LOCAL: Lagoa de Obidos

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por João Tomás em Dom Jun 21, 2015 3:01 pm

nops... mas em compensação vi o macho de trombeteiro Smile
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2307
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por João Tomás em Dom Jun 21, 2015 3:03 pm

Já agora, não achaste a ave um pouco confiante de mais? pergunto isto por causa da sua origem... mas pelo contrário ele faz um voos mesmo longos e de quem sempre viveu na natureza x)
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2307
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por pedro121 em Dom Jun 21, 2015 3:17 pm

Confiante? não faço ideia, eles estiveram sempre longe, nunca estive a menos de 100mts, por isso não tenho como avaliar,

Por outro lado a confiança é sempre daquelas coisas, eu ontem estive a 5-6 metros de uma Garça-imperial adulta que normalmente são desconfiadas como tudo, mas esta estava a alimentar-se numa ribeira numa zona de piqueniques e estava a marimbar-se para as pessoas, tive que reduzir o zoom para me caber na foto. isto para dizer que basicamente depende da experiência da ave.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9649
Idade : 41
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por João Tomás em Dom Jun 21, 2015 3:26 pm

Pois eu percebo. A verdade é que também tive de esperar algum tempo para ele aparecer e como estava escondido ele talvez se sentisse confortável. Mas sim, a experiência/convivência das aves com as pessoas condiciona muito o seu comportamento perante as mesmas.
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2307
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por pedro121 em Dom Jun 21, 2015 3:31 pm

João Tomás escreveu:Pois eu percebo. A verdade é que também tive de esperar algum tempo para ele aparecer e como estava escondido ele talvez se sentisse confortável.

mas estavas no abrigo?
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9649
Idade : 41
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por João Tomás em Dom Jun 21, 2015 3:56 pm

Sim! Nem sabia da existência daquele abrigo x)
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2307
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por pedro121 em Dom Jun 21, 2015 3:59 pm

João Tomás escreveu:Sim! Nem sabia da existência daquele abrigo x)

Bem, se estavas dentro do abrigo, não percebo a tua duvida? o objectivo do abrigo é que as aves não se afastem do observador, o normal é eles irem se aproximando do mesmo, especialmente com a maré a empurra-los como estava de tarde.



avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9649
Idade : 41
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por João Tomás em Dom Jun 21, 2015 4:03 pm

Sim, isso eu sei! Mas apareceram umas pessoas do outro lado da margem (vieram na direção do abrigo) e os galeirões e patos-reais começaram a fugir ao passo que a piadeira não. Ficou lá sozinha a cuidar das penas Smile
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2307
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por pedro121 em Dom Jun 21, 2015 4:21 pm

João Tomás escreveu:Sim, isso eu sei! Mas apareceram umas pessoas do outro lado da margem (vieram na direção do abrigo) e os galeirões e patos-reais começaram a fugir ao passo que a piadeira não. Ficou lá sozinha a cuidar das penas Smile

Ahhh, bem ai tens que ver que num bando misto a reacção pode ser diferente de espécie para espécie, e tens um fenómeno de dessensibilização, ontem quando lá estive por duas vezes os patos saíram da língua de areia, uma vez por causa de foguetes e outra por causa de um circus que passou mas não atacou, as piadeiras foram sempre com eles, mas das duas vezes foi em vão já que não havia perigo real, uma ave que esteja sempre a sofrer falsos alarmes deixa de reagir de imediato, provavelmente alguns dos reais também não se mexeram?

Por isso, não, ele não ter reagido por seres humanos passarem a centenas?? de metros de distancia não é indicativo de nada.

Anilhas, ou penas cortadas seriam fatais, a altura do ano é muito desagradável, serem um casal dá para os dois lados, mas fora isso desde que não venha comer à mão não é preocupante. E isso porque? porque é uma questão de probabilidades, o que é mais provável, que tenham fugido ou que tenham atravessado agora ou antes o atlantico? para esta espécie em concreto é mais fácil que tenham atravessado.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9649
Idade : 41
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por João Tomás em Dom Jun 21, 2015 4:39 pm

pedro121 escreveu:Ahhh, bem ai tens que ver que num bando misto a reacção pode ser diferente de espécie para espécie, e tens um fenómeno de dessensibilização, ontem quando lá estive por duas vezes os patos saíram da língua de areia, uma vez por causa de foguetes e outra por causa de um circus que passou mas não atacou, as piadeiras foram sempre com eles, mas das duas vezes foi em vão já que não havia perigo real, uma ave que esteja sempre a sofrer falsos alarmes deixa de reagir de imediato, provavelmente alguns dos reais também não se mexeram?

Sim, alguns dos reais apesar de terem reagido não foram muito longe.

pedro121 escreveu:Anilhas, ou penas cortadas seriam fatais, a altura do ano é muito desagradável, serem um casal dá para os dois lados, mas fora isso desde que não venha comer à mão não é preocupante. E isso porque? porque é uma questão de probabilidades, o que é mais provável, que tenham fugido ou que tenham atravessado agora ou antes o atlantico? para esta espécie em concreto é mais fácil que tenham atravessado.

Disseste que a espécie é pouco comum em cativeiro. Há alguma razão para tal?
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2307
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por pedro121 em Seg Jun 22, 2015 10:09 am

João Tomás escreveu:
Disseste que a espécie é pouco comum em cativeiro. Há alguma razão para tal?

Não é bem a minha área, mas não é tipo de espécie que interessa ao pequeno criador, enquadra-se mais nas espécies que podem interessar a criadores especializados ou a coleccionadores, na realidade nos patos e ao contrario da crença popular a maior parte das aves em cativeiro ou domesticas são de meia dúzia de espécies, ou seja um reduzido nº de espécies constitui o grosso do efectivo, a grande maioria das aves em "cativeiro" são patos-reais e patos mudos domesticados, e devem constituir mais de 95% do total, do restante 5% a grande maioria são gansos, cisnes, patos-mandarins e patos-carolinos mais 1 ou 2 espécies pequenas, as restantes espécies são uma minoria muito minoritária em que o nº total de aves é muito pequeno, nalguns casos estamos a falar de dezenas de casais a nível europeu, como normalmente as espécies mais raras em cativeiro são tendencialmente as mais caras (tirando as europeias) essas espécies estão normalmente na posse de coleccionadores que tens instalações decentes, sendo portanto as fugas raras.

O que se ve normalmente fugir são patos-reais, patos mudos e seus híbridos, gansos-comuns, cisnes-mudos, ganso-do-egipto etc..., porque são espécies que são mantidas em semi-liberdade ou então em parques públicos, mesmo espécies ultra comuns em cativeiro como o pato-mandarim e o carolino fogem menos do que os gansos-do-egipto porque não são mantidos em sitios em que podem escapar, nota que no caso dos gansos o que acontece é que os casais adultos podem ter as asas clipadas, mas as crias já não vão ter e depois dão à asa.

avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9649
Idade : 41
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Jun 22, 2015 2:32 pm

Aproveitando a boleia, sabes qual é a situação do Aythya nyroca em cativeiro?
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17378
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por pedro121 em Seg Jun 22, 2015 3:10 pm

Gonçalo Elias escreveu:Aproveitando a boleia, sabes qual é a situação do Aythya nyroca em cativeiro?

Não faço ideia, devem haver alguns, os machos são giros, mas são patos mergulhadores e portanto uma pequena parcela do que existe, mas são muito giros, não me admirava que houvesse algumas dezenas de casais por ai, e os da lagoa de Albufeira eram fugas, acho que o dono foi encontrado, por isso alguns há, mas é uma gota de agua no oceano dos mandarins e carolinos entre outros, e quantos desses já viste? ou seja, se as espécies que são a maioria das aves mantidas são raramente encontradas quão provável é, que espécies escassas ou raras em cativeiro escapem e sejam encontradas?

ps: claro que há o problema de que muitos dos patos que invernam em Portugal passam por zonas da Europa onde a criação de aves é feita num nível muito superior ao nacional, com efectivos muito maiores e uma maior diversidade de espécies. E claro que espécies altamente domesticadas como os mandarins tem provavelmente mais dificuldade em sobreviver em estado selvagem do que espécies não domesticadas, alem de que é também possível que algumas fugas sejam de aves capturadas e não nascidas em cativeiro, o que altera o cenário completamente.

avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9649
Idade : 41
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Jun 22, 2015 3:44 pm

Já agora outra coisa: os patos-mudos e os reais em muitos casos parece-me que nem sequer são cativeiro mas sim "ferais"...
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17378
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por João Tomás em Seg Jun 22, 2015 4:02 pm

pedro121 escreveu:Não é bem a minha área, mas não é tipo de espécie que interessa ao pequeno criador, enquadra-se mais nas espécies que podem interessar a criadores especializados ou a coleccionadores, na realidade nos patos e ao contrario da crença popular a maior parte das aves em cativeiro ou domesticas são de meia dúzia de espécies, ou seja um reduzido nº de espécies constitui o grosso do efectivo, a grande maioria das aves em "cativeiro" são patos-reais e patos mudos domesticados, e devem constituir mais de 95% do total, do restante 5% a grande maioria são gansos, cisnes, patos-mandarins e patos-carolinos mais 1 ou 2 espécies pequenas, as restantes espécies são uma minoria muito minoritária em que o nº total de aves é muito pequeno, nalguns casos estamos a falar de dezenas de casais a nível europeu, como normalmente as espécies mais raras em cativeiro são tendencialmente as mais caras (tirando as europeias) essas espécies estão normalmente na posse de coleccionadores que tens instalações decentes, sendo portanto as fugas raras.

O que se ve normalmente fugir são patos-reais, patos mudos e seus híbridos, gansos-comuns, cisnes-mudos, ganso-do-egipto etc..., porque são espécies que são mantidas em semi-liberdade ou então em parques públicos, mesmo espécies ultra comuns em cativeiro como o pato-mandarim e o carolino fogem menos do que os gansos-do-egipto porque não são mantidos em sitios em que podem escapar, nota que no caso dos gansos o que acontece é que os casais adultos podem ter as asas clipadas, mas as crias já não vão ter e depois dão à asa.

Mesmo não sendo a tua área agradeço a grande explicação Smile até parece que percebes da "cena" Cool
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2307
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por pedro121 em Seg Jun 22, 2015 4:11 pm

João Tomás escreveu:
Mesmo não sendo a tua área agradeço a grande explicação Smile até parece que percebes da "cena" Cool

eu percebo alguma coisa sobre criação de aves em cativeiro, mas não de patos em particular. mas sei como as coisas funcionam.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9649
Idade : 41
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por João Tomás em Seg Jun 22, 2015 4:18 pm

pedro121 escreveu:eu percebo alguma coisa sobre criação de aves em cativeiro, mas não de patos em particular. mas sei como as coisas funcionam.

Deu perfeitamente para ficar com uma noção Smile
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 2307
Idade : 27
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por pedro121 em Seg Jun 22, 2015 4:19 pm

Gonçalo Elias escreveu:Já agora outra coisa: os patos-mudos e os reais em muitos casos parece-me que nem sequer são cativeiro mas sim "ferais"...

bem, isso é algo difícil de avaliar nos reais, ou seja, para ser feral tem que ser uma ave de uma população que tenha fugido da gaiola e se estabelecido por conta própria, isso é difícil nos reais já que são rapidamente absorvidos pelos selvagens, tanto que não tens muitos indivíduos com características domesticas na maioria das populações, tens muitos em algumas populações urbanas mas fora isso não me parece ser uma situação generalizada, por exemplo na lagoa de Obidos, em >200 patos reais, tens um domestico e um híbrido realxmudo.

Quanto aos patos-mudos, é difícil avaliar se existe alguns actualmente que não estejam dependentes do ser humano, serem criados em regime livre não os faz menos de cativeiro.

As aves domesticas podem nunca conhecer as paredes de uma gaiola, não deixam de ser aves domesticas.



avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9649
Idade : 41
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por pedro121 em Ter Jul 07, 2015 8:24 am

Bem, a Lagoa de Óbidos continua a bombar, para alem dos Garajaus-Grandes descobertos na semana passada pelo Manuel lemos e pelo Matthias Tissot que são os 1º para o distrito, hoje de manha quando fui ver se via cucos-rabilongos dei com um macho em plumagem nupcial de Bispo que é uma nova espécie para o local. Smile

Para alem disso a(s) cria(s) do casal de Colhereiros que está a criar na poça do Vau parece(m) estar bem, pelo menos para já enquanto à agua na poça.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9649
Idade : 41
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por Gonçalo Elias em Sex Jul 10, 2015 4:52 pm

pedro121 escreveu:Bem, a Lagoa de Óbidos continua a bombar, para alem dos Garajaus-Grandes descobertos na semana passada pelo Manuel lemos e pelo Matthias Tissot que são os 1º para o distrito, hoje de manha quando fui ver se via cucos-rabilongos dei com um macho em plumagem nupcial de Bispo que é uma nova espécie para o local. Smile

Euplectes afer, suponho? Ou outra espécie?
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17378
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por pedro121 em Sab Jul 11, 2015 3:16 am

Gonçalo Elias escreveu:
Euplectes afer, suponho?

Sim, um macho isolado de outra espécie não seria relevante.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 9649
Idade : 41
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por Paulo Lemos em Sab Dez 10, 2016 1:46 am

Não há tópico para a região das Caldas da Rainha, mas este serve muito bem já que é relativo ao maior sistema lagunar costeiro do país (uma referência na região).

Alguém reparou que tem sido "requalificado" ou cresce novo espaço de produção de eucalipto?
Requalificado, quero dizer, onde antes havia eucaliptal, pinhal ou mato mal cuidado, agora passa a haver verdadeira monocultura com todo o seu impacto (pobreza generalizada no solo, paisagem e biodiversidade).

Mas não é tudo bem o pior...
Onde havia eucaliptal (seja bem ou mal cuidado), pinhal ou "matagal", abre-se uambém espaço para produção agrícola intensiva e/ou de regadio. Um pouco aqui, um pouco acolá, mas já se nota e os efeitos também (directos súbitos e indirectos a mais longo prazo).

Chegam as terraplanagens e por fim quase "desertos" de cultivo. Claro que o Homem necessita de comer, mas é pena que mais uma vez as "escolhas" que neste caso, subtilmente e se a área ocupada avança, vão dar cabo de alguns valores "endémicos" (em termos populacionais e de história natural) da biodiversidade local.
Há localidades do país em que, por mero acaso, as opções que o Homem segue na gestão dos espaços, não são tão desfavoráveis à biodiversidade como nesta. Temos azar, desde há muitos anos.

Não é novo quando aponto a riqueza ainda subsistente nos nossos eucaliptais "mal cuidados", que cobrem grande extensão do nosso território, a suficiente para permitirem a oportunidade mais ou menos esparsa de zonas de excelência para a biodiversidade (que podem varias no tempo e no espaço).
É uma paisagem feia e agreste às vezes difícil de percorrer em ambiente seco e quente durante a maior parte do ano. Mas no contexto local entre relevo, tipo de solo, etc, conservou durante anos uma intrincada rede de nichos e locais únicos para muitas espécies.

A definição de "melhores locais" neste contexto é algo difícil, mas possível. Difícil é defendê-los. Ou não?

Ou isso, ou preparem-se para assistir a extinções locais em massa.
Sobretudo invertebrados, algumas plantas raras e o resto também obviamente (aves, anfíbios, répteis, etc.).
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1216
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por Paulo Lemos em Qua Dez 14, 2016 10:01 am

Acham esta imagem interessante? Pois não. Más notícias.

E o que terá a ver com a Lagoa de Óbidos?
Tudo, e também muito a ver com as suas aves.



Há uns 10 anos, este local do Nadadouro (Caldas) foi ponto de visita obrigatório durante 2 épocas da "Biologia no Verão - Ciencia Viva", em sessões de observação de aves (de bicicleta), das quais fui responsável e guiei (Nostrum), ainda que por percursos pouco vocacionados ao cicloturismo.

Porquê obrigatório? Devido ao seu elevado interesse ecológico, ornitológico, entomológico e sobretudo botânico, sendo dos raros focos de frondoso ameal do concelho das Caldas, onde nasce um pequeno ribeiro de águas limpas (raro por cá) que desagua na Lagoa de Óbidos. Espécies ripícolas em exuberância única, a localização excelente, faziam do pequeno espaço dos Casais da Fonte um iman para a biodiversidade.

Não cabem aqui palavras para descrever um pequeno refugio abrigado dos ventos, que concentrava populações de espécies ribeirinhas já extintas noutros locais do Concelho, aliás o próprio tipo de habitat está também em extinção local (ou enfim extinto). Terras arenosas (porosas) escuras, permanentemente húmidas, em parte aproveitadas pela agricultura tradicional como hortinhas de algumas pessoas que chegaram a ajudar-me a apanhar ou fotografar uns bichos.

Aqui, a minha lista de espécies de aves ascende a quase 1 centena, em nidificação ou visitas assíduas de espécies interessantes. A zona contava já há alguns anos com 2 casais de Tordo-comum, com a felosa ibérica até há 5 anos, desaparecida tal como o rouxinol-comum que vai desaparecendo da região. Insectos como a Mimas tiliae, reduto da Proserpinus proserpina, dos últimos locais da Calopteryx haemorrhoidalis e de dezenas de espécies que documentei a tempo, outras não (das que "sim", por exemplo duas recentes para o conhecimento nacional, uma delas ainda de distribuição nacional desconhecida além da local (Six Orthoptera Species New To The Fauna Of Portugal, Paulo Lemos, Koen Lock, Baudewijn Odé & Roy Kleukers SEA 2016).

Observo natureza há quase 35 anos nesta região e posso garantir que os últimos "segredos" estão a desaparecer por aqui, dando lugar ao trivial.
Sinto-me culpado por não ter feito mais, mas ainda assim, este foi valor por mim partilhado durante anos, tanto quanto pude nesta terra que acuso sem duvida de "sonegante" (e isto não é "meu "desabafo, é recorrente de alguns dos seus habitantes que tentam "mexer uma palha").
O local, até o apresentei, descrevi, coloquei em noticia ou noutros escritos "públicos" no passado, o que torna ainda mais lamentável e angustiante o facto de encontrar agora aquilo tudo desbastado, transformado em... mais monotonia.

Alguém do forum visitou o sitio antes deste desbaste? Já há uns 5 anos que não era a mesma coisa, mas agora menos ainda.
A frescura do ameal no Verão, o carácter soalheiro e abrigado no Inverno, as espécies, a riqueza e produtividade daqueles solos, as criaturas e suas relações... há sítios mágicos e até os bichos os apreciam, incluído os que em busca de água ou sombra fresca, diariamente o visitavam.
Ou havia sítios mágicos...

Ainda na freguesia do Nadadouro, havia a "poça dos ninhos". Alguém sabe onde é? Está seca hoje, mas a rua ainda tem o seu nome. Noutros países da Europa, requalifica-se este tipo de espaços e memórias.
E nas "Água santas", o que está a acontecer ao sitio?!

Por aqui, é o que se vê, não só resultado da ignorância, apatia ou ganancia de proprietários...
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1216
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por Gilberto Pinelas em Qua Dez 14, 2016 11:19 am

Excelente apontamento e chamada de atenção!
avatar
Gilberto Pinelas

Número de Mensagens : 1418
Idade : 53
Local : Cascais
Data de inscrição : 20/12/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por Paulo Lemos em Qui Dez 15, 2016 12:33 am

Sai da "alma" Rolling Eyes

Isso é uma "zona húmida", natural, sobre terras arenosas. Uma nascente.
Não de espelho de água, mas ainda assim o terreno é alagadiço. Estava coberta de ameal maturo e alto há uns 15 anos, que abrigava a áreas dos ventos fortes do Oeste (e já por si é um pequeno vale) e como se sabe os amieiros fertilizam os solos com Azoto, portanto imagine-se o verde daquilo no pico do verão e a vida que atraia. Uma pessoa perdia-se por lá um dia inteiro, sem conseguir ver tudo. E era muito agradável andar na zona.

Outras zonas "parecidas" foram desaparecendo devido a manipulação dos solos (drenagem intencional ou não) ou mesmo por construção, como por exemplo a zona do campo de Rugby e escolas nas Caldas, perto das Àguas santas". Enfim...
Ao menos que servissem para hortinhas comunitárias, como deve ser, integradas na natureza. O futuro, certo? Ou não?
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1216
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Lagoa de Obidos

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum