e ria Formosa.

Bucephala albeola
03-Jan a 14-Mai, lagoa de Aldeia Nova e tanque de Altura-V.R.S. António, 1 ind., por P. Dedicoat e J. Taylor
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 4860
Idade : 23
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Qua Nov 30, 2016 4:10 am

PNicolau escreveu:
Mergellus albellus
Adicionar observação de Julho no EVOA, com referência ao facto de ser uma possível fuga.

Eu não concordo com a inclusão do registo de Julho precisamente por ser provavelmente uma fuga.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9915
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Dom Dez 04, 2016 12:00 pm

Bucephala clangula: nenhuma das fotos foi tirada em Portugal, existem fotos pelo menos da ave de 2009

Oxyura leucocephala: nenhuma das fotos foi tirada em Portugal, neste caso eu não sei se há fotos com qualidade equivalente tiradas em Portugal?

avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9915
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Dom Dez 04, 2016 2:09 pm

Semana de 5 a 11 de Dezembro - garças e quejandos

Ordem Ciconiiformes
abetouro
garçote
garça-nocturna
papa-ratos
garça-boieira
garça-dos-recifes
garça-branca-pequena
garça-branca-grande
garça-real
garça-vermelha

Total de páginas desta semana = 10
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17707
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Paulo Lemos em Dom Dez 04, 2016 3:38 pm

Garçote:

O texto de apresentação é um pouco curto e resume-se à dificuldade de detecção através da visão.  Mas podia incluir que a detecção e identificação é fácil a partir da voz sonora e inconfundível da espécie (o canto, gritos e alarme). Quiçá incluir também a Lagoa de Óbidos na região correspondente, especialmente poça do Vau, que é abrigada e um bom local de observação e audição a partir do "combro".


Garça-branca-pequena:

"Quando em alimentação, é geralmente uma ave solitária, embora
ocasionalmente forme bandos esparsos."

Não concordo: Em alimentação, pode formar grupos não esparsos  e em espaços abertos não raramente as aves caçam juntas como estratégia.
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1353
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Rui Figueiredo em Seg Dez 05, 2016 4:40 am

Caros segue o meu contributo para a semana 7:

Abetouro
Nada a apontar

Garçote
Retirar um ponto final entre Lagoa das Dunas Douradas e Parque Ambiental de Vilamoura

Garça nocturna
Nada a apontar

Papa-ratos
Nada a apontar

Garça-boeira
No onde observar na Beira Interior substituir “excepecional” por “excepcional” (ou excecional)

Garça dos recifes
Colocar o link para Carrapateira na observação homologada de 2000

Garça branca pequena
Substituir “numeros” por “números” na última frase do onde observar em Lisboa e Vale do Tejo
Substituir “também” por “também” na última frase do Onde observar no Alentejo
Acho que não vale a pena ter duas vezes a referência para o vídeo. Ou se retira do texto ou se retira a janela do vídeo.
variações melanísticas ou variações melaníticas?

Garça branca grande
A página do vídeo desta garça possui um primeiro vídeo de águia pesqueira que não faz sentido lá estar.

Garça real
Na parte da Identificação falta qualquer coisa no texto “que se destaca pelo seu longo desta.” Imagino que seja pelo seu longo “pescoço” e retirar desta
No Onde observar Entre Douro e Minho substituir “estuario” por “estuário” do Lima
No Onde observar no Litoral centro substituir “e” por “é” na primeira frase.
No Onde observar na Beira interior – retirar o ponto final após Marateca

Garça vermelha
Retirar um “o” na frase “pelo o seu bico” na terceira frase da parte da Identificação.
Substituir “inicios” por “inícios” na segunda frase da parte da Abundância e calendário
Substituir “no” por “nos” na frase “frequência no locais com abundante vegetação emergente” na parte de Onde observar no Algarve
O link externo que faz referência à conservação da garça vermelha não funciona
Colocar link para a Ria de Aveiro no Onde observar no Litoral Centro.
O link do Paul da Tornada no Onde observar no Litoral Centro não funciona

Rui Figueiredo

Número de Mensagens : 325
Local : Lisboa/Porto/Faro
Data de inscrição : 05/09/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Dom Dez 11, 2016 2:42 am

Botaurus stellaris: No onde a observar indicar que tem sido regular no inverno nos arrozais de Alcamé.

Nycticorax nycticorax: Optar por um dos nomes

Eventualmente mudar o texto para reflectir o numero de registos no inverno.


No onde Observar: na região certo, são mais do que alguns casais, no Taipal são dezenas.

Tirar o ocasionalmente do sitio das hortas durante o inverno

Ardeola ralloides: "É uma das espécies mais cobiçadas pelos ornitólogos," esta frase não faz sentido, quem cobiça a espécie são observadores, não ornitólogos.

Bubulcus ibis: No Litoral centro ela não é regular na lagoa de Óbidos propriamente dita, é regular na Poça Grande Do Vau e tem um dormitório na poça da Amoreira

Egretta gularis: Fazer referencia ao problema de id causado pelos "híbridos"

Ardea purpurea: aquela foto no fim da pagina?

avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9915
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Dez 12, 2016 12:52 am

Semana de 12 a 18 de Dezembro - cegonhas, colhereiros, íbis e cortiçóis

Ordem Ciconiiformes
cegonha-preta
cegonha-branca
marabu (categoria D)
íbis-preta
íbis-sagrada (categoria D)
colhereiro

Ordem Pteroclidiformes
cortiçol-de-barriga-preta
cortiçol-de-barriga-branca

Total de páginas desta semana = 8
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17707
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Rui Figueiredo em Seg Dez 12, 2016 4:30 am

Semana 8
Cegonha negra
Substituir “euma especie” por “é uma espécie” no primeiro parágrafo do Onde Observar
Os links para os locais Onde Observar não funcionam

Cegonha branca
Substituir “Ha” por “” na última frase do Onde Observar no Litoral Centro
Retirar um ponto final a seguir a Mourão no Onde Observar no Alentejo.
Retirar ponto final a seguir a Quinta do Lago no Onde Observar no Algarve.

Marabu
Nada a apontar

Íbis preta
Nada a apontar

Íbis sagrada
Substituir “ibis” por “íbis” na primeira frase da Identificação
Substituir “Extremadura” por “Lisboa e Vale do Tejo” ?
Os links dos locais de observação que estão na parte da repartição por 3 regiões não funcionam
Os links dos locais das Outras observações também não funcionam

Colhereiro
Colocar o estuário do Minho e o do Douro como locais possíveis de observação também?

Cortiçol de barriga preta
Nada a apontar

Cortiçol de barriga branca
Nada a apontar

Rui Figueiredo

Número de Mensagens : 325
Local : Lisboa/Porto/Faro
Data de inscrição : 05/09/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por lrodrigues em Seg Dez 12, 2016 4:31 am

Marabu

Gonçalo, eu tenho fotografias de Marabu, embora tiradas no Quénia, não em Portugal. Se quiseres utilizar diz pf.

Online só tenho esta, mas tenho mais no arquivo.
avatar
lrodrigues

Número de Mensagens : 558
Idade : 48
Local : Porto
Data de inscrição : 24/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Dez 14, 2016 11:41 am

Foram implementadas as alterações sugeridas para os textos das garças (que desde já agradeço), com excepção das seguintes:

Paulo Lemos escreveu:Garça-branca-pequena:
Não concordo: Em alimentação, pode formar grupos não esparsos  e em espaços abertos não raramente as aves caçam juntas como estratégia.

Acontece ocasionalmente mas não me parece indicado estar a sugerir que isso é a regra, porque na maioria das situações, mesmo em alimentação, o que vemos são aves isoladas ou grupos esparsos.

Rui Figueiredo escreveu:Caros segue o meu contributo para a semana 7:
Garça branca pequena
Acho que não vale a pena ter duas vezes a referência para o vídeo. Ou se retira do texto ou se retira a janela do vídeo.
variações melanísticas ou variações melaníticas?

Garça branca grande
A página do vídeo desta garça possui um primeiro vídeo de águia pesqueira que não faz sentido lá estar.

Garça real
No Onde observar no Litoral centro substituir “e” por “é” na primeira frase.

o vídeo mostra um exemplo dos supostos híbridos, a referência no texto pretende salientar isso mesmo
creio que melanísticas está correcto
vou ver o que se passa com o vídeo da g. b. grande
quanto à garça-real, neste caso não falta acento, é mesmo "e"

pedro121 escreveu:Bubulcus ibis: No Litoral centro ela não é regular na lagoa de Óbidos propriamente dita, é regular na Poça Grande Do Vau e tem um dormitório na poça da Amoreira  

O que acontece é que a ficha da lagoa de Óbidos não abrange apenas a lagoa mas também as zonas envolventes, incluindo habitats agrícolas e florestais.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17707
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por pedro121 em Qua Dez 14, 2016 12:32 pm

Gonçalo Elias escreveu:

pedro121 escreveu:Bubulcus ibis: No Litoral centro ela não é regular na lagoa de Óbidos propriamente dita, é regular na Poça Grande Do Vau e tem um dormitório na poça da Amoreira  

O que acontece é que a ficha da lagoa de Óbidos não abrange apenas a lagoa mas também as zonas envolventes, incluindo habitats agrícolas e florestais.

ok
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9915
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Paulo Lemos em Qua Dez 14, 2016 11:51 pm

Gonçalo Elias escreveu:

Acontece ocasionalmente mas não me parece indicado estar a sugerir que isso é a regra, porque na maioria das situações, mesmo em alimentação, o que vemos são aves isoladas ou grupos esparsos.

Então confirmas que "ocasionalmente forme bandos esparsos" também não é a melhor expressão. Wink
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1353
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Paulo Lemos em Qui Dez 15, 2016 12:20 am

Gonçalo Elias escreveu:

O que acontece é que a ficha da lagoa de Óbidos não abrange apenas a lagoa mas também as zonas envolventes, incluindo habitats agrícolas e florestais.

Se não é regular na Lagoa de Óbidos, é uma situação relativamente recente, que deve ser considerada.

Ainda se observa na área onde fica o aeródromo e a montante do braço da Barrosa, mas é cada vez menos frequente, devido a infelizmente haver menos gado e aos solos se tornarem menos propícios a recursos importantes.
Todas as aves "aquáticas/marinhas" que sobretudo no inverno procuram terra (e é-lhes natural e não recente como se pensa), parecem retroceder em termos da exploração de terra, a nível local pelo menos e especialmente na Lagoa de Óbidos.
Antes, Larus (argenteus, michaelis, ridibundus e não me lembro se também fuscus), juntavam-se aos abibes e tarambolas em localizações especialmente produtivas em minhocas e outros invertebrados, sendo que no grupo nunca faltavam as boieiras mesmo sem gado presente.

O problema é mesmo a extinção do gado, diminuição da biomassa animal dos solos, e extinção/alteração das localizações preferidas de pontual riqueza/produtividade no solos. Por exemplo, há uns 30 anos, a uma minúscula área semi-urbana hoje ainda livre (mas já suja de entulhos e terras estranhas), entre o centro de saúde da caldas, a antiga Fiat e o modelo, reunia grupos de dezenas de aves. As aves reconheciam esses sítios, provavelmente seguindo-se umas às outras ou reconhecendo o reflexo ultravioleta deixado pelos dejectos das abundantes presas (ou mesmo os buracos e dejectos directamente). Aliás, o local argiloso era conhecido e procurado não só por aves, como por caçadores de minhocas para a pesca da enguia. Foi um dos melhores locais para ver gaivotas e afins, à porta de casa e deu para observar comportamentos e a alimentação que as atraia.
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1353
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande revisão do portal avesdeportugal.info

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum