LOCAL: Estuário do Cávado

Página 3 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Araújo da Silva em Sex Fev 28, 2014 4:42 pm


Não fossem as incessantes e sedutoras vocalizações dos TORDOS-MÚSICOS (Turdus philomelos) a tentarem atrair as fêmeas para as núpcias e mal se notaria que já não tarda a data para a entrada (oficial) na primavera. Portanto, contentemo-nos com as invernantes:

Estuário do Cávado, de 16 a 28 de fevereiro de 2014

FRISADA (Anas strepera)
- apesar de já ter ocorrido há algum tempo a debandada dos patos (excetuem-se os patos-reais e as marrequinhas), ainda aqui permanecem dois machos e uma fêmea

PATO-COLHEREIRO ou P.-TROMBETEIRO (Anas clypeata)
- entre os dias 18 e 21 abrigaram-se na margem do juncal orientada para a restinga um macho adulto e duas fêmeas

NEGROLA-COMUM ou PATO-NEGRO (Melanitta nigra)
- já menos numerosos no mar, ainda se mantém um macho adulto no interior do estuário

MOBELHA-GRANDE (Gavia immer)
- no dia 25 foi observado um juvenil entre o juncal e a restinga




CAGARRAZ ou MERGULHÃO-DE-PESCOÇO-PRETO (Podiceps nigricollis)
- continuam pelo menos quatro indivíduos entre o juncal e a restinga

ÁGUIA-PESQUEIRA (Pandion haliaetus)
- na segunda metade deste mês apenas foi visto o indivíduo com anilha amarela no tarso direito com a inscrição a preto CV; agora ocupou a mesma estaca antes usada pela ave com a anilha azul

MAÇARICO-REAL (Numenius arquata)
- não foi visto mais do que um nos canais do juncal

GAIVOTÃO-REAL ou GAIVOTA-GRANDE (Larus marinus)
- no dia 18 foram vistos dois 1ºs invernos na foz

GAIVOTA-TRIDÁCTILA (Rissa tridactyla)
- no dia 21 encontrava-se um adulto em repouso nos lodaçais da marginal de Esposende


Aves mortas

AIRO (Uria aalge)
- no dia 21 foi encontrado um na praia da restinga do Cávado; no dia 28 encontraram-se mais cinco nas praias da Apúlia

TORDA-MERGULHEIRA (Alca torda)
no dia 28 foi encontrada uma na praia da frente urbana da Apúlia

PAPAGAIO-DO-MAR (Fratercula arctica)
- no dia 27 foram encontrados dois na restinga do Cávado e no dia 28, entre a praia de Cedovém e a foz da ribeira da Ramalha, na Apúlia, encontraram-se 29 (vinte e nove) aves mortas nos detritos acumulados pela linha da maré





Fora mas próximo do estuário do Cávado

GAIVOTA-PRATEADA(-GRANDE) ou GAIVOTA-ARGÊNTEA (Larus argentatus)
- no dia 19 foi registado um 4º inverno a norte do molhe da praia de Castelo do Neiva, Viana do Castelo (quadrícula UTM NG10, 10km a norte da foz do Cávado)




GAIVOTÃO-REAL ou GAIVOTA-GRANDE (Larus marinus)
- no dia 19 foi observado um juvenil no molhe da praia de Castelo do Neiva


Cumprimentos

Jorge


avatar
Araújo da Silva

Número de Mensagens : 399
Idade : 46
Local : Fão - Esposende
Data de inscrição : 18/06/2011

http://verdes-ecos.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Gonçalo Elias em Sex Fev 28, 2014 4:48 pm

Curiosidade: se não estou em erro Cedovem é um dos nomes populares do chapim-azul  Smile 
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17966
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por alcedo em Sex Fev 28, 2014 6:13 pm

Fantásticas observações Jorge, quando vou a Esposende nunca vejo nada de jeito Embarassed Embarassed 
Nunca estou lá no momento certo
Um abraço
avatar
alcedo

Número de Mensagens : 2232
Idade : 56
Local : Póvoa de Varzim
Data de inscrição : 02/10/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Araújo da Silva em Dom Mar 16, 2014 5:17 am

Se alguma vez me obrigassem a riscar do calendário um mês do ano para observar aves no estuário do Cávado, não tenho dúvidas de que março seria um dos mais indicados. Este é, porém, depois de várias espécies terem percorrido Portugal Continental acima, o mês de muitas chegadas ao litoral norte. E as boas surpresas nunca escolhem data…

Estuário do Cávado, de 1 a 15 de março de 2014

MARRECA-D’ASA-AZUL (Anas discors)
- no dia 11 foi observado um macho adulto em plumagem estival num campo alagado da margem direita (primeiro a jusante da ponte da autoestrada); nesta “charca” temporária a ave contava com a companhia de um macho de PATO-REAL (Anas platyrhynchos), dois MERGULHÕES-PEQUENOS (Tachybaptus ruficollis) em plumagem estival, uma GALINHA-D’ÁGUA (Gallinula chloropus), um casal de GARÇAS-BRANCAS-PEQUENAS (Egretta garzetta) e uma GARÇA-REAL (Ardea cinerea), além de inúmeros passeriformes e um PATO-MUDO (Cairina moschata) na “charca” ao lado; no dia 15 a ave ainda se encontrava neste plano de água ao qual manifesta muita fidelidade (mesmo após sucessivas fugas)



POUPA (Upupa epops)
- no dia 12 registei a minha minha primeira observação da época no pinhal na orla da “charca da marreca”

ANDORINHAS-DAS-CHAMINÉS (Hirundo rustica)
- no dia 7 registei os primeiros três indivíduos sobre o Cávado e rapidamente tornaram-se abundantes


Fora mas próximo do estuário do Cávado

ANDORINHA-DAS-BARREIRAS (Riparia riparia)
- no estuário do Cávado propriamente dito, só os imaturos são notados pelo que ainda faltarão algumas semanas para tal acontecer; no entanto, no dia 10 um bando com algumas dezenas de aves já voava sobre a colónia mais próxima do estuário (4,2 km a sudeste)

DOM-FAFE (Pyrrhula pyrrhula)
- no dia 12 foi visto um macho na orla do eucaliptal junto à “lagoa” de Gemeses (cerca de 2,5 km a leste)


Cumprimentos

Jorge
avatar
Araújo da Silva

Número de Mensagens : 399
Idade : 46
Local : Fão - Esposende
Data de inscrição : 18/06/2011

http://verdes-ecos.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Araújo da Silva em Ter Abr 01, 2014 7:40 am

Afinal a primavera apenas chegou de forma oficial. Por cá até parece que as baixas temperaturas e os constantes períodos de chuva interromperam o normal fluxo migratório. Mas já há novos registos e alguns relevantes, sobretudo ao nível regional.

Estuário do Cávado, de 16 a 31 de março de 2014

MARRECA-D’ASA-AZUL (Anas discors)
- o macho observado na última quinzena numa charca da margem direita ainda foi visto na margem do juncal orientada para a restinga desde o dia 17 até 21 entre um pequeno bando de marrequinhos e de alguns patos reais

NEGROLA-COMUM ou PATO-NEGRO (Melanitta nigra)
- os bandos que habitualmente se distribuem em frente à foz do Cávado já debandaram, agora apenas são aqui vistos pequenos grupos em passagem e um ou outro par em repouso, porém, no dia 20 encontrava-se um bando com entre 150 a 200 aves ao largo ligeiramente a sul da praia da Ramalha na Apúlia

ÁGUIA-PESQUEIRA (Pandion haliaetus)
- a presença do indivíduo de anilha azul no tarso esquerdo com a inscrição «BZ», chegado em setembro, ainda aqui foi confirmada no dia 20 de março

TORDA-MERGULHEIRA (Alca torda)
- nos dias 20 e 21 avistavam-se dois pequenos bandos fragmentados (com um máximo de 20 aves cada) distribuídos pelas imediações dos dois recifes a sul da foz do Cávado; estas aves pareciam saudáveis, enquanto algumas repousavam, a maioria repetia mergulhos de alimentação causando um grande alarido entre as gaivotas (também se continuaram a registar indivíduos mortos nestas praias)




BUFO-PEQUENO (Asio otus)
- na noite de 27 para 28 foi detetado um indivíduo a patrulhar a orla norte da mata de pinheiro e folhosas a sul do estuário (campos de cultivo entre o centro de saúde e o centro escolar de Fão)

ALVÉOLA-AMARELA (Motacilla flava)
- no dia 19 foi registado o 1º indivíduo da época na restinga e nos dias seguintes já ali se viam pequenos grupos em passagem ou em repouso





Fora mas próximo do estuário do Cávado

CEGONHA-BRANCA (Ciconia ciconia)
- relativamente próximos do estuário do Cávado, eram conhecidos dois casais desta espécie com reprodução confirmada em 2013, ambos no concelho de Barcelos (mas a poucas dezenas de metros do concelho de Esposende); o casal mais antigo, com ninho instalado num poste de alta tensão com aro em Barqueiros, já ali nidifica sem qualquer oposição desde 2002 (apenas posso confirmar esta data não obstante o par já ali ocorrer anteriormente); o segundo casal conhecido nidifica desde 2011 nas imediações, num lugar conhecido localmente por “ponte do estreito” mas, por ação da EDP, tem sido obrigado a trocar de poste anualmente; em 2014 está a construir ninho também em Barqueiros; apesar de uma anterior tentativa frustrada em Rio Tinto – Esposende, ainda não é conhecida a reprodução desta espécie com sucesso no concelho de Esposende; assim, foi com entusiasmo que no último dia de março pude verificar que um casal está numa fase muito adiantada da construção do respetivo ninho na freguesia de Gemeses – Esposende, cerca de 3 km a nascente do estuário do Cávado (estarei atento ao desenvolvimento deste caso por recear que entretanto surjam “constrangimentos” alheios à natureza)

ANDORINHA-DÁURICA (Cecropis daurica)
- no dia 26 foi confirmada a presença de várias destas aves nas imediações do ninho mais antigo de cegonhas (Barqueiros); ainda não as vi no estuário


Cumprimentos

Jorge

avatar
Araújo da Silva

Número de Mensagens : 399
Idade : 46
Local : Fão - Esposende
Data de inscrição : 18/06/2011

http://verdes-ecos.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Araújo da Silva em Qua Abr 16, 2014 9:08 am


Finalmente os termómetros deixaram de tremer! Com isto, anunciam-se as passagens migratórias, confirmam-se as chegadas e até já se fazem a notar os primeiros indícios de reprodução.

Estuário do Cávado, de 1 a 15 de abril de 2014

NEGROLA-COMUM ou PATO-NEGRO (Melanitta nigra)
- apesar de mais escassos, ainda se avistaram durante toda a quinzena pequenos bandos em repouso e em passagem por toda a faixa litoral de Esposende

OSTRACEIRO (Haematopus ostralegus)
- no dia 10 foi visto um indivíduo a alimentar-se pela margem direita e no dia 15 mais quatro em repouso na restinga




ANDORINHAS-DO-MAR (Sterna sp.)
- bem notadas sobretudo durante a última semana; nas primeiras horas da manhã do dia 15 passaram para norte muitas centenas de indivíduos; das várias dezenas de aves que consegui identificar, todas eram da espécie Sterna sandvicensis (não se demoravam a alimentar-se)

TORDA-MERGULHEIRA (Alca torda)
- no início do mês ainda se manteve um pequeno grupo com um mínimo de dez indivíduos ao largo da restinga; no dia 15 apenas foram contadas quatro que entretanto se deslocaram para norte da foz

ANDORINHÃO-PRETO (Apus apus)
- o primeiro indivíduo da época apenas foi aqui registado no dia 8

ANDORINHA-DOS-BEIRAIS (Delichon urbicum)
- chegada confirmada no dia 10

ANDORINHA-DÁURICA (Cecropis daurica)
- já observadas na região no final do mês anterior, no estuário do Cávado propriamente dito apenas foram vistas a partir do dia 10


Fora mas próximo do estuário do Cávado

CEGONHA-BRANCA (Ciconia ciconia)
- o casal de Gemeses continuou o esforço de construção do ninho, onde se mantém sempre um dos indivíduos em aparente posição de choco

CUCO-CINZENTO ou C.-CANORO (Cuculus canorus)
- no dia 8 já vocalizavam nas imediações do ninho de cegonhas (Lagoa de Gemeses)


Cumprimentos

Jorge

avatar
Araújo da Silva

Número de Mensagens : 399
Idade : 46
Local : Fão - Esposende
Data de inscrição : 18/06/2011

http://verdes-ecos.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Araújo da Silva em Qui Maio 01, 2014 8:53 am


Neste limbo entre o inverno das raridades e a abundância das passagens migratórias pré-nupciais nem sempre é fácil encontrar motivação para uma saída de campo. Aprender a identificar chamamentos ou vocalizações, acrescentar algumas espécies à lista de nidificantes confirmadas na nossa região ou registar as últimas chegadas serão alguns dos pretextos válidos. Enquanto isso, sempre dá para ir somando umas notas no nosso caderno de campo.

Estuário do Cávado, de 16 a 30 de abril de 2014

ÁGUIA-PESQUEIRA (Pandion haliaetus)
- o indivíduo de anilha azul no tarso esquerdo com a inscrição BZ a branco chegado a este estuário em setembro de 2013 ainda foi aqui observado no dia 21 deste mês

PERNILONGO ou PERNA-LONGA (Himantopus himantopus)
- passaram alguns pequenos bandos por esta zona húmida nas últimas semanas; no dia 29 já só se contavam dois indivíduos na margem do juncal

BORRELHO-PEQUENO-DE-COLEIRA (Charadrius dubius)
- no dia 30 foi confirmado o regresso de um par à mesma duna na Apúlia onde nidificaram em 2013



FUSELO (Limosa lapponica)
- o início das passagens migratórias foram anunciadas no dia 28 por bando com vinte e oito indivíduos, muitos dos quais em plumagem estival, que repousavam próximo da restinga

MAÇARICO-GALEGO (Numenius phaeopus)
- a partir do dia 28 já se notava a passagem e a entrada no Cávado dos habituais bandos em migração para as núpcias

TORDA-MERGULHEIRA (Alca torda)
- no dia 28 ainda se viu um indivíduo a poucas dezenas de metros da praia, imediatamente a norte da foz

CUCO-CINZENTO ou C.-CANORO (Cuculus canorus)
- no dia 30 ouvia(m)-se macho(s) a vocalizar(em) na mata de pinheiro e folhosas a sul do estuário

ANDORINHA-DÁURICA (Cecropis daurica)
- sempre tardias nesta região, só no final do mês iniciaram os esforços de (re)construção dos seus ninhos




Fora mas próximo do estuário do Cávado

CEGONHA-BRANCA (Ciconia ciconia)
- no dia 29 o ninho mais antigo de Barqueiros já tinha crias, no mais recente desta freguesia de Barcelos que dista cerca de 4 km do estuário do Cávado permanecia um adulto em posição de choco e o mesmo se verificava no ninho de Gemeses, onde se anseia pelo primeiro nascimento de aves desta espécie no concelho de Esposende


Cumprimentos

Jorge

avatar
Araújo da Silva

Número de Mensagens : 399
Idade : 46
Local : Fão - Esposende
Data de inscrição : 18/06/2011

http://verdes-ecos.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Gonçalo Elias em Qui Maio 01, 2014 10:16 am

Olá Jorge,

Obrigado por estes resumos.

No que se refere às cegonhas-brancas, por aquilo que percebo há dois ninhos activos no distrito de Braga, é isso?

1 abraço,
Gonçalo


Última edição por Gonçalo Elias em Qui Maio 01, 2014 11:14 am, editado 1 vez(es)
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17966
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Araújo da Silva em Qui Maio 01, 2014 10:42 am

Conheço três. Dois em Barqueiros - Barcelos (um já com crias e o outro com progenitor no choco) e um terceiro em Gemeses - Esposende (ainda no choco).
avatar
Araújo da Silva

Número de Mensagens : 399
Idade : 46
Local : Fão - Esposende
Data de inscrição : 18/06/2011

http://verdes-ecos.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Gonçalo Elias em Qui Maio 01, 2014 11:14 am

ok, não tinha percebido que havia dois em Barcelos.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17966
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Araújo da Silva em Qui Maio 15, 2014 4:28 pm


Ao contrário do que é costume, as fortes nortadas dos últimos dias não obrigaram as aves migradoras a uma pausa retemperadora nesta “estação de serviço” chamada de …

Estuário do Cávado, de 1 a 15 de maio de 2014


CARRACEIRO ou GARÇA-BOIEIRA (Bubulcus ibis)
- por enquanto esta espécie apenas pode ser considerada invernante desta zona húmida – os últimos indivíduos partiram no final de março; assim, será de assinalar a observação de uma ave que ao final da tarde do dia 8 aguardava pela pernoita na marginal de Fão

ÁGUIA-PESQUEIRA (Pandion haliaetus)
- conforme registei aqui na ultima lista, já não era observado qualquer indivíduo neste estuário desde o dia 21 e abril; no dia 15 de maio, porém, reencontrei um que, descendo o Cávado desde a zona de Gemeses/Rio Tinto, veio capturar a sua presa próximo da foz; será que, à semelhança do que se verificou em 2013, também este ano vamos ter a(s) águia(s)-pesqueira(s) durante o estio?

PERNILONGO ou PERNA-LONGA (Himantopus himantopus)
- no dia 15 confirmei que ainda aqui permanece um par

SEIXOEIRA (Calidris canutus)
- relativamente às restantes limícolas poucas alterações se verificaram, além do registo de meia-dúzia de aves desta espécie nos últimos dias e de dois PERNAS-VERMELHAS(-COMUNS) (Tringa totanus), apenas há a registar os números anormalmente baixos de fuselos e de maçaricos-galegos

TORDA-MERGULHEIRA (Alca torda)
- inesperadamente no dia 9 ainda vi um indivíduo a passar para norte relativamente próximo da praia (data em que também seguiam no mesmo sentido mas bastante mais ao largo muitas dezenas de gansos-patolas)

CUCO-CINZENTO ou C.-CANORO (Cuculus canorus)
- bem notados, tanto na mata a sul do estuário como mais para interior pela margem direita do Cávado



NOITIBÓ-CINZENTO ou N.-DA-EUROPA (Caprimulgus europaeus)
- na noite do dia 4 assinalei as primeiras vocalizações

ANDORINHA-DAS-BARREIRAS (Riparia riparia)
- nos primeiros dias deste mês as colónias da região começaram a “debitar” juvenis para o estuário


Fora mas próximo do estuário do Cávado

CEGONHA-BRANCA (Ciconia ciconia)
- no dia 15 de maio de 2014 confirmei o primeiro nascimento de crias desta espécie no concelho de Esposende

MILHAFRE-PRETO (Milvus migrans)
- no dia 3 observei um indivíduo no Monte da Nossa Senhora da Guia em Belinho – Esposende; saliento que, após vários anos de observação de aves, apenas registei a primeira ave desta espécie no estuário do Cávado em novembro de 2005; entretanto nesta zona húmida apenas repeti tal registo mais uma vez e ainda há a assinalar no concelho de Esposende o avistamento de um indivíduo há um ano atrás, mais precisamente no dia 25 de abril de 2013 em Rio Tinto; perante estes dados, o Miguel Cardoso ainda referiu “Parece que a espécie tem vindo a aumentar no Minho litoral, pelo menos na Primavera, a 28 de abril vi 2 inds. no estuário do lima e em 2013 tive registos nos rios Lima e Minho (Valença)…”; sei que no estuário do Douro também houve quem o(s) visse; aproveito, assim, para desafiar a comunidade de observadores de aves do litoral norte a deixar aqui indicação sobre eventuais registos de outros milhafres-pretos nesta região



Cumprimentos

Jorge

avatar
Araújo da Silva

Número de Mensagens : 399
Idade : 46
Local : Fão - Esposende
Data de inscrição : 18/06/2011

http://verdes-ecos.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por paulo dias em Sex Maio 16, 2014 5:18 pm

Boas
Araújo da Silva escreveu:

ÁGUIA-PESQUEIRA (Pandion haliaetus)
- conforme registei aqui na ultima lista, já não era observado qualquer indivíduo neste estuário desde o dia 21 e abril; no dia 15 de maio, porém, reencontrei um que, descendo o Cávado desde a zona de Gemeses/Rio Tinto, veio capturar a sua presa próximo da foz; será que, à semelhança do que se verificou em 2013, também este ano vamos ter a(s) águia(s)-pesqueira(s) durante o estio?


No dia 11 de Maio vi uma um pouco mais a sul...

paulo dias escreveu:Boas

Hoje observei uma águia-pesqueira, sobre a Ponte D. Zameiro, Macieira da Maia, Vila do Conde (Rio Ave). Será/poderá ser uma das frequentadores do Estuário do Cávado?

paulo dias

Número de Mensagens : 705
Data de inscrição : 18/10/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Araújo da Silva em Sab Maio 17, 2014 5:08 am

paulo dias escreveu:Boas
No dia 11 de Maio vi uma um pouco mais a sul...

paulo dias escreveu:Boas

Hoje observei uma águia-pesqueira, sobre a Ponte D. Zameiro, Macieira da Maia, Vila do Conde (Rio Ave). Será/poderá ser uma das frequentadores do Estuário do Cávado?

Obrigado Paulo. Elas andem aí...  Very Happy 

E Milhafres, Paulo? Tens visto destes por cá?

Um abraço
avatar
Araújo da Silva

Número de Mensagens : 399
Idade : 46
Local : Fão - Esposende
Data de inscrição : 18/06/2011

http://verdes-ecos.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por paulo dias em Sab Maio 17, 2014 7:34 am

Boas

De memória só recordo ver 1 exemplar em Matosinhos (Perafita) há alguns anos. Como observador esta espécie é uma "raridade" na costa a Norte do Porto.

paulo dias

Número de Mensagens : 705
Data de inscrição : 18/10/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Araújo da Silva em Seg Jun 02, 2014 10:02 am


... sinto-me numa “travessia do deserto”  Crying or Very sad  …


Estuário do Cávado, de 16 a 31 de maio de 2014


PIADEIRA (Anas penelope)
– a menos de um mês da chegada do verão, no dia 28 foi registada a presença de um casal entre o juncal e a restinga

CORVO-MARINHO(-DE-FACES-BRANCAS) (Phalacrocorax carbo)
- no final do mês ainda aqui permanecia pelo menos um indivíduo

COLHEREIRO (Platalea leucorodia)
- no dia 22 foram observados dois indivíduos em passagem para norte

ÓGEA (Falco subbuteo)
- um adulto foi visto no dia 27 a sobrevoar a marginal de Fão em atividade de caça

PERNILONGO ou PERNA-LONGA (Himantopus himantopus)
- os dois indivíduos que aqui se mantinham abrigados desde abril ainda foram vistos na zona ribeirinha de Fão no dia 20

TARAMBOLA-CINZENTA (Pluvialis squatarola)
- nesta época a ocorrência de pequenos grupos destas e de outras limícolas em plumagem estival, como as seixoeiras, os fuselos ou os maçaricos-galegos, ficou muito aquém da grande “avalanche” verificada nas passagens pré-nupciais de 2013

CHILRETA ou ANDORINHA-DO-MAR-ANÃ (Sternula albifrons)
- apesar de há algumas semanas atrás me terem chegado notícias da sua presença nas fozes do rio Ave e do Lima e até pelo litoral de Esposende, apenas no dia 22 consegui ver um indivíduo no Cávado

FELOSA-POLIGLOTA (Hippolais polyglotta)
- sempre registadas muito tardiamente, neste ano apenas confirmei a sua presença nesta área protegida no dia 25 em virtude da área onde se reproduziram nos últimos anos estar a ser alvo de uma intervenção urbanística que as mantém afastadas das margens do Cávado (ou silenciadas)


Cumprimentos

Jorge


avatar
Araújo da Silva

Número de Mensagens : 399
Idade : 46
Local : Fão - Esposende
Data de inscrição : 18/06/2011

http://verdes-ecos.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Araújo da Silva em Ter Jun 17, 2014 5:11 am

Já quase dominado pela impaciência que me assalta todos os anos nesta época, encontrei na procura dos indícios de reprodução um dos poucos motivos para algumas saídas de campo.


Estuário do Cávado, de 1 a 15 de junho de 2014

PIADEIRA (Anas penelope)
- nos dias 2 e 3 foi observado um casal em pleno estuário

NEGROLA-COMUM ou PATO-NEGRO (Melanitta nigra)
- notado o trânsito de alguns indivíduos ao largo da foz

ALCATRAZ-COMUM ou GANSO-PATOLA (Morus bassanus)
- nas manhãs dos dias 7 e 8 passaram para norte ao largo da foz muitas centenas, provavelmente milhares, de indivíduos de várias idades

CORVO-MARINHO(-DE-FACES-BRANCAS) (Phalacrocorax carbo)
- no dia 8 ainda se encontravam dois indivíduos no estuário

BORRELHO-PEQUENO-DE-COLEIRA (Charadrius dubius)
- no dia 13 foi confirmada a sua nidificação na quadrícula UTM NF 19 pelo segundo ano consecutivo (ave no choco numa duna em Apúlia entre vários ninhos dos congéneres C. alexandrinus); no estuário propriamente dito também foi registada a presença de um par com comportamento agitado

ROLA-BRAVA (Streptopelia turtur)
- cada vez mais rara nesta quadrícula UTM, no dia 10 apreciei particularmente a observação de um par em parada nupcial na mata a sul do Cávado

MOCHO-GALEGO (Athene noctua)
- também escassos na região, na noite do dia 2 foi ouvido um indivíduo na orla da mata a sul do estuário onde esta espécie apenas é notada nesta época

TORDOVEIA ou TORDEIA (Turdus viscivorus)
- vários casais foram vistos a alimentarem as respetivas proles nos campos de cultivo ao longo da mata de pinheiro e folhosas entre Fão e Apúlia, onde também se viam alguns T. Philomelos em iguais esforços

ROUXINOL-PEQUENO-DOS-CANIÇOS (Acrocephalus scirpaceus)
- no dia 10 foi registado um macho a cantar demoradamente na vegetação de uma depressão húmida intradunar na quadrícula UTM NF 19


Cumprimentos

Jorge


avatar
Araújo da Silva

Número de Mensagens : 399
Idade : 46
Local : Fão - Esposende
Data de inscrição : 18/06/2011

http://verdes-ecos.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Araújo da Silva em Ter Set 16, 2014 3:10 pm


Depois dos mais de dois meses da habitual invasão estival que anualmente me “obriga” a manter-me afastado das margens do Cávado (não vão os meus instintos mais primários despertar…), regresso com mais uma lista quinzenal:


Estuário do Cávado, de 1 a 15 de setembro de 2014

MARREQUINHA-COMUM (Anas crecca)
- no dia 15 registei a chegada (ou passagem) dos 8 primeiros indivíduos

GANSO-PATOLA (Morus bassanus)
- nos últimos dias foi notada ao largo em frente à foz a passagem de várias centenas de indivíduos para sul

CORVO-MARINHO-DE-FACES-BRANCAS (Phalacrocorax carbo)
- observados desde o início do mês, apenas no dia 15 se verificou a sua chegada em catadupa

CARRACEIRO ou GARÇA-BOIEIRA (Bubulcus ibis)
- contados 5 indivíduos desde o início do mês; entretanto chegaram a ser contados 7

GARÇA-REAL (Ardea cinerea)
- bem notada a passagem de bandos com dezenas de aves, alguns dos quais em repouso pelas margens de toda a zona húmida; no dia 5 foram contados num só grupo mais de 60 (sessenta) aves

ÁGUIA-SAPEIRA ou TARTARANHÃO-DOS-PAUIS (Circus aeruginosus)
- no dia 12 foi avistada uma fêmea a caçar; a dificuldade em capturar presas vivas levou-a a recolher um dos muitos peixes que por estes dias jaziam pela margem direita

ÁGUIA-PESQUEIRA (Pandion haliaetus)
- por enquanto apenas foi possível identificar parcialmente um indivíduo com anilha azul no tarso direito

ESMERILHÃO (Falco columbarius)
- no dia 15 foi observado um imaturo que repousou durante quase 1.30 hora num campo de cultivo da margem direita; exorto a quem tenha registos destas aves numa altura tão precoce do ano para o divulgar aqui (grato)



GALEIRÃO-COMUM (Fulica atra)
- no dia 12 registei o primeiro indivíduo da época na marginal de Fão

LIMÍCOLAS:
- por excelência mês de passagem da grande mole de limícolas, esta primeira quinzena de setembro ficou marcada pelo baixo número de maçaricos-galegos e de fuselos; apesar disto, os mais comuns marcaram a sua habitual presença e, entre os menos regulares ou abundantes, destaco a presença de algumas SEIXOEIRAS (Calidris canutus), de PILRITOS-DE-BICO-COMPRIDO (Calidris ferruginea) e, em particular, dos COMBATENTES (Philomachus pugnax) que chegaram a contar com 14 indivíduos no dia 12 e 8 indivíduos no dia 15

GARAJAU-DE-BICO-PRETO ou G.-COMUM (Sterna sandvicensis)
- aves comuns na foz do Cávado, destaco o elevado número de aves em passagem para sul – entre as 09H30 e as 10H30 do dia 15 estimei mais 140 aves

ANDORINHA-DO-MAR-COMUM (Sterna hirundo)
- apesar da abundância entre os seus congéneres anteriores, na mesma contagem apenas vi três

CHILRETA ou ANDORINHA-DO-MAR-ANÃ (Sternula albifrons)
- notadas desde cedo a subirem o estuário para se alimentarem até à ponte da autoestrada



GAIVINA-PRETA (Chlidonias niger)
- no dia 12 contei 5 indivíduos a alimentarem-se entre pontes



PASSERIFORMES:
- a grande intervenção urbanística numas das zonas mais privilegiadas para a observação de pássaros nas margens do Cávado, fizeram com que não tivesse dirigido a atenção que estas aves, sobretudo nesta época do ano, merecem; de qualquer modo verifiquei que os habituais migradores pós-nupciais marcaram a sua presença; destaco entre as mais interessantes a observação de uma PETINHA-DAS-ÁRVORES (Anthus trivialis) num amieiro da margem direita no dia 2 e, não muito longe daqui, na arriba fóssil de Esposende, uma FELOSA-DAS-FIGUEIRAS (Sylvia borin) observada no dia 10


Cumprimentos

Jorge

avatar
Araújo da Silva

Número de Mensagens : 399
Idade : 46
Local : Fão - Esposende
Data de inscrição : 18/06/2011

http://verdes-ecos.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Set 16, 2014 3:36 pm

Araújo da Silva escreveu:
ESMERILHÃO (Falco columbarius)
- no dia 15 foi observado um imaturo que repousou durante quase 1.30 hora num campo de cultivo da margem direita; exorto a quem tenha registos destas aves numa altura tão precoce do ano para o divulgar aqui (grato)

Olá Jorge,

No e-bird há quatro observações em Setembro.

1 abraço,
Gonçalo
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17966
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por pedro121 em Qua Set 17, 2014 1:36 am

Gonçalo Elias escreveu:
No e-bird há quatro observações em Setembro.

Sim, mas duas delas são da mesma ave, de qualquer modo com a data de 15 é o registo mais precoce no eBird.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 10081
Idade : 42
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Araújo da Silva em Qua Out 01, 2014 1:57 pm


Apesar da ausência de grandes novidades, a segunda metade do mês de setembro é sempre uma época interessante pelos registos das passagens migratórias e pelas chegadas das primeiras invernantes:

Estuário do Cávado, de 16 a 30 de setembro de 2014

PIADEIRA (Anas penelope)
- no dia seguinte (16) à chegada dos primeiros marrequinhos, surgiu entre os bandos de patos-reias um macho “eclipsado”; no dia 30 também foi vista uma piadeira mas com a plumagem aparentemente diferente (preciso de a observar/fotografar de asas abertas para excluir outras hipóteses)

ARRÁBIO-DE-FACES-BRANCAS (Anas bahamensis)
- depois em julho de 2012 ter morrido o último indivíduo desta espécie que se mantinha em liberdade na marginal de Fão com outros anatídeos exóticos e ferais, no dia 22 surgiu neste local outra ave, certamente escapada do cativeiro, apesar de não apresentar qualquer anilha de criador






MERGULHÃO-PEQUENO (Tachybaptus ruficollis)
- no dia 26 foi visto o primeiro imaturo da época (recordo que durante o estio estas aves não são vistas no estuário propriamente dito, apesar de serem comuns em charcas ou zonas alagadas nas imediações)

ÁGUIA-SAPEIRA ou TARTARANHÃO-DOS-PAUIS (Circus aeruginosus)
- depois de na quinzena anterior ter sido registada a presença de uma fêmea, nos dias 17 e 18 foram avistados dois imaturos a caçarem sobre o juncal






ÁGUIA-PESQUEIRA (Pandion haliaetus)
- ao indivíduo com anilha azul no tarso direito aqui registado desde o início do mês, juntou-se um sem qualquer marcação e ainda outro com anilha da mesma cor mas colocada no tarso oposto e com a inscrição «BZ»; esta última ave também esteve presente neste estuário desde setembro de 2013 até março deste ano (apesar de, desde então, a sua presença não ter sido confirmada, não posso excluir a hipótese de ter permanecido nesta zona húmida ou na região)

LIMÍCOLAS:
- nesta passagem pós-nupcial estas aves não estão a ocorrer em abundância na foz do Cávado; além dos borrelhos, pilritos e maçaricos mais vulgares, destacou-se o registo no dia 18 de um bando com 34 SEIXOEIRAS (Calidris canutus), a permanência de um par de PILRITOS-DE-BICO-COMPRIDO (Calidris ferruginea), de alguns (máximo de 3) COMBATENTES (Philomachus pugnax) e de (máximo de 4) MILHERANGOS (Limosa limosa), a passagem no dia 24 de um bando com cerca de 40 FUSELOS (Limosa lapponica) e no dia 17 a paragem para alimentação de 24 (vinte e quatro) PERNAS-VERMELHAS (Tringa totanus); no dia 29 foi visto o primeiro par de TARAMBOLAS-DOURADAS (Pluvialis apricaria) e no dia 30 a primeira NARCEJA-COMUM (Gallinago gallinago); o registo que considero mais interessante do mês é o da presença de alguns (máximo de 3) PILRITOS-PEQUENOS (Calidris minuta) a partir do dia 23






GAIVINA-PRETA (Chlidonias niger)
- no dia 18 ainda se podiam ver cinco indivíduos a alimentarem-se desde a zona da foz até à ponte da autoestrada entre os quais se encontravam algumas andorinhas-do-mar-anãs e muitos garajaus

PASSERIFORMES:
- este ano não dediquei a devida atenção à passagem de passeriformes, mas enquanto “espreitava” as aquáticas pude testemunhar o habitual aumento das vocalizações de ROUXINOIS-BRAVOS (Cettia cetti), uma pequena “invasão” de CHASCOS-CINZENTOS (Oenanthe oenanthe) no dia 23 e a confirmação de que no último dia do mês os PISCOS-DE-PEITO-AZUL (Luscinia svecica) já povoavam todo o juncal


Cumprimentos

Jorge


avatar
Araújo da Silva

Número de Mensagens : 399
Idade : 46
Local : Fão - Esposende
Data de inscrição : 18/06/2011

http://verdes-ecos.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por alcedo em Qui Out 02, 2014 1:06 pm

Grandes observações e grandes fotos
Um abraço Very Happy
avatar
alcedo

Número de Mensagens : 2232
Idade : 56
Local : Póvoa de Varzim
Data de inscrição : 02/10/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Araújo da Silva em Sex Out 17, 2014 11:42 am


A alternância das estações e das espécies que as “representam” são sempre motivo para umas saídas ao campo de apetite aguçado, ... até quando as tão desejadas surpresas teimam em não aparecer:

Estuário do Cávado, de 1 a 15 de outubro de 2014

ANATÍDEOS:
- nos bandos dos patos ainda não se notaram alterações significativas; entre as hordas dos patos-reais residentes apenas se registaram a permanência de uma PIADEIRA (Anas penelope) e um ligeiro aumento no pequeno bando de MARREQUINHOS (Anas crecca) que entretanto atingiu os 14 indivíduos; continua a ser observada nesta zona húmida a fêmea de PATO-REAL (Anas platyrhynchos) com a marca nasal 39L39 branca (marcada em 09-07-2010 na Reserva Natural das Dunas de São Jacinto – Aveiro); entre as 14:35 e as 14:50 horas do dia 14 foram contados 127 NEGROLAS-COMUNS (Melanitta nigra) distribuídas por três bandos em passagem para sul ao largo da foz

OUTRAS AQUÁTICAS E AFINS:
- a aproximação dos dias mais frescos é marcada neste estuário pela chegada de algumas espécies conhecidas noutras regiões como residentes mas que aqui não passam de invernantes; na marginal de Fão, enquanto um COLHEREIRO (Platalea leucorodia) fez uma breve paragem de “reabastecimento”, podiam ser observados 2 MERGULHÕES-PEQUENOS (Tachybaptus ruficollis) e 4 GALEIRÕES-COMUNS (Fulica atra) e na margem oposta já pernoitavam 17 CARRACEIROS (Bubulcus ibis); a par disto, os GUARDA-RIOS (Alcedo atthis), que no estio escasseiam, povoam agora as duas margens e todo o juncal

ÁGUIAS-PESQUEIRAS (Pandion haliaetus)
- das anilhadas apenas a habitué escocesa com anilha azul no tarso esquerdo com a inscrição a branco BZ continuou a ser observada diariamente; a esta ainda se juntou um indivíduo sem qualquer marcação

LIMÍCOLAS:
- enquanto registava a chegada das primeiras TARAMBOLAS-CINZENTAS (Pluvialis squatarola) e das NARCEJAS-COMUNS (Gallinago gallinago), também assinalei a passagem de um elevado número de BORRELHOS-DE-COLEIRA-INTERROMPIDA (Charadrius alexandrinus), sobretudo imaturos, e a teimosia de 3 COMBATENTES (Philomachus pugnax) em prolongar a estadia foi acompanhada por um par de PILRITOS-DE-BICO-COMPRIDO (Calidris ferruginea), um dos quais um dos quais anilhado na Noruega no final do último mês de agosto




PASSERIFORMES:
- à medida que os habituais migradores de passagem se iam despedindo, foi notada a chegada das primeiras PETINHAS-DOS-PRADOS (Anthus pratensis), LAVERCAS (Alauda arvensis) e a presença de um par de COTOVIAS-DE-POUPA (Galerida cristata), espécie que, apesar de contar com alguns pares conspícuos e residentes no porto de recreio da Póvoa de Varzim e no sistema dunar a sul da foz do Ave, é muito escassa no litoral norte e que no estuário do Cávado em particular apenas pode ser considerada como invernante rara, procurando sobretudo os campos de cultivo de milho cortado ou os nabais da margem direita




Cumprimentos

Jorge


avatar
Araújo da Silva

Número de Mensagens : 399
Idade : 46
Local : Fão - Esposende
Data de inscrição : 18/06/2011

http://verdes-ecos.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Araújo da Silva em Seg Nov 03, 2014 8:46 am


Apesar das praias cheias de banhistas, nestes dias continuamos a registar a chegada e o trânsito de algumas aves do frio e até já cá canta o primeiro “troféu” da época:

Estuário do Cávado, de 16 a 31 de outubro de 2014

GANSO-DE-FACES-PRETAS (Branta bernicla)
- no dia 27, a partir da doca de pesca, avistei um adulto da ssp. rhota (Gronelândia) que se alimentava no juncal em frente; nos dias seguintes continuei a encontrá-lo por ali ou no plano de água sob o miradouro da restinga;








OUTROS ANATÍDEOS
- foram muito sensíveis as alterações entre os patos, sendo apenas digno de registo o aumento do bando de MARREQUINHOS (Anas crecca) para cerca de 40 indivíduos, as PIADEIRAS (Anas penelope) são agora 4 e ainda há a assinalar a chegada de uma fêmea de ARRÁBIO (Anas acuta);

MERGULHÃO-DE-PESCOÇO-PRETO (Podiceps nigricollis)
- depois dos mergulhões-pequenos, no dia 27 anotei a chegada da primeira destas aves que aqui raramente ocorrem isoladas;

ÍBIS-PRETA (Plegadis falcinellus)
- no dia 22 encontrei dois indivíduos nos lodaçais da margem direita a jusante da ponte velha; nos dias seguintes continuaram aqui a procurar alimento ou nos canais do juncal onde se refugiavam;








COLHEREIRO (Platalea leucorodia)
- a partir do dia 21 “estacionaram” no juncal três indivíduos;

AÇOR (Accipiter gentilis)
- na manhã do dia 21, a passagem de um imaturo causou um grande alarido entre as limícolas que se alimentavam em grande número no juncal e nos lodaçais da margem direita;

ÁGUIA-PESQUEIRA (Pandion haliaetus)
- não deixa de ser estranho que, depois de nas passagens migratórias e no último inverno de 2013/2014 terem sido distinguidas nesta zona húmida 8 (oito) indivíduos (pelo menos), agora apenas aqui permaneça uma ave (com anilha azul no tarso esquerdo com a inscrição a branco BZ);

FRANGO-D’ÁGUA (Rallus aquaticus)
- nesta quinzena estiveram muito barulhentos e praticamente ocupam todo o sapal;

TARAMBOLA-DOURADA (Pluvialis apricaria)
- enquanto as suas congéneres cinzentas (P. squatarola) ainda escasseavam, no dia 28, surgiu um bando com 58 indivíduos desta espécie; alguns dias antes, uma ave isolada já anunciava esta chegada;

ABIBE-COMUM (Vanellus vanellus)
- no dia 22 foi registada a chegada do primeiro indivíduo ao sapal; entre as restantes limícolas aqui presentes nenhuma despertou grande interesse, mas registei o grande aumento de narcejas-comuns no prado salgado, a continuação da passagem de muitos imaturos de borrelhos-de-coleira-interrompida e a permanência de alguns milherangos e pernas-vermelhas-comuns;

GAIVOTA-DE-CABEÇA-PRETA (Ichthyaetus melanocephalus)
- apenas confirmei a primeira presença da época no dia 27;

ANDORINHA-DO-MAR-COMUM (Sterna hirundo)
- no dia 20 foram identificados dois indivíduos na foz;

PASSERIFORMES
- entre os pássaros que caraterizam esta zona húmida nos meses frios, destaco a abundância de PISCOS-DE-PEITO-AZUL (Luscinia svecica) bem distribuídos por todo o juncal, o aumento das FELOSINHAS-COMUNS (Phylloscopus collybita) no núcleo turístico de Ofir, os primeiros registos de ESTORNINHOS-MALHADOS (Sturnus vulgaris) nos campos de cultivo da margem direita e a sempre aguardada chegada de ESCREVEDEIRAS-DOS-CANIÇOS (Emberiza schoeniclus) ao juncal.


Cumprimentos

Jorge



avatar
Araújo da Silva

Número de Mensagens : 399
Idade : 46
Local : Fão - Esposende
Data de inscrição : 18/06/2011

http://verdes-ecos.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Gonçalo Elias em Seg Nov 03, 2014 9:07 am

grandes fotos!
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17966
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por VozdoBerço em Seg Nov 03, 2014 9:12 am

Esse Ganso-de-faces-pretas é TÃO lindo cheers
avatar
VozdoBerço

Número de Mensagens : 613
Local : Guimarães
Data de inscrição : 13/11/2009

http://vozdoberco.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LOCAL: Estuário do Cávado

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum