Flamingos na Rússia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Flamingos na Rússia

Mensagem por Gonçalo Elias em Qui Dez 29, 2011 6:44 am

Rússia recebe visitantes exóticos
Flamingos de regiões quentes e caranguejos da Austrália são os mais novos habitantes do país
22/12/2011 17h05

Ambientalistas, biólogos e veterinários russos estão estudando o comportamento de duas espécies animais que chegaram recentemente à Rússia: flamingos procedentes de vários países, que migraram espontaneamente, e caranguejos originários da Austrália – estes, “contratados” para prestar serviços.

Os caranguejos australianos foram levados para a Rússia, de fato, a trabalho. O comportamento de seis deles vai orientar o trabalho dos engenheiros e técnicos da empresa Esgotos de São Petersburgo. Os crustáceos vão ajudar a controlar a qualidade da água do esgoto, cujo tratamento é feito através de um controle bioelétrico. São fixados sensores à couraça dos caranguejos, para monitorar o ritmo do coração deles. Quando eles não “aprovam” a água, seu coração passa a bater mais rapidamente – diz o especialista do Centro de Segurança Ecológica da Academia de Ciências da Rússia, Sergey Kholodkevitch. “Este é o nosso sistema de alerta biológico primário, que acusa qualquer tipo de alteração das águas”, explica o técnico. “Quando a água do esgoto é bem tratada, ela não deve mudar a vida dos seres que vivem nela. Por isso, se eles se sentem bem na água, isso quer dizer que a qualidade do líquido corresponde ao padrão estabelecido.”

Já os flamingos apareceram espontaneamente na paisagem das florestas da Sibéria. Como são aves acostumadas a temperaturas elevadas, seu surgimento em regiões tão frias como as da Sibéria no rigor do inverno russo surpreendeu os ambientalistas.

Os flamingos são nativos da África, Cáucaso, Irã, sudeste e centro da Ásia, além das Américas Central e do Sul. Durante a migração, eles podem sobrevoar o território da Rússia, na área meridional do país. “Os cientistas ainda não conseguiram explicar essa mudança tão incomum”, diz o ornitólogo Sergey Dashkov. Ele afirma: “Nós sabemos, através do monitoramento por satélites, que às vezes as aves podem mudar um pouco o seu itinerário de migração, o que mais tarde é corrigido. No entanto, os dados mostram que existem erros de navegação. Esse mecanismo já foi bem estudado, e se sabe alguma coisa sobre ele, mas ainda há muito a esclarecer.”

http://www.diariodarussia.com.br/fatos/noticias/2011/12/22/russia-recebe-visitantes-exoticos/
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 17707
Idade : 49
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum