Censo de Ardea alba

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Censo de Ardea alba

Mensagem por João Tomás em Qui Dez 07, 2017 3:23 pm

Boa noite,

Visto que este Inverno não haverá "dia da águia-pesqueira", gostaríamos de aproveitar para tentar fazer um censo dirigido a outra espécie.
Ocorreu-nos o caso da Ardea alba enquanto espécie invernante em território nacional.

Antes de divulgar esta ideia por outros canais, decidimos apresentar primeiro a ideia aqui no Forum Aves, pois gostaríamos de saber a vossa opinião.
Achariam um censo exequível? E que prós e contras conseguem encontrar para sua realização?

Ficamos a aguardar as vossas opiniões.

Gonçalo Elias
João Tomás
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3008
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por Samuel Patinha em Qui Dez 07, 2017 4:52 pm

Bem, pelo que conheço da espécie, embora ache a ideia engraçada, o território onde podem andar (entenda-se área) é muito maior que o das águias-pesqueiras, e esse mesmo território varia de ano para ano, depende dos campos e até das marés. Além que por vezes escolhem terrenos que não dá para as ver, isto é, atrás de caniçal, zonas sem acesso, etc. Por outro lado, quando se dá com uma, normalmente estão todas juntas Very Happy e vêem-se bem ao longe.
Em suma, tem prós e contras como qualquer espécie... porque não?

Samuel Patinha

Número de Mensagens : 38
Local : Aveiro
Data de inscrição : 27/10/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por João Tomás em Sex Dez 08, 2017 12:45 pm

Samuel Patinha escreveu:Bem, pelo que conheço da espécie, embora ache a ideia engraçada, o território onde podem andar (entenda-se área) é muito maior que o das águias-pesqueiras, e esse mesmo território varia de ano para ano, depende dos campos e até das marés. Além que por vezes escolhem terrenos que não dá para as ver, isto é, atrás de caniçal, zonas sem acesso, etc. Por outro lado, quando se dá com uma, normalmente estão todas juntas  e vêem-se bem ao longe.
Em suma, tem prós e contras como qualquer espécie... porque não?

Pois, tem a desvantagem de não possuir uma distribuição tão localizada como a pesqueira. Mas poderemos transformar isso numa vantagem, pois permite que o pessoal de todo o país consiga ver pelo menos uma Ard alb Smile o que é bom para a confiança!
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3008
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por Daniel Raposo em Sex Dez 08, 2017 5:40 pm

Eu acho que é uma espécie interessante para ser alvo de um censo, mas estou curioso quanto à metodologia a utilizar...
avatar
Daniel Raposo

Número de Mensagens : 129
Idade : 38
Local : Seixal/Cercal do Alentejo
Data de inscrição : 16/12/2015

http://bicho-do-mato.blogs.sapo.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por Gonçalo Elias em Sab Dez 09, 2017 1:58 am

Não é muito fácil e temos de ter consciência de que a primeira tentativa pode dar resultados muito incompletos.

No caso da pesqueira houve uma enorme evolução de metodologia e resultados ao longo dos três anos de censo.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 19057
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por Pedro Fernandes em Sab Dez 09, 2017 4:52 am

Parece-me uma boa ideia. E, a realizar-se, este censo seria também feito em território espanhol?
avatar
Pedro Fernandes

Número de Mensagens : 687
Local : Rabat
Data de inscrição : 01/07/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por Pedro Lopes Moreira em Sab Dez 09, 2017 5:44 am

Concordo que Ardea alba é uma boa escolha mas imagino que, simultâneamente, também se poderiam contar Platalea leucorodia e Phoenicopterus roseus.

Pedro Lopes Moreira

Número de Mensagens : 256
Data de inscrição : 31/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por João Tomás em Sab Dez 09, 2017 11:18 am

Gonçalo Elias escreveu:Não é muito fácil e temos de ter consciência de que a primeira tentativa pode dar resultados muito incompletos.

No caso da pesqueira houve uma enorme evolução de metodologia e resultados ao longo dos três anos de censo.

Pois, é de esperar que o primeiro ano, a acontecer, fique muito abaixo da realidade. Mas não custa tentar Smile

Pedro Fernandes escreveu:Parece-me uma boa ideia. E, a realizar-se, este censo seria também feito em território espanhol?

Pois, é uma possibilidade. Mas para já tínhamos pensado apenas em PT.

Pedro Lopes Moreira escreveu:Concordo que Ardea alba é uma boa escolha mas imagino que, simultâneamente, também se poderiam contar Platalea leucorodia e Phoenicopterus roseus.

É uma hipótese. Mas já começam a ser muitas espécies e números grandes para se contar.
Seria uma hipótese se houvesse equipas bem montadas nas principais áreas de ocorrência Smile
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3008
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por Gonçalo Elias em Sab Dez 09, 2017 5:11 pm

O caso dos flamingos parece-me muito complicado.

Os grupos mais significativos concentram-se em áreas muito difíceis de contar, particularmente no estuário do Tejo, creio que não é possível fazer uma contagem decente sem dispor de meios logísticos que não estão ao alcance de voluntários. Este artigo recente da Wilder dá uma noção dos números aqui envolvidos:
http://www.wilder.pt/historias/nunca-contaram-tantos-flamingos-no-estuario-do-tejo/
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 19057
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por pedro121 em Dom Dez 10, 2017 1:55 am

Eu questiono a escolha da espécie, embora verdade seja dita não me lembro de alternativas viáveis.

Mas de qualquer modo este tipo de censo só é viável se for dirigido a uma única espécie.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 10735
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por João Tomás em Dom Dez 10, 2017 10:49 am

pedro121 escreveu:Eu questiono a escolha da espécie, embora verdade seja dita não me lembro de alternativas viáveis.

Bem, haveria um leque de espécies que partilham os mesmos habitats e comportamentos da Ardea alba. Íbis, colhereiros, flamingos, garças-brancas-pequenas, garça-real, etc, etc. Excluíram-se algumas pela dificuldade de as contar, já que se concentram em bandos de centenas ou milhares (íbis e flmaingos), tarefa não muito fácil para voluntários. Ficaram os colhereiros e as garças... escolhemos a garça-branca-grande Smile 

Poderíamos tentar censar mais do que uma espécie ao mesmo tempo mas achamos igualmente que é contraproducente e, só com equipas muito bem organizadas e conhecedoras das diferentes espécies é que se conseguiriam bons resultados.
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3008
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por João Tomás em Dom Dez 10, 2017 6:28 pm

Já que ninguém arrisca, e esperando mesmo que o censo vá para a frente (já me tirou uma hora de vida para chegar a esta estimativa), eu estou em crer que existirão cerca de 400-500 Ardea alba para contar em PT continental. E já estou a apresentar números muito por baixo do que realmente acho x)

Vá não levem muito a sério o que disse  Razz isto já é o avançar das horas!
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3008
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por João Tomás em Dom Dez 10, 2017 6:37 pm

Já agora deixo uma notícia com números da espécie em Espanha, no âmbito do último atlas das espécies invernantes.

https://birdingiberia.wordpress.com/2016/12/30/garceta-grande-una-historia-de-recuperacion/
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3008
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Dez 11, 2017 1:14 am

Eu vou ser muitíssimo mais conservador. Sei bem que no Mondego p.ex. há muitas mas no sul do país o panorama é muito diferente. Aponto para 200.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 19057
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por João Tomás em Seg Dez 11, 2017 3:04 am

Vamos a ver no que dá 😀 estão lançados os meus e os teus "dados" x)
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3008
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por pedro121 em Seg Dez 11, 2017 3:10 am

este ano está tudo muito seco...
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 10735
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por João Tomás em Seg Dez 11, 2017 5:08 am

pedro121 escreveu:este ano está tudo muito seco...

Vamos ver se a chuva cai mais ou menos a sério até ao dia 20 Smile eu já apostei!
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3008
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por HL em Seg Dez 11, 2017 6:00 am

Dependendo da data podem contar comigo.

pedro121 escreveu:este ano está tudo muito seco...
Pode ser um ponto a favor. Pode haver tendência para os indivíduos se concentrarem mais.

Gonçalo Elias escreveu:No caso da pesqueira houve uma enorme evolução de metodologia e resultados ao longo dos três anos de censo.
Acho que seria interessante, avaliar a área efectivamente coberta pelos voluntários. Por exemplo, no caso das pesqueiras, duvido que em albufeiras grandes tenha sido possível cobrir, ou mesmo apenas varrer todos os braços da mesma, quer por falta de acesso, quer por falta de visibilidade.

e um censo de Alopochen?
avatar
HL

Número de Mensagens : 569
Idade : 31
Local : Baixo Alentejo/Douro Litoral
Data de inscrição : 06/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por José Frade em Seg Dez 11, 2017 1:37 pm

Gonçalo Elias escreveu:Eu vou ser muitíssimo mais conservador. Sei bem que no Mondego p.ex. há muitas mas no sul do país o panorama é muito diferente. Aponto para 200.
Tendo visto 5 no domingo só na lagoa de Santo André, aposto que serão mais de 200.
avatar
José Frade

Número de Mensagens : 3292
Idade : 51
Local : Parede
Data de inscrição : 04/08/2011

http://www.flickr.com/photos/j_frade/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Dez 11, 2017 1:41 pm

José Frade escreveu:
Gonçalo Elias escreveu:Eu vou ser muitíssimo mais conservador. Sei bem que no Mondego p.ex. há muitas mas no sul do país o panorama é muito diferente. Aponto para 200.
Tendo visto 5 no domingo só na lagoa de Santo André, aposto que serão mais de 200.

sim, é provável, eu um dia destes vou rever a minha estimativa Smile
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 19057
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por João Tomás em Seg Dez 11, 2017 1:50 pm

Gonçalo Elias escreveu:sim, é provável, eu um dia destes vou rever a minha estimativa 

I hope so... para mais :p
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3008
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por Carlos Pacheco em Dom Dez 17, 2017 7:54 am

Boa tarde,

Pois não é um censo fácil, mas creio que era de valor. Alguns comentários aos comentários anteriores e algumas sugestões.

Daniel Raposo escreveu:Eu acho que é uma espécie interessante para ser alvo de um censo, mas estou curioso quanto à metodologia a utilizar...

A metodologia terá que ser do mesmo género da que se realiza para outros censos dirigidos em que não há pontos de concentração como dormitórios: prospecção dirigida às áreas com habitat potencial. A dificuldade com esta espécie é que estas áreas são imensas em Portugal. Desde lagoas, albufeiras, caniçais e esturários, arrozais e outros campos agrícolas que inundem e ainda rios e ribeiras e pequenas charcas de abeberamento de gado, sendo estes três últimos biótopos os mais extensos e difíceis de contabilizar, embora por outro lado sejam também (possivelmente) os que contém a menor proporção do efectivo.
Do meu ponto de vista, será muito difícil fazer um censo com uma cobertura total (ou pelo menos tão boa como a que foi feita para a águia-pesqueira), mas será perfeitamente possível cobrir as áreas mais importantes e ficar com uma muito boa ideia do efectivo envolvido e das principais áreas de ocorrência, mesmo que se espere que seja uma sub-estimativa. Eu vivo bem com isso.

Gonçalo Elias escreveu:O caso dos flamingos parece-me muito complicado.

Concordo. Não será nada fácil, até porque a divergência para estes teria que ser grande dados os números envolvidos e também será de grande dificuldade em alguns locais. De qualquer forma não chocaria ninguém que se pudessem colocar números de outras espécies não alvo do censo.

Pedro Ramalho escreveu:Eu questiono a escolha da espécie, embora verdade seja dita não me lembro de alternativas viáveis.

Mas de qualquer modo este tipo de censo só é viável se for dirigido a uma única espécie.

Tenho que discordar, Pedro. Há outra espécie que assentava num censo conjunto com Ardea alba que nem uma luva, a Cegonha-preta. Frequenta o mesmo tipo de habitats no inverno, será igualmente escassa em algumas regiões, especialmente no interior, onde os locais favoráveis se encontram muito dispersos, sendo alguns deles bastante inacessíveis. Como ponto positivo está o facto de haver cada vez mais aves invernantes e mais áreas de invernada com tendência para serem, ou que já são, regulares.
Há muitos anos que venho a compilar informação sobre esta espécie, pelo que terei todo o gosto em ajudar a coordenar o censo. Fica desde já a disponibilidade.

Quanto à data, no caso da cegonha-preta o ideal seria mais cedo, pois em finais de Janeiro poderão já estar a haver movimentos de retorno às áreas de nidificação, mas se não for possível, serve.
Deixava uma sugestão que era não "fechar" o censo num único dia, mas ter um período um pouco mais alargado. Idealmente as áreas mais importantes deveriam ser contadas num espaço de tempo o mais curto possível, mas deveria haver margem para ir visitando outros locais durante mais uns dias, dado que é impossível visita-los todos num só dia.

Aguardo o vosso feedback.

Carlos
avatar
Carlos Pacheco

Número de Mensagens : 1192
Idade : 45
Local : Odemira
Data de inscrição : 27/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por Carlos Pacheco em Dom Dez 17, 2017 7:57 am

Já me esquecia: Prognóstico - 300 Ardea alba.
Para cegonha-preta 40-60
avatar
Carlos Pacheco

Número de Mensagens : 1192
Idade : 45
Local : Odemira
Data de inscrição : 27/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Dez 18, 2017 4:39 pm

Censo nacional de Garça-branca-grande - 20 e 21 de Janeiro 2018

O portal avesdeportugal.info vai organizar o 1º censo nacional da garça-branca-grande (Ardea alba). Este censo irá decorrer nos dias 20 e 21 de Janeiro. Sendo esta a primeira edição, o principal objectivo será o de obter uma primeira estimativa do número de garças-brancas-grandes que invernam em Portugal e, acima de tudo, perceber quais os locais mais importantes para a sua invernada.

QUEM PODE PARTICIPAR?
Neste censo poderão participar todas as pessoas interessadas, sendo que o único requisito que pedimos é que saibam identificar uma garça-branca-grande.

COMO IDENTIFICAR A GARÇA-BRANCA-GRANDE
A garça-branca-grande ocorre quase sempre perto de água e apresenta três características principais:
- tamanho muito grande, semelhante ao de uma garça-real (Ardea cinerea)
- plumagem totalmente branca
- bico longo e amarelo
Esta garça pode confundir-se com duas outras espécies de ardeídeos que ocorrem em Portugal:
a garça-branca-pequena (Egretta garzetta), mas esta espécie apresenta bico preto e não amarelo, e a garça-boieira (Bubulcus ibis), porém esta espécie é muito mais pequena, a plumagem apresenta frequentemente tons alaranjados e o seu bico é muito mais curto, além de que ocorre frequentemente longe de água.
Sugerimos a consulta às fichas do portal Aves de Portugal das três espécies mencionadas, onde se encontra uma descrição mais detalhada de cada espécie:
Garça-branca-grande – http://www.avesdeportugal.info/egralb.html
Garça-branca-pequena – http://www.avesdeportugal.info/egrgar.html
Garça-boieira - http://www.avesdeportugal.info/bubibi.html

ONDE PARTICIPAR?
Dado que a garça-branca-grande frequenta habitats com água, são estes locais que mais interessa visitar, nomeadamente:
- zonas húmidas costeiras (estuários, rias e lagoas)
- campos agrícolas inundados, como restolhos de arroz
- zonas húmidas interiores, como pauis e albufeiras

COMO PROCURAR?
Há duas formas de contabilizar estas garças: nos dormitórios e nos locais de alimentação. À partida não sabemos qual dos métodos é mais eficaz, até porque nem todos os dormitórios são conhecidos, por isso sugerimos uma abordagem mista.
Assim, em locais onde saiba da existência de um dormitório de ardeídeos (garças) poder-se-á aproveitar o facto de as garças estarem todas a descansar juntas para se fazer a contagem. Aqui é necessário distinguir bem as espécies, pois muitos dormitórios tendem a congregar mais de uma espécie. Isto poderá ser realizado ao início do dia quando as aves deixam o dormitório mas, o mais aconselhado, será ao fim do dia quando as aves se dirigem para o mesmo. Esta estratégia funciona como complemento às prospeções que façam nos locais de visita.
Paralelamente, podem ser prospectados os locais de alimentação, onde as garças passam uma grande parte do dia, em busca de alimento.

COMO PARTICIPAR?
Para participarem neste censo bastará responderem a esta publicação com o nome e o local que têm interesse em prospectar no dia do censo. À semelhança do censo da águia-pesqueira haverá locais considerados “hotspots” para a garça-branca-grande, uma vez que, em termos históricos costumam concentrar um grande número de indivíduos. Nestas zonas, é nossa intenção que haja uma equipa local organizada por um coordenador, no sentido de se conseguir visitar toda a área e prevenindo a duplicação de aves.
Os “hotspots” para a espécie e os coordenadores já definidos serão:
Ria de Aveiro – Pedro Moreira
Vale e foz do Mondego – a definir
Estuário do Tejo – Pedro Inácio
Estuário do Sado – a definir

Em complemento a este censo, pedimos, se possível, que registem também todos os colhereiros e cegonhas-pretas que encontrem durante o dia.

avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 19057
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por HL em Ter Dez 19, 2017 2:22 am

Hugo Lousa - Albufeira do Roxo (Ervidel)
Natasha Silva - Açude da Apariça (Castro Verde)
avatar
HL

Número de Mensagens : 569
Idade : 31
Local : Baixo Alentejo/Douro Litoral
Data de inscrição : 06/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Censo de Ardea alba

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum