Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Página 5 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Gilberto Pinelas em Sex Mar 24, 2017 1:48 pm

Eu a dizer-vos que tinham desaparecido e hoje apareceu esta e a vocalizar…

image[/url
click image upload
avatar
Gilberto Pinelas

Número de Mensagens : 2057
Idade : 54
Local : Cascais
Data de inscrição : 20/12/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Paulo Lemos em Ter Abr 04, 2017 2:20 am

Desde a semana passada, quase desapareceram.

Qualquer ideia de que alteram os gritos ao longo do Inverno e inicio da Primavera, e a sua frequência, não faz sentido.
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1439
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Pedro Pereira em Ter Abr 04, 2017 3:38 am

Paulo Lemos escreveu:
Qualquer ideia de que alteram os gritos ao longo do Inverno e inicio da Primavera, e a sua frequência, não faz sentido.


Podem não alterar. Mas isso teria de ser testado. Falta primeiro ter a certeza se são efectivamente as aves de primeiro ano a fazer esses chamamentos ou se são aves de uma qualquer idade mas originárias de uma população em particular.
avatar
Pedro Pereira

Número de Mensagens : 235
Idade : 32
Local : Centro-Sul
Data de inscrição : 30/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Tissot em Ter Abr 04, 2017 4:19 am

Pelo que li em duas fontes parece que o sweeoo não é exclusivo de juvenis.

Much discussed in recent years but first referenced in 1954: ‘Shrill sweeoo ….. mainly a long-retained juvenile call but also given by adults (in certain years and places) on breeding grounds (referenced in BWP 6: Schwarz 1954 a, b).
Ver em : http://birdingfrontiers.com/2013/01/02/siberian-chiffchaff-and-common-chiffchaff-part-2/

… e no “The Helm Guide to Bird Identification” está dito:
Autumn birds, perhaps, mainly juveniles/first-winters, give a very distinctive, loud, down-slurred musical swee-oo (variations including spee-u, swee-ut, pee-up and so on). This call is now being increasingly heard from adults in spring (oddly, in some years more than others).
avatar
Tissot

Número de Mensagens : 974
Idade : 44
Local : Amadora-Alfragide
Data de inscrição : 06/04/2009

http://www.flickr.com/photos/matthiastissot/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Pedro Pereira em Ter Abr 04, 2017 4:34 am

Obrigado Matthias. São boas informações.
avatar
Pedro Pereira

Número de Mensagens : 235
Idade : 32
Local : Centro-Sul
Data de inscrição : 30/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por João Tomás em Ter Abr 04, 2017 6:08 am

Tissot escreveu:Pelo que li em duas fontes parece que o sweeoo não é exclusivo de juvenis.

Much discussed in recent years but first referenced in 1954: ‘Shrill sweeoo ….. mainly a long-retained juvenile call but also given by adults (in certain years and places) on breeding grounds (referenced in BWP 6: Schwarz 1954 a, b).
Ver em : http://birdingfrontiers.com/2013/01/02/siberian-chiffchaff-and-common-chiffchaff-part-2/

… e no “The Helm Guide to Bird Identification” está dito:
Autumn birds, perhaps, mainly juveniles/first-winters, give a very distinctive, loud, down-slurred musical swee-oo (variations including spee-u, swee-ut, pee-up and so on). This call is now being increasingly heard from adults in spring (oddly, in some years more than others).

Bate certo com o facto de este ser um ano sim para o "swwweo". Para o próximo ano acho que ninguém se vai esquecer e vai andar mais atento Smile
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2541
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Paulo Lemos em Qua Abr 05, 2017 2:04 am

Pedro Pereira escreveu:
Paulo Lemos escreveu:
Qualquer ideia de que alteram os gritos ao longo do Inverno e inicio da Primavera, e a sua frequência, não faz sentido.


Podem não alterar. Mas isso teria de ser testado. Falta primeiro ter a certeza se são efectivamente as aves de primeiro ano a fazer esses chamamentos ou se são aves de uma qualquer idade mas originárias de uma população em particular.

Sim. Atenção que me referi à percepção humana e não a analise com aparelhos ou estudos que acompanhem as aves individualmente.

Podes ter a certeza de que tenho ouvido muitas (cada vez que pego na bike e apareço de súbito pelo percurso, elas alarmam), de forma a concluir empiricamente que não houve alterações "num conjunto de aves a nivel regional" (tal como disse bem atrás, este tema só seria bem estudado em cativeiro).

Por falar nisto, ainda ontem ouvi mais 3, de grito "normal".
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1439
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por PNicolau em Qua Abr 05, 2017 2:52 am

Talvez ajude: eu ainda há dias ouvi uma collybita em habitat de nidificação a fazer um sweoo. Smile
..Fora de PT
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 4950
Idade : 23
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Paulo Lemos em Qua Abr 05, 2017 3:27 am

PNicolau escreveu:Talvez ajude: eu ainda há dias ouvi uma collybita em habitat de nidificação a fazer um sweoo. Smile
..Fora de PT

E como sabes que era uma nidificante?
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1439
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por PNicolau em Qua Abr 05, 2017 4:40 am

Porque está a cantar no mesmo local desde que chegou há poucas semanas atrás. E o vi também outro indivíduo fazer um sweeo noutro território ocupado.
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 4950
Idade : 23
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Paulo Lemos em Qua Abr 05, 2017 12:02 pm

Bem... eu costumo ouvir esta espécie cantar, pelo menos até fins de Março aqui e durante dias no mesmo local, e também ouço muitos "swweo". Mas deves ter razão, não digo que não...
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1439
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por PNicolau em Qua Abr 05, 2017 3:32 pm

Paulo Lemos escreveu:Bem... eu costumo ouvir esta espécie cantar, pelo menos até fins de Março aqui e durante dias no mesmo local, e também ouço muitos "swweo". Mas deves ter razão, não digo que não...
Eu estou Inglaterra onde a espécie é nidificante, não invernante. Uma ave a cantar há uma semana no mesmo arbusto está a defender território, não há muito para especular.
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 4950
Idade : 23
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Paulo Lemos em Qua Abr 05, 2017 4:29 pm

PNicolau escreveu:
Eu estou  Inglaterra

Ah! Wink Muito obrigado pelo melhor esclarecimento Very Happy Very Happy .
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1439
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Paulo Lemos em Sex Abr 07, 2017 8:24 am

Hoje, nas Caldas da Rainha: uma a cantar bem alto num eucalipto, duas a vocalizar "normalmente" (ambas afastadas da 1ª) e uma com grito variante.

Ainda andam por cá. Menos, mas não raras.
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1439
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por PNicolau em Qui Abr 13, 2017 3:04 am

Esta discussão chegou além-fronteiras. Observadores no Reino Unido e Alemanha começaram a reportar taxas elevadas destes chamamentos.
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 4950
Idade : 23
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Paulo Lemos em Qui Abr 13, 2017 4:35 am

Agora outra questão. E registos antigos desta abundância, pelo menos cá em Portugal?

Alguém tem, alguém se recorda? Mais um "espaço em branco"?
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1439
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por João Tomás em Qui Abr 13, 2017 6:25 am

PNicolau escreveu:Esta discussão chegou além-fronteiras. Observadores no Reino Unido e Alemanha começaram a reportar taxas elevadas destes chamamentos.

Mas esses registos são deste mês?
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2541
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por João Tomás em Dom Maio 21, 2017 11:10 am

A Phy col que tenho acompanhado aqui na UTAD vai permanecendo e continua com o mesmo call tão discutido neste tópico. Para além disso, tem-se mantido no mesmo território e hoje, que estive mais atento, por várias vezes (6-7 vezes) andava a recolher insectos no topo dos carvalhos deslocando-se depois para o interior de um silvado com a comida no bico. Estranho é que apenas vejo uma ave e Phy ibe há umas quantas à volta. A fêmea poderá estar no ninho, o estranho é que apenas tenho visto uma Phy col desde há algumas semanas... ou então está a armazenar alimento para o verão x) ou por fim, casou-se com uma Phy ibe!
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2541
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por PNicolau em Dom Maio 21, 2017 11:38 am

Tenta seguir com atenção porque registos confirmados de collybita em Portugal só há muito poucos.
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 4950
Idade : 23
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Paulo Lemos em Dom Maio 21, 2017 1:16 pm

Mas é um macho confirmado? Como sabes que é uma Phy col?

Em Abril, também ouvi por dias seguidos num eucaliptal cheio de carrascos altos no estrato logo abaixo, uma ibericus algo estranha no canto. Não emitiu alarmes. Entretanto nunca mais visitei o local e não consegui gravações (o meu tlm não é o melhor para isso).
Não há muitas ibericus a nidificar neste Concelho e vizinhos, e é a segunda ou terceira (pelo menos) que soa algo "intermédia" entre as duas "espécies".
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1439
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por João Tomás em Dom Maio 21, 2017 2:37 pm

PNicolau escreveu:Tenta seguir com atenção porque registos confirmados de collybita em Portugal só há muito poucos.

Não quero perder por nada deste mundo Laughing

Paulo Lemos escreveu:Mas é um macho confirmado? Como sabes que é uma Phy col?
Eu nunca disse que era um macho. Eu disse que como apenas vi uma Phy col a transportar comida, ou a fêmea estaria a incubar os ovos ou então estaria a armazenar a comida para o verão agreste que se irá sentir. Se já houvesse crias muito provavelmente observaria duas aves, o que não aconteceu. A id de Phy col foi baseada essencialmente pelo call, que é o que se tem discutido nos últimos tempos.. o "swwweoo". Para além disso, é uma ave que apresenta uma plumagem com uns tons verdes mais apagados, que favorece a Phy col e não a Phy ibe. Mas a id é essencialmente pelo call (nunca a ouvi cantar).
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2541
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Paulo Lemos em Dom Maio 21, 2017 3:05 pm

Só queria saber essa informação, e não colocar em causa (apesar de, mesmo assim... hum... estas duas espécies darão garantias em simples observação?).

Quanto à alimentação das crias, cuidado. Eu procuraria já o ninho. Pela minha experiência, e também testemunho (ou mais do que isso, não sei) do Christian Stadie, entre nós (mais Sul na Europa) há passeriformes muito menos "obrigados" a cuidar das crias do que no Norte, de onde grande da informação sobre as espécies vem. Sobretudo nos machos é evidente, há os que se negam por completo. Tem sido muitas vezes possível em confirmar isso em liberdade, semi-liberdade e cativeiro.
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1439
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Paulo Lemos em Seg Maio 22, 2017 5:17 am

Paulo Lemos escreveu:

Em Abril, também ouvi por dias seguidos num eucaliptal cheio de carrascos altos no estrato logo abaixo, uma ibericus algo estranha no canto.

Bem... afinal, sempre fiz e tinha aqui a gravação, e foi com a máquina fotográfica, portanto talvez se safe. Agora vou ali e já venho, finalmente comprar umas colunas para conseguir editar isto (mal se ouve a ave, no meio de outras).
Jurei que nunca mais comprava umas colunas pro PC... nunca duram mais de meses, sabe-se lá porquê...
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1439
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Pedro Pereira em Dom Maio 28, 2017 4:11 am

João Tomás escreveu:

Paulo Lemos escreveu:Mas é um macho confirmado? Como sabes que é uma Phy col?
Eu nunca disse que era um macho. Eu disse que como apenas vi uma Phy col a transportar comida, ou a fêmea estaria a incubar os ovos ou então estaria a armazenar a comida para o verão agreste que se irá sentir. Se já houvesse crias muito provavelmente observaria duas aves, o que não aconteceu. A id de Phy col foi baseada essencialmente pelo call, que é o que se tem discutido nos últimos tempos.. o "swwweoo". Para além disso, é uma ave que apresenta uma plumagem com uns tons verdes mais apagados, que favorece a Phy col e não a Phy ibe. Mas a id é essencialmente pelo call (nunca a ouvi cantar).

João, confirmaste que o call é o "swwweoo" da Phy col e não o chamamento típico da Phy ibe?

Dizes que não ouviste cantar Phy col. Estou a supor que ouviste cantar Phy ibe. A que distância canta a Phy ibe mais próxima do local onde vês a ave a transportar comida?

Se a distância for muito curta poderão ser um casal.

É de esperar que as Phy col cantem durante a incubação e durante o período de alimentação das crias. Se a ave que vês a transportar comida é um macho, então a fêmea deverá estar a incubar. Se for uma fêmea, então a própria fêmea deverá estar a alimentar as crias (os machos raramente o fazem). Em ambas as situações, deveria haver um macho a cantar.

Por isso, as hipóteses mais prováveis indicam que será um casal híbrido (em que o macho é Phy ibe) ou que ambas as aves são Phy ibe.
avatar
Pedro Pereira

Número de Mensagens : 235
Idade : 32
Local : Centro-Sul
Data de inscrição : 30/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por João Tomás em Seg Maio 29, 2017 1:43 pm

Pedro Pereira escreveu:João, confirmaste que o call é o "swwweoo" da Phy col e não o chamamento típico da Phy ibe?

Dizes que não ouviste cantar Phy col. Estou a supor que ouviste cantar Phy ibe. A que distância canta a Phy ibe mais próxima do local onde vês a ave a transportar comida?

Se a distância for muito curta poderão ser um casal.

É de esperar que as Phy col cantem durante a incubação e durante o período de alimentação das crias. Se a ave que vês a transportar comida é um macho, então a fêmea deverá estar a incubar. Se for uma fêmea, então a própria fêmea deverá estar a alimentar as crias (os machos raramente o fazem). Em ambas as situações, deveria haver um macho a cantar.

Por isso, as hipóteses mais prováveis indicam que será um casal híbrido (em que o macho é Phy ibe) ou que ambas as aves são Phy ibe.

Sim confirmei Pedro. Era claramento o "swweeeooo" que fomos falando neste tópico e que eu prórpio me fui habituando durante este Outono e Inverno. Em abril e maio (aliás, esta Primavera) não escutei qualquer macho de Phy col a cantar e apena acompanhei este indivíduo sempre a emitir o tal "swweoo". Ora, em torno do suposto ninho já escutei pelo menos 2 machos de Phy ibe a cantar (mais ou menos 10-20 m em redor do ninho).

Eu pensei na hipótese de haver cruzamento de Phy col com Phy ibe mas esperava observar duas aves nos arredores do ninho. Se forem duas Phy ibe, a ave que observo "imita" bem as Phy col e tem uns tons de plumagem mais apagados. Vou tentar acompanhar e gravar os chamamentos.
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2541
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chamamentos variáveis de Phylloscopus collybita

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum