CAC

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

CAC

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Jun 14, 2017 2:04 am

NOTA: Este tópico nasceu por cisão de um outro tópico, no qual se começou a debater a questão do CAC.


pedro121 escreveu:Quais dados, os do CAC ou os do eBird?

Os dados do CAC não faço ideia da qualidade mas a julgar por aquilo que se passou na minha antiga quadrícula, receio bem que haja dados de baixíssima qualidade.

Quanto aos dados do eBird, bem, na realidade são o resultado de tudo aquilo que é para lá despejado. Se os dados do CAC tiverem pouca qualidade, isso vai afectar a qualidade global dos dados do eBird.


Última edição por Gonçalo Elias em Seg Jun 26, 2017 6:53 am, editado 1 vez(es)
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18159
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAC

Mensagem por Daniel Raposo em Qua Jun 14, 2017 2:15 am

Gonçalo Elias escreveu:Os dados do CAC não faço ideia da qualidade mas a julgar por aquilo que se passou na minha antiga quadrícula, receio bem que haja dados de baixíssima qualidade.

Queres clarificar?
avatar
Daniel Raposo

Número de Mensagens : 125
Idade : 37
Local : Almada/Cercal do Alentejo
Data de inscrição : 16/12/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAC

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Jun 14, 2017 2:56 am

Daniel Raposo escreveu:
Gonçalo Elias escreveu:Os dados do CAC não faço ideia da qualidade mas a julgar por aquilo que se passou na minha antiga quadrícula, receio bem que haja dados de baixíssima qualidade.

Queres clarificar?

Sem problema.

É algo de que me apercebi há muito pouco tempo (na semana passada, creio).

Quando o CAC foi lançado em 2004 eu visitei uma quadrícula na zona de Coruche. Repeti a visita em 2005.
A partir de 2006 deixei de realizar a visita.

Entretanto há dias reparei que alguém (não sei quem, pois no eBird surge com o user "PortugalAves") terá feito a visita CAC a esta mesma quadrícula em 2007 (e só em 2007).
Até aqui tudo bem, dada a minha indisponibilidade para continuar, a coordenação do projecto terá procurado arranjar alguém para dar continuidade à visita.

No entanto, quando comecei a olhar para os dados da visita com atenção, fiquei preocupado.

Deixo alguns exemplos que ilustram o motivo da minha preocupação:

Exemplo - ponto número 2
visita 1 de 2004 (eu, 18 de Abril) - 7 espécies
visita 2 de 2004 (eu, 16 de Maio) - 12 espécies
visita 1 de 2005 (eu, 7 de Abril) - 11 espécies
visita 2 de 2005 (eu, 7 de Maio) - 10 espécies
visita 1 de 2007 ("PortugalAves", 24 de Abril) - 4 espécies
visita 2 de 2007 ("PortugalAves", 30 de Maio) - 4 espécies

Exemplo - ponto número 4
visita 1 de 2004 (eu, 18 de Abril) - 8 espécies
visita 2 de 2004 (eu, 16 de Maio) - 11 espécies
visita 1 de 2005 (eu, 7 de Abril) - 9 espécies
visita 2 de 2005 (eu, 7 de Maio) - 9 espécies
visita 1 de 2007 ("PortugalAves", 24 de Abril) - 5 espécies
visita 2 de 2007 ("PortugalAves", 30 de Maio) - 5 espécies

Exemplo - ponto número 9
visita 1 de 2004 (eu, 18 de Abril) - 18 espécies
visita 2 de 2004 (eu, 16 de Maio) - 13 espécies
visita 1 de 2005 (eu, 7 de Abril) - 14 espécies
visita 2 de 2005 (eu, 7 de Maio) - 11 espécies
visita 1 de 2007 ("PortugalAves", 24 de Abril) - 4 espécies
visita 2 de 2007 ("PortugalAves", 30 de Maio) - 1 espécie

Exemplo - ponto número 20
visita 1 de 2004 (eu, 18 de Abril) - 8 espécies
visita 2 de 2004 (eu, 16 de Maio) - 9 espécies
visita 1 de 2005 (eu, 7 de Abril) - 10 espécies
visita 2 de 2005 (eu, 7 de Maio) - 10 espécies
visita 1 de 2007 ("PortugalAves", 24 de Abril) - 3 espécies
visita 2 de 2007 ("PortugalAves", 30 de Maio) - 3 espécies


Esta situação repete-se em quase todos os 20 pontos: o número de espécies em 2007 caiu para menos de metade e nalguns deles caiu para menos de um terço (na segunda visita do ponto 9, que era um dos mais ricos, caiu para menos de um décimo!). Claramente o observador que fez a visita em 2007 tinha poucas competências de identificação de aves e deixou escapar uma data de espécies (para além de ter inserido coisas bastante duvidosas, como por exemplo uma Alauda arvensis no ponto 15 na visita de 30 de Maio e Corvus corax em três pontos diferentes, mas sem um único registo em qualquer dos 20 pontos de C. corone, que é o corvídeo negro mais comum na área). Tudo isto é preocupante, não apenas pelo impacto que tem no eBird, mas acima de tudo pelo que isto representa para o próprio CAC, uma vez que esta visita vai contribuir para estabelecer tendências regressivas que não têm correspondência com a realidade.

Não sei se esta realidade acontece noutras zonas do país, mas esta situação leva-me a olhar para os dados do CAC (e para as tendências que são apresentadas nos relatórios) com bastantes reservas.


Última edição por Gonçalo Elias em Qua Ago 16, 2017 9:35 am, editado 2 vez(es) (Razão : corrigi algumas datas que estavam incorrectas)
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18159
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAC

Mensagem por pedro121 em Qua Jun 14, 2017 3:10 am

Gonçalo Elias escreveu:
Não sei se esta realidade acontece noutras zonas do país, mas esta situação leva-me a olhar os dados do CAC (e as tendências que são apresentadas nos relatórios) com bastantes reservas.

Há muito tempo atrás eu fui a uma formação do CAC, na altura o que vi da metodologia convenceu-me a não fazer CAC, precisamente por se basear numa serie de contagens estacionarias, ora eu na altura era mesmo muito mau com sons, não iria ser capaz de identificar nem metade dos passeriformes só pelos sons, mesmo hoje em dia continuo a ser fraco e muito lento, demoro muito tempo a fazer a id, numa contagem de 5 minutos quase que não tinha tempo de identificar trigueirão. Smile
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 10187
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAC

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Jun 14, 2017 3:14 am

pedro121 escreveu:
Gonçalo Elias escreveu:
Não sei se esta realidade acontece noutras zonas do país, mas esta situação leva-me a olhar os dados do CAC (e as tendências que são apresentadas nos relatórios) com bastantes reservas.

Há muito tempo atrás eu fui a uma formação do CAC, na altura o que vi da metodologia convenceu-me a não fazer CAC, precisamente por se basear numa serie de contagens estacionarias, ora eu na altura era mesmo muito mau com sons, não iria ser capaz de identificar nem metade dos passeriformes só pelos sons, mesmo hoje em dia continuo a ser fraco e muito lento, demoro muito tempo a fazer a id, numa contagem de 5 minutos quase que não tinha tempo de identificar trigueirão.  Smile

Formação é aqui a palavra-chave. Claro que ninguém é obrigado a colaborar se não se sentir à vontade, mas deveria assegurar-se que aqueles que colaboram recebem formação suficiente para conseguirem recolher dados com qualidade. Caso contrário isto serve para quê?
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18159
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAC

Mensagem por pedro121 em Qua Jun 14, 2017 3:24 am

Gonçalo Elias escreveu:
Formação é aqui a palavra-chave. Claro que ninguém é obrigado a colaborar se não se sentir à vontade, mas deveria assegurar-se que aqueles que colaboram recebem formação suficiente para conseguirem recolher dados com qualidade. Caso contrário isto serve para quê?

Sim, mas a formação que foi dada foi da metodologia, e foi bastante boa, só que para fazer CAC tens que ter boas competências de identificação, principalmente auditiva e eu não as tinha.

Ou seja, na altura eu tive também formação para fazer RAM, e ai não tive grandes problemas, porque na realidade na maioria das espécies a identificação é mais ou menos directa, e nos casos em que não é (painhos, moleiros juvenis, hirundo/paradisea) é tudo corrido a pares de espécies e pronto Smile Mas os dados são "seguros", tem variáveis, estado do tempo, numero de observadores, experiência do observador, mas são seguros, pelo menos até ao género mesmo nos casos mais difíceis, e podem ser analisados.

Os dados do CAC são mais difíceis de analisar devido a terem mais variáveis.

Agora o que é certo é que a montanha de lista do CAC teve impacto nos gráficos de frequência, é certo que esse impacto é limitado nas espécies agro-florestais, mas tem peso noutras espécies.

avatar
pedro121

Número de Mensagens : 10187
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAC

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Jun 14, 2017 3:38 am

pedro121 escreveu:Sim, mas a formação que foi dada foi da metodologia, e foi bastante boa

Pois eu sei, só que acho que não chega dar formação da metodologia (essa é a parte fácil). É necessário dar formação, e muita, visando desenvolver competências de identificação. E é nessa parte que não se apostou tanto, parece-me...
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18159
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAC

Mensagem por PNicolau em Qua Jun 14, 2017 4:05 am

Esta queda brusca em muitas especies so mostra que as especies detectadas sao muito poucas, e estamos a ser inundados com listas com muito pouco conteudo que v^em diluir tudo.
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 4974
Idade : 23
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAC

Mensagem por Daniel Raposo em Qua Jun 14, 2017 4:08 am

Quando me voluntariei para o CAC em 2012 foi com a intenção de me juntar a alguém mais experiente e ir aprendendo. Ao invés disso, foi-me atribuída uma quadricula (a qual tive que começar de raiz, escolhendo os pontos de escuta).

Quando questionei se as minhas limitações (enormes, à altura) a nível da identificação não seriam contraproducentes, a resposta que obtive foi algo do género "antes alguém com limitações do que não ter ninguém". Por estas e por outras, confesso que hoje me questiono se vale a pena levantar-me cedo 2 vezes por ano para ir fazer as contagens... Rolling Eyes
avatar
Daniel Raposo

Número de Mensagens : 125
Idade : 37
Local : Almada/Cercal do Alentejo
Data de inscrição : 16/12/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAC

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Jun 14, 2017 7:36 am

Daniel Raposo escreveu:"antes alguém com limitações do que não ter ninguém"

Uma resposta dessas sugere que a qualidade da informação deixou de ser importante... Rolling Eyes
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18159
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAC

Mensagem por AndreVieira em Qua Jun 14, 2017 9:06 am

Não se pode comparar uma lista de 5 minutos do CAC com uma lista de 30 minutos, 60 min, etc, que se vão vendo no ebird.
Em 5 minutos vês naturalmente poucas espécies (ainda por cima não podes deslocar-te).
Acho que o problema raiz não é o CAC. O problema é estarmos a colocar tudo ao mesmo nível, ou sejas, as listas curtas e as listas longas e as listas gigantescas. E isso distorce os resultados gerais n ebird.

AndreVieira

Número de Mensagens : 219
Idade : 43
Local : Faial - Açores
Data de inscrição : 29/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

CAC

Mensagem por Gonçalo Elias em Sab Jun 24, 2017 4:52 pm

O CAC foi lançado em 2004 mas o último relatório é de 2011 (publicado em Março de 2013).

http://www.spea.pt/fotos/editor2/relatoriocac_2011.pdf

Haverá mais algum relatório feito mas não publicado no site?
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18159
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAC

Mensagem por João Tomás em Sab Jun 24, 2017 5:22 pm

Gonçalo Elias escreveu:O CAC foi lançado em 2004 mas o último relatório é de 2011 (publicado em Março de 2013).

http://www.spea.pt/fotos/editor2/relatoriocac_2011.pdf

Haverá mais algum relatório feito mas não publicado no site?

A ver o que aparece por este tópico Smile o que poderá andar por aí escondido!
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2605
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAC

Mensagem por Gonçalo Elias em Sex Ago 18, 2017 2:00 pm

Enquanto isso, em Espanha já saiu o relatório de 2015, não apenas do SACRE (o CAC espanhol) mas de todos os outros programas de monitorização.

http://www.seo.org/boletin/seguimiento/boletin/2015/
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18159
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAC

Mensagem por conspicillata em Dom Ago 20, 2017 4:47 pm

Querias dizer que já saiu o de 2016 Smile está aqui http://www.seo.org/boletin/seguimiento/boletin/2016/

abraços
Carlos

conspicillata

Número de Mensagens : 249
Idade : 41
Local : Évora
Data de inscrição : 02/07/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAC

Mensagem por Gonçalo Elias em Dom Ago 20, 2017 5:24 pm

Ah que fixe por alguma razão esse escapou-me. Vou ver.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 18159
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAC

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum